terça-feira, 30 de dezembro de 2014

A Repórter Americana Capítulo 18


"Esta levando muito tempo para apagar você de mim e você tem seus demônios e querido todos eles se parecem comigo..." 


Eu apenas abaixei minha cabeça para não acabar levando um tiro. Mas, eu não podia continuar ali escondida quando parecia que o mundo estava em chamas... Eu não deveria estar pensando nisso, mas agora eu quero ver o Joe tem alguém tentando nos sequestrar e se alguém tivesse pego o Joe? Ah não, não! Meus olhos se enxeram de lágrimas e eu precisava vê-lo precisava saber que ele ta bem, me agachei até a Marie e a peguei no colo.

_Marie eu preciso que você continue escondida_Eu sussurrei pra ela _Eu vou precisar sair pra ver como seu pai esta, mas esta tudo bem querida, eu vou voltar.

Ela assentiu com a cabeça e dei um beijo em sua testa e ela se escondeu, eu observei e sai agachada do armário e tranquei por fora permaneci agachada indo até a porta do quarto respirei fundo prestando atenção em cada barulho do lado de fora.

 Algo explodiu, coisas quebraram mais gritos e ouvi mais barulhos de tiros, mas não iria de jeito algum desistir de achar o Joe, precisava ver ele, precisava mesmo ver ele precisava conversar com ele.

 Deus como eu sou estupida quando ele quis conversar comigo eu não quis e agora eu to aqui agachada ouvindo coisas explodirem, barulhos de tiros pessoas gritando e correndo, mas eu não estava me importando com isso de forma alguma. 

 Meu coração se acelerou quando dessa vez eu ouvi um tiro mais alto o que significava que estavam perto, eu respirei fundo e abri a porta me levantei e sai do quarto de Marie trancando a porta atrás de mim. Tudo o que eu sabia sobre tiroteios era o que eu via em filmes, então portanto meu conhecimento sobre esse assunto era limitado. '

Me esgueirei no corredor me encostando nas paredes a janela enorme do fim do corredor estava quebrada, mas a real confusão estava no andar de baixo, antes que eu realmente pudesse chegar a escada eu pude ver Robert e alguns guardas e seguranças do Joe que não deixavam as coisas virem pra cima, e provavelmente não me deixaria descer. 

Eu cheguei a escada no momento em que Joe apareceu na parte de baixo esmurrando alguém, eu coloquei a mão na boca para não gritar, Joe deu um soco abaixo do queixo do cara e então o empurrou pela escada da fora da rua.

_Robert!_Ele gritou olhando pras escadas_ Esse filho da puta estava no quarto da minha filha quero que alguém verifique onde Marie esta, agora!

_Elliot Tome el ruso e ir a ver Marie ahora!_Robert gritou 

E dois guardas simplesmente subiram as escadas e esbarram em mim.

_Ela esta trancada e escondida no coset, a chave_Entreguei a eles._ Robert olhou pra trás e repetiu o que eu falei aos dois que seguiram o caminho deles para garantir que ela ainda estava lá.

_O que diabos esta fazendo ai Demetria?_Joe gritou do andar de baixo começando a subir as escadas para vir até a mim._Por que você simplesmente não consegue fazer o que eu...

Eu o interrompi correndo até e pulei em seus braços o beijando pouco me importando se havia uma platéia e alguns tiros ainda estavam sendo disparados, mas eu precisava fazer  isso. Deus ele estava vivo e inteiro foda-se o resto!

_Eu menti pra você_Eu disse ainda com meus lábios nos dele_Eu não quero ir pra casa, e eu não odeio você eu te amo, e não sei como isso é possível, mas eu amo você isso é meio ridículo eu sei, mas é o que eu sinto de verdade eu juro_Eu estava falando tudo rápido demais_Eu disse que o odiava por que frustrada por que você me soltou, eu não queria que me soltasse, queria que você quisesse ficar comigo.

_Demi Demi, devagar bebe_Ele disse me segurando pelo braço e beijando minha testa eu sei disso, e eu queria realmente conversar com você, mas_Ele me abaixou e Robert se colocou na nossa frente atirando em alguém_ Não acho que seja a melhor hora bebe, mas mantenha esse pensamento._Ele sorriu me dando um selinho.

_Tudo bem_Mo meio daquele caos todo eu estava sorrindo feito boba.

Robert falou alguma coisa em espanhol e Joe respondeu ele me colocou para trás dele sem sorrir desta vez, eu estava confusa demais, sobre o que estava acontecendo. Um dos guardas do Joe estava carregando Sterling todo machucado, para dentro da sala grande. 

_Eu sabia que você estava no meio disso_Joe disse me segurando atrás dele_ Você já foi mais inteligente Ster.

_Oi bro, quanto tempo não vejo você!_Ele sorriu aberto para  o Joe como se realmente fossem bons e velhos amigos_Que bela morena você tem atrás de você... Como vai senhorita Lovato?

Eu revirei os olhos e Joe me apertou ainda mais segurei sua camisa com força. Outra janela no andar de baixo foi quebrada o guarda e Sterling se abaixaram Joe bufou irritado.

_Você poderia mandar esses desgraçados filhos da puta pararem de destruir minha casa?_Joe gritou irritado

_Ahhhh!_Ele pensou um pouco e deu de ombros_Não posso!

Joe me soltou me entregando a Robert que me colocou atrás dele da mesma forma protetora que o Joe que descia feito um louco até Sterling erguendo-o pela cola da camisa e batendo no rosto do Sterling e jogando-o no chão em seguida.

_Mande-os parar ou antes que a droga da polícia ou os seguranças nacionais apareçam você vai estar esfolado em pele viva, você não tem noção da raiva que eu to de você_Joe bateu nele novamente sem realmente se tocar de que estava perdendo o controle até que que um dos guardas o parar. Sterling cuspiu sangue e eu escondi meu rosto para não ver o quanto aquilo me deixava enjoada. 

Joe se afastou dele passando a mão pelos cabelos e respirando fundo, ele estava realmente transtornado.

_Sabe, Joe_Sterling disse_Não sou a única pessoa no mundo que te odeie meu amigo, mas eu posso fazer uma pergunta... Vou fazer de qualquer jeito... Já se perguntou por onde minha irmãzinha querida, nas últimas horas?

Eu ergui minha cabeça e olhei pra baixo, eu realmente não havia visto Taylor desde o almoço. Eu vi quando Joe ficou um tanto confuso e parecia ter chegado na mesma conclusão que eu sobre o fato de Taylor não ter aparecido durante toda a tarde e nem durante todo o caos que esta nessa casa. 

_O que quer dizer com isso?_ Joe se virou pra rua onde alguns tiros continuavam_Robert pelo amor de Deus quando a droga da polícia chega?

Robert olhou no relógio_Em 15 minutos senhor.

_Obrigada, Rob._Joe se virou pra Sterling novamente_Em fim, o que a Taylor tem haver com isso?

_Bem fiquei sabendo que ela milagrosamente ressuscitou dos mortos_Sterling riu, mas parou provavelmente por que seu maxilar doeu e eu ri satisfeita em ver que aquele canalha cínico podia parar de sorrir_ Você não caiu nessa hum... bosta toda, caiu?_Joe permaneceu olhando pra ele_Ah é esqueci você é apaixonado por ela._Sterling olhou pra mim _Eu disse a você senhorita você é apenas outra na lista de garotas que ele comeu sabe, você vai perceber que ele na verdade não se importa com você e..._Antes que ele pudesse terminar Joe o acertou na boca de novo o guarda que o estava segurando simplesmente o deixou avançar pra cima de Sterling.

Eu dei um passo a frente Joe ia matá-lo de tanto bater nele, mas Robert me puxou de novo pra trás dele fazendo um sinal negativo com a cabeça, e eu parei onde estava.

_Joseph!_Eu gritei mas ele não deu muita atenção_Joe pare por favor anjo!

Ele parou um soco no meio e abaixou a mão perto do corpo e jogou Sterling no chão. Sterling tossia sangue e deixou o corpo cair no chão deitado.

_Diferente de você eu nunca tratei uma mulher como um pedaço de pano que depois de jogar fora você joga fora. E não se dirija a Demi novamente ou eu juro por Deus que nem que Jesus em pessoa eu vou parar de bater em você, me ouviu bro?_


Eu respirei fundo aliviada que Joe não matou esse idiota, não por nada, mas por que não quero que Joe suje as mãos com esse cara. Joe não precisa disso de qualquer forma... Eu não tive tempo de assimilar o que estava acontecendo ali, algo explodiu dentro da sala Sterling foi jogado para o outro lado. Joe também então eu gritei assustada, mas Robert me abaixou se jogando sobre mim, eu tentei sair de baixo dele para ver o que estava acontecendo, mas não consegui, mais barulhos estavam me tomando por que eu nem ao menos podia ver essas coisas e eu estava enlouquecendo quando ouvi alguém gritar com uma voz cínica e alta e grossa de maneira que me deixou arrepiada.

_Joseph!_Eu ouvi alguém gritar como se fossem velhos conhecidos_ Eu estava louco para te conhecer!

_Quem diabos é você?_Eu ouvi Joe gritar em resposta.

_O cara que vai te matar!

Eu me apavorei batendo no Robert quando eu ouvi um tiro, mas Robert me segurava nos escondendo atrás de alguns escombros. Eu chorava tentando me soltar, gritar fazer qualquer coisa, mas não conseguia, Robert era maior e mais forte do que eu mesmo que eu tentasse não conseguia.

_Vamos_Eu ouvi aquela voz estúpida repetir de forma que novamente me deixou arrepiada de um jeito ruim que me desesperou ainda mais.

 Eu precisava de algum jeito de escapar dali, mas não conseguia sair do abraço deles então tudo ficou em um silêncio mórbido. E então Robert finalmente me soltou.

 Tudo o que eu vi eram corpos de pessoas e coisas quebradas e espalhadas para todo lado, sangue, mas nem um sinal do Joe. Meu Deus nenhum sinal do Joe! Sterling estava do outro lado da sala com um pedaço de concreto sobre a perna dele eu gritei por ajuda e alguns guardas vieram e puxaram Sterling eu cai no chão de joelhos sem mais força pra nada olhando a destruição em volta, os corpos o sangue e me apavorei chorando sem saber onde diabos o Joe estava! Aquilo era desesperador!

 De repente tudo parecia em câmera lenta eu observei chorando a polícia, bombeiros chegando, pessoas me fazendo perguntas e eu não sabia responder nenhuma delas, por que tudo o que eu conseguia fazer era olhar pra frente e chorar.

_Joe!_Eu chamei baixinho_JOE!_Eu gritei de repente sentindo força e sai correndo gritando o nome dele e procurando-o por todo lugar desci as escadas da frente e cai de joelhos no último degrau_Joe!_Eu disse baixinho. 

E em seguida eu senti tudo em mim tremer e o medo me tomou tudo estava girando e as coisas perderam o foco, deixando tudo em tremenda escuridão.


Oi minhas Sweet Disasters!!! Deixem-me defender o Joe nos últimos dois capítulos eu vi que vocês estão um pouco "bravas"com ele, mas eu vou defendê-lo dizendo que na verdade Joe esta confuso com tudo o que esta acontecendo.... Se bem que nesse capítulo não podemos realmente dizer que Joe ainda esta vivo, mas ainda sim me sinto no dever de defende-lo... Mas, e ai? O que vocês acham que a Taylor esta fazendo? Acham que o Sterling é inocente do sequestro da Taylor? O que acham que aconteceu com o Joe? Será que ele ainda esta vivo?  Bem eu espero que vocês estejam bem e gostem do capítulo...  

E há eu vou fazer propagando pra vocês de uma história que eu to lendo é muito legal, se quiserem ler.... é Jemi também (é só o que eu gosto)

http://jemifanficsdemijoe.blogspot.com.br/


domingo, 28 de dezembro de 2014

A Repórter Americana Capítulo 17



"Vai ver a gente não conhece o amor direito prazer, eu sou um cara cheio de defeitos igualzinho o que você aprendeu a amar, mesmo que o sol se apague e venha a lua te trazer de volta aos sonhos meus pode passar mil anos, você vai me amar e eu vou ser pra sempre seu..."

_Anjo por favor..._Eu o empurrei e me afastei dele passando a mão por meu rosto e jogando meu cabelo pra trás amarrando desajeitadamente_ Você é casado e eu não vou, não quero e não posso me meter no seu casamento.

_Demi eu sei disso._Joe também passou as mãos pelo meu cabelo_Nenhuma de vocês duas merecem isso._Ele respirou fundo_Mas, eu ainda quero conversar com você, podemos?

_Não eu acho melhor não e...

_Eu  apenas quero saber como você esta, o que esta fazendo... Nada de mais._Ele me apontou o sofá perto da janela aquele maldito sofá onde eu me sentei no  colo dele numa tarde nublada e o enchi de beijos enquanto ele estava ao telefone falando em espanhol com alguém e ele desligou o telefone na cara de alguém só pra me jogar no sofá e me encher de beijos e fazer amor comigo, obviamente eu não iria me sentar ali, ainda mais perto dele então me sentei na cadeira a frente a sua mesa e ele pegou uma cadeira se sentando ao meu lado_ E então algo novo?

_Além do Sterling entrar aqui como se fosse o dono de tudo e tentar brincar comigo falando mal de você_ Eu dei de ombros revirando os olhos com um sorriso falso _Nada de novo... E ah!_Eu me virei cruzando minhas pernas quando me lembrei de uma coisa nova_ Sua esposa me pedindo pra eu entrevistá-la ela quer contar a verdade seja lá do que diabos aconteceu com ela!

_Como assim?_Joe perguntou confuso.

_Sobre qual aspecto? Sterling ou Taylor?_Eu perguntei agora confusa com a confusão dele.

_Primeiro sobre Taylor... Ela quer te conceder uma entrevista?

_Foi ela quem sugeriu_Eu me defendi vendo que ele estava ficando nervoso e irritado_ Mas, eu me neguei a escrever qualquer coisa a menos que você viesse falar que eu poderia, e como ela não tocou mais no assunto..._Dei de ombros

_Quando ela falou com você?

_A uma semana mais ou menos... Por que Joseph você não sabia?

_Não eu não sabia, muito obrigada por não concordar com essa loucura... Eu acho que a Taylor tem que se adaptar a muitas coisas novas...

_Desculpe Joseph, mas você simplesmente a aceitou de volta sem falar com a policia, sem fazer uma investigação, sem levá-la a um médico ou algo assim... Sabe se lá o que aconteceu com ela, você não deveria checar isso?

Eu me lembrei do dia em que ela voltou roupas limpas, maquiagem bem feita, sem machucados, para alguém que ficou tanto tempo trancada em um sótão ou algo assim não prestei atenção na lorota dela, estava com ciúmes e desejando que ela tropeçasse em algum lugar ou se engasgasse e morresse de vez... E não voltasse mais. Cruz credo eu estou com medo de mim.

_Eu estava falando disso com o Kevin hoje mais cedo vou fazer isso, mandá-la a um hospital fazer uns exames e ela vai ver o Kevin duas vezes por semana... Um acompanhamento psicológico para saber se ela esta realmente bem. Quando ela voltou eu fiquei tão chocado que não pensei em nada só queria protege-la e cuidar dela acima de qualquer coisa, mas agora que já faz algum tempo que ela esta aqui eu percebi que negligenciei certas coisas, e não deveria ter feito isso.

Ele me olhou e isso me desconcertou_ Estamos falando da Taylor, não é Joseph?

Ele deu de ombros_ De certa forma sim, mas não é só isso...

_Joseph... _Eu o interrompi 

_Eu já sei Demetria,  já sei_Ele me interrompeu_ E sobre o Sterling você disse que ele estava tentando brincar com você falando mal de mim, o que ele disse?

_Joseph..._Eu me engoli me lembrando " Só mais uma na lista de garotas que o Joe já comeu_ Eu gostaria de te pedir um favor.

_Tudo o que você quiser, bebe.

_Primeiro eu quero que pare de me chamar de bebe, não parece certo._Eu respirei fundo e olhei pra ele_ Eu quero que de um jeito de mandar de volta pra casa, quero voltar pro Estados Unidos, quero voltar pra Nova Iorque.

Joe me olhou sério e virou a cabeça demonstrando confusão em seu olhar. _O que? Por que?

_Por que sinto falta da minha casa, da minha vida... Esse lugar, essa vida é incrível, mas não é minha Joe! Essa é a sua vida eu não me encaixo nela._Isso doeu como uma facada em meu peito, mas de qualquer forma essa é a verdade.

_Demi o que Sterling disse a você?

_Isso não é o mais importante Joseph... Eu apenas quero voltar a viver a minha vida longe daqui, longe dessa loucura, longe de ataques, longe de sequestros, longe de pessoas mortas que ressuscitam depois de sete anos!_Joe se levantou e me virou as costas andou de um lado pro outro_Você sabe que eu tenho que ir embora Joe faz quase dois meses que eu estou aqui, eu tenho que ir embora.

_Me responda uma coisa, se a Taylor não tivesse voltado você estaria querendo ir embora?

NÃO!!! POR QUE EU ESTARIA NESSE MOMENTO TE AGARRANDO EM ALGUM LUGAR REZANDO PRA QUE VOCÊ NÃO ME MANDASSE EMBORA DEPOIS QUE ESSA LOUCURA PARASSE E ME PEDISSE PRA FICAR COM VOCÊ PRA SEMPRE, IDIOTA!!!

_Eu acredito que sim Joseph, eu tenho uma vida me esperando em Nova Iorque._Eu menti eu abriria mão de tudo pra ficar com ele se ele me pedisse, mas eu não diria isso a ele.

_Então, nada do que aconteceu aqui_ ele se virou pra mim os olhos procurando em mim algo que eu não poderia escapar, mas que eu precisava. E me doeu na alma ver aquele misto de tristeza, decepção, medo, esperança e carinho, mas eu desviei meu olhar para qualquer lado menos pra ele, por que se não eu cairia de joelhos aos seus pés chorando e pedindo perdão, pedindo pra ele me deixar ficar com ele... Pedindo por ele_ Teve alguma importância pra você? Ou você estava aproveitando a oportunidade? Apenas usando as coisas a seu favor?

Uau isso doeu! Era como se ele estivesse me acusando de usar ele e abusar dos seus sentimentos, como se eu não tivesse coração e me lembrei do meu baile do último ano que antes de jogarem mel e penas de galinha em mim, me transformaram na rainha do gelo... A Dama Galinha Sem Coração A Rainha Do Gelo... A pior humilhação da minha vida. Uma lágrima caiu e a sequei rapidamente, não estava chorando apenas por causa da lembrança, mas por que minha resposta ao Joseph seria tão cruel quanto o que fizeram comigo.

_É talvez tenha sido exatamente isso_Dei de ombros_Eu ainda não sei, mas provavelmente foi isso... Você é tão bonito e um rei parecia interessado em mim não vi por que não me aproveitar da situação, não diria que estava usando, talvez a palavra realmente certa seja "aproveitando" se encaixa melhor, Joseph. Desculpe.

Ele deu um meio sorriso e ergueu a sobrancelha pra mim. Ele riu e balançou a cabeça pra mim e passou a mão no rosto, quando ele ergueu a cabeça pra olhar pra mim senti medo da raiva que eu vi, eu nunca realmente havia visto ele assim.

_Eu duvido disso_Eu me levantei e ele continuou onde estava.

_Não me importo com o que você acredita, você perguntou e eu respondi.

_Então prove bebe._

De repente eu estava nos braços do Joseph sendo beijada por ele da forma mais agressiva e ao mesmo tempo doce, eu tentei não retribuir o beijo e afastá-lo, mas quando abri a boca pra reclamar ele aprofundou o beijo, e eu perdi minhas forças e me entreguei a droga do beijo dele gemendo e o filho da puta sorriu por entre o beijo como quem diz "viu eu to certo.", idiota, idiota, idiota! Ele me ergueu e me pegou no colo me colocando sentada sobre a mesa dele prendi minhas pernas na sua cintura, ele passou a mão nas minhas pernas e puxou me fazendo deitar. Ele mordeu meus lábios e parou o beijo, beijando meu queixo, meu pescoço, e meu colo e então beijou novamente meus lábios e quando eu aprofundei mais o beijo ele se afastou de mim. Passou as mãos pelos cabelos e foi até a janela respirando fundo. 

 Me levantei ajeitando minha roupa e me sentindo ridícula e rejeitada comecei a chorar em silencio, limpei as lágrimas antes que Joseph percebesse e me recompus o minimo possível para enfrenta-lo de cabeça erguida.

_O que há de errado com você? Qual o seu problema idiota?_Eu gritei pra ele, mas ele nem se virou pra mim_Joseph Jonas eu odeio você, eu te odeio, odeio você me ouviu?

Antes que ele respondesse eu virei as costas pra ele e sai correndo da sala.

_Demi! Demi!

_Ah foda-se idiota!

Eu comecei a subir as escadas para ir pro meu quarto, quando Joe me segurou pelo braço me fazendo virar pra ele.

_Me desculpa por favor, eu não sei o que me deu, me desculpa por favor.

_Eu não quero saber Joseph, me solta agora ou eu vou começar a gritar aqui..._Mas antes que eu começasse a gritar alguém fez isso eu olhei apavorada pro andar de baixo, mas não vi nada segui o olhar do Joseph pela janela e vi que haviam guardas correndo pra todo lado dando ordens e atirando, eu cheguei mais perto do Joe segurando sua camisa_ O que ta acontecendo Joseph?

_Eu não sei Demi_Ele me colocou pra trás dele quando algo estilhaçou a janela ele se pôs sobre mim me protegendo_ Demi suba agora se esconda e fique segura..._Eu comecei a tentar interrompe-lo, mas ele me calou_Suba agora quando acabar eu vou te ver e te aviso apenas suba, por favor e não teime comigo eu to implorando_Um barulho enorme mais gritos e outras janelas quebradas_ Só dessa vez faça exatamente o que eu estou dizendo, pelo amor de Deus!

Eu concordei com a cabeça olhando pra ele assustada e com medo de que alguma coisa acontecesse com ele e o abracei antes de eu subir para o quarto da Marie. Eu a encontrei abaixada perto da cama tranquei a porta e fui até ela.

_Hei princesinha sou eu._Marie pulou nos meus braços chorando e houve um outro barulho de coisas quebrando e um barulho tão alto que eu posso jurar que esta havendo um tiroteio, Marie tremeu nos meus braços e eu me apavorei a abraçando mais forte _Marie querida vai ficar tudo bem, vai ficar tudo bem.

Eu a puxei pra mim e agachada eu a levei para o closet e tranquei a escondendo atrás de umas prateleiras com roupas de inverno e a abracei beijando seu cabelo... Eu ouvi um barulho no quarto e tapei a boca da Marie que pretendia gritar e mordi minha língua rezando a Deus para ser alguém conhecido do nosso lado. 

 Eu escondi a Marie_Quietinha princesa._Eu sorri pra ela, mesmo morrendo de medo...

_Ela devia estar aqui, não devia?_Uma voz masculina perguntou

_Do que isso importa?_Outra voz masculina respondeu irritado.

_Acho que tudo isso faria mais sentido se a menina fosse levada.

Meu coração se acelerou e eu fiquei apavorada, não podiam fazer nada com Marie.

_Não queremos essa menina, você sabe. Apenas, a tal repórter ou o próprio Joseph, vamos procura-la. Joseph deve ter levado-a junto com ele, vamos.

_Vamos de uma vez... 

O que querem comigo? Joseph, querido preciso que se cuide anjo, por favor preciso de você.


 Hei gente como foi o natal de vocês? Tudo bem com vocês Sweet Disasters? E ai estão gostando da história? <3 





terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Merry Crhistimas baby!!!


"Não sabia o que dar á você algo comum não serviria, mas eu encontrei o presente perfeito pra você. Eu ouço os sinos da igreja tocando, corais cantam em harmonia comigo agora. Você esta tão adorável e até mesmo as luzes se apagam... Temos visco e o fogo da lareira nesta noite fria de dezembro a neve lá fora irá definir a lua enquanto eu canto minha canção... Enquanto eu canto a minha canção para você".

Era dia 23 de dezembro de 2014, faltavam 2 dias pro Natal, e amanhã dia 24, a festa da Comunidade Brooklyn.
-Mããããããe (Demi entro correndo pra dentro de casa)
-Demetria, o que aconteceu? Ta tudo bem?
-Siim Mãe, eu só vim pedi se você comprou os enfeites de Natal pra árvore de Natal do salão pra festa de amanhã? (Sentando no balcão)
-Puta merda! Eu me esqueci. (Pôs a mão direita na cabeça e a esquerda na cintura) Vou pegar o dinheiro, e você, como uma boa menina (apertou suas bochechas), vai até a loja comprar pra mim! Okay?
-Mas mãe! Eu a Selly, e a Miley vamos comprar nossos vestidos pra festa de amanha! (Fez um biquinho e cara de tristiinha)
-Sem mais! Vão comprar os enfeites e depois vão comprar os vestidos, ou visse versa!
-Aaah, você que esquece e eu que tenho que sofrer as conseqüências, Puta que Pariu Né Dona Dinna! (Cruzou os braços com cara de razão).
-Aaah Demi, quebra esse galho pra mim? Te livro do serviço de casa por uma semana! (Piscou pra Demi)
-Isso se chama Chantagem! (Disse Demi séria), mas como eu sou uma ótima filha, eu vou! (Sorriu)
-Muuito Obrigada Demi! (A abraçou forte) Enquanto isso eu vou terminar os doces!
(BUSINA)
-Vaaamos Demii! (Gritou Miley do carro)
-To indo! Tchau Mãe (Entrou no carro) Oooi Selly, Ooi Dona Leticia, Oooi Mileyziiha (Sorriu)
-Ooi Dem, por que demorou tanto? (Perguntou Miley)
-Tava de papo com a Sra. Dinna, ela esqueceu de comprar os enfeites pra árvore de Natal do salão de festas(Revirou os olhos rindo), Dona Leticia, será que você poderia passar na loja de enfeites pra mim na volta?
-Claro querida! (Disse Leticia sorrindo ligando o carro e indo em direção ao shopping)
NO SHOPPING
-Chegamos meninas (Falou Dona Leticia Sorrindo).
-Obrigada Mãe! Ligamos depois pra senhora nos buscar, okay?
-Tudo bem!
-Deemi, Selena! Me esperem Poxa (saiu Correndo)
-Noossa, olha que lindo esse vestido aqui (Disse Demi-(Era um vestido Rosa, longo passava um pouco dos pés a parte de trás, tinha uns detalhes dourados na barriga que puxava meio um losango entre seus seios, tomara que caia não muito estilo “CHEGUEI”, nem tão solto e nem tão colado, mas tinha um belo decote). Acho que já escolhi o meu! (Falou sorrindo, encantada com o vestido). Também tem esse vermelho! Olha esse Preto, e esse azul aqui? Todos são liindo!
-(Rindo) Demi você só vai pode levar um (disse Selena).
-Eu sei, mas todos são Perfeitos (Disse ela sorrindo).
-(Griitou Miley) Olha só esse que perfeito (Era um vestido cor prata, que dividia os seios, não era TÃO curto, mas nem tão comprido, era lindo, e combinava com seu olhos azuis). Olha esse dourado, esse verde!
(Demi e Selena Riram de Miley)
-Miley você só vai poder levar um (Disse Demi Imitando Selena)
-Haha (Disse Selena em um tom irônico) Olha só que perfeição (Selena saiu gritando e correndo quando vio um vestido, ele era de uma cor meio roxa puxado pra um azul forte, longo até os pés e beem decotado com uns detalhes na barriga, com oo próprio tecido do vestido). Olhem esse amarelo, esse cor de rosa, todos perfeitos!
-Selena, você só vai poder levar um (Miley e Demi disseram juntas rindo).
-Engraçadinhas(Disse Selena Rindo)!
(Elas experimentaram os sapatos, marcaram hora no cabalereiro e tudo mais)
-Nick vai fica de boca aberta (Sorriu Miley ao pensar em Nick)!
-David també(sorriu Selena quando se lembrou de David) ele disse que tem uma surpresa pra mim!
-Nossa, Tão apaixonadas (Demi sorriu meio de lado)
Havia um menino que Demi sempre foi apaixonada, quando ele chegava perto dela, ela ganhava um frio no estomago. Foi com ele que ela um dia ficou,embaixo de uma árvore no jardim da escola,, foi tão bom(pensou Demi), ele foi tão fofo, carinhoso, mas como sempre todo garoto só quer se divertir! Mas pra ela, não foi apenas um beijo, foi a melhor coisa do mundo, ela sentiu que tinha encontrado seu verdadeiro amor, mas nem sempre que você beija um sapo ele vira príncipe encantado!Mas pelo menos eles se tornaram amigos. Tempo depois, ele e sua familia também vieram morar na comunidade Brooklyn, Joseph, Nicholas e Kevin e o Sr. E Sra. Jonas. Nick e Miley logo ficaram juntos, Kevin já estava namorando com uma tal de Danielle, muito linda, meiga e querida Poe sinal. Selena estava com David.
Eu, como sempre sozinha, sempre achando que Joe reparasse em mim o quanto eu reparo nele, que pensasse em mim como eu penso nele, que pensasse em NÓS, como eu penso e sonho, nós um casal apaixonado, andando de mãos dadas por ai, tomando sorvete, falando e brincando com o futuro, falando de casamento e filhos e tudo mais.
Era isso que ela queria, mas ninguém além dela sabia disso. Somente ela sabia o quanto ela o queria, só pensava nele e em mais ninguém , queria sentir seus lábios novamente, sentir suas mãos a tocando e..... (No meio de seus pensamentos foi interrompida)
-DEMETRIIIA (Chamo Miley gritando).
-Desculpa My, eu estava distraída, o que você disse. (Perguntou sorrindo de lado)
-Eu percebi (Disse Selena Rindo).
-Minha mãe te poupou e comprou os enfeites para a árvore!
-Aah, mas não precisava se incomodar!
-Capaz, ela estava de bobeira mesmo! (Deu de ombros).
-Já podemos ir então? (Perguntou Selena).
-Claro, já liguei pra minha mãe (Miley Sorriu). Aah, e Demi, no que você estava pensando?
-Nada, coisas bobas, nada com que tenha que se preocupar. (Demi Sorriu de lado)
-Uhum. Tabom, então vamos!
(CHEGANDO NA COMUNIDADE BROOLYN)
-Valeeu mãe. Vou ficar um pouco lá na Dems. (disse Miley Sorrido)
-Tudo Bem. (disse Leticia saindo)
-Tudo bem né Dems?
-Claro My. (Sorriu)
-MYLEEY (Disse alguém gritando, pra Miley na era difícil distinguir a voz era como música para seus ouvidos, ela sabia exatamente quem era).
-NIIICK! (Disse ela sorrindo e correndo em direção a ele, o abraçando e depois o dando um beijo apaixonado. Demi tossiu dizendo que estava ali, Miley começou a rir parando de beija-lo), Desculpa Demi.
-Tudo bem, podem ficar a vontade, eu vou pra casa, depois você aparece por lá(Demi falou rindo).
-Tabom, depois ela vaai (Disse Nick a puxando e a beijando).
-Demi? (Na hora que alguém chamou seu nome, ela ganhou um frio na brriga, pensou que poderia estar sonhndo, ela reconheceria aquela voz mesmo que um perdesse a conciência. Sim, Era Joe)
-Joe? (Ela o olhou envergonhada, nervosa, ele chegar perto fez seu corpo estremecer e sem que ela percebesse, sorriu)
-Tudo bem?
-Sim, e coom você Joe?
-Tudo bem sim (ele sorriu), é chato ver eles dois assim o tempo todo (Joe revirou os olhos apontando pra Miley e Nick, rindo)
-É, mas eles então felizes, apaixonados isso vai ser assim, quando você estiver apaixonado vai ser a mesma coisa (Ela disse isso pensando em nas possibilidades de ele agarrá-la e beijá-la, ou de La mesma o beijar )
-Não, eu nunca vou fazer isso (Ele a olhou com um sorriso, nossa, ela amava aquele sorriso)
-Tabom( Demi disse rindo)
-Você vai ir amanha na festa amanha?
-Vou sim, e você? Vai?
-Vou, claro (Joe sorriu, tinha algo estranho com ela, fazia tempo que ele não conversava mais comigo, por mais de 5 minutos)
E assim eles passaram horas conversando, fazia tempo que eles não conversavam assim, de perder o tempo. Eles se divertiram muito. Mas como uma hora tudo que é bom acaba.
-JOOOE (Disse uma voz vindo meio com raiva slá não detectei o mal-humor na certa pessoa), o que você esta fazendo conversando com essa... com essa menina?
(Aaa, era Chelsea, eu axo que esqueci de mencionar, que ela era apaixonada pelo Joe, e que achava que ele era dela, não o deixava falar com ninguém , mas ele a odiava, odiava o fato de que ela não largava do pé dele. Excesso de ódio e ...... Deu né, vocês entenderam que ele a odeia)
-Ótimo, chegou a estraga prazeres (Joe olhou pra ela e sorriu sínico) o que você quer em?
-Quero que você saia de perto dessa mini vadiazinha.
-Olha como você fala com ela sua maluca, de meia volta e vá saindo daqui!
-Não, até você vir comigo, e pare de defender essa vadiazinha. ( Chelsea falou irritada revirando os olhos e cruzou os braços)
-Olha aqui, primeiro, você cale essa boca pra falar da Demi ok? E segundo você não manda em mim, então DE MEIA VOLTA E SAIA DAQUI CHELSEA. (Joe estava irritado com a presença dela, e Demi adorou o modo como ele a protegeu dos insultos de Chelsea)
-Tudo bem Joe (Disse Demi) Já esta na minha hora mesmo!
-Não Demi, não está tudo bem! E Chelsea, vai por favor.
-Haha, você se acha muito esperta né Demetria. Mas todo mundo sabe que você morre de Amores pelo Joe. Mas me escute, ele nunca vai Ser seu, ele me Ama e vai ficar comigo, entendeu?
-Chelcea, de onde você tirou a idéia de eu morrer de Amores pelo Joe? (Disse Demi com as bochechas vermelhas) ele é meu amigo! ( Ela sabia que Chelsea estava falando a verdade, queria poder admitir e correr pros braços de Joe, mas não sabia se ele sentia o mesmo então, ficou calada)
-Demetria (ela riu debochando) quem ainda não reparou isso, só alguém muito burro não repara isso!
-Demi, isso é verdade? (Perguntou Joe)
Demi saiu correndo sem responder Joe, ela estava com medo de que Joe nunca mais falasse com ele, com medo de ter perdido sua amizade!
DEMI NARRANDO:
Eu sabia que deveria ter falado a verdade, fui burra, agora fico aqui me culpando por não expressar meu sentimentos (uma lagrima caiu) –Droga Demetria!
Por que eu tive que me apaixonar por ele, juto pelo Joe? Eu estou confusa, com medo, queria eu alguém me abrasasse e disesse que tudo ficaria bem, e que isso é normal! Mas me vi sozinha! Sozinha pensando em como eu falaria com Joe depois disso, como ele reagiria?
Então lembrei daquela tarde que ficamos na escola, foi perfeito, e então rolei na cama olhando pra cima. Logo já havia pegado no sono!
***
Quando eu acordei, eram 10 horas da manha! NOSSA, eu dormi tanto assim? Eu nem tava cansada, e fui dormir não era 8 horas da noite! Peguei meu celular, tinha 6 mensagens! Nossa, sou mesmo importante (eu ri). 4 eram de Joe, 1 da My e 1 da Selly. Pera aii, 4 eram de Joe?
A 1º dizia: Demi ta tudo bem com vc? Por que saiu daquele jeito?
A 2º Demi? Responde por favor eu já to ficando maluco!
3º Tabom, não precisa responder, mas uma hora ou outra você vai ter que me encarar e falar comigo.
4º Boa Noite, até amanha!
Nossa, ele está preocupado comigo? Ou será que ele só quer saber se o que Chelsea disse é verdade! Tanto faz! Joe esta certo uma hora ou outra eu tenho que encará-lo.
A Miley e a Selly só queriam saber como eu tava, toodo mundo sabia o que tinha acontecido é? Nossa, as fofocas correm rápido por aqui! (Eu ri)
“A tarde passou rápido, eu Miley e Selena fomos ao cabelereiro, voltamos e depois fomos todas pra casa da Selly pra nos trocarmos e depois irmos pra festa de Natal!
-Meninas, vocês estão tão Lindas. (Eu sorri e olhei pra elas)
-Quem falando né Dona Demetria (Disse a Selly sorrindo)!
-Nós estamos mesmo lindas( Disse Miley se olhando no espelho e depois olhando pra mim e para Selly).
Já estava na hora da festa, estávamos entrando no salão, eu olhei para os lados e vi Joe me olhando ele sorriu pra mim, e eu, eu não queria, mas eu... eu sorri pra ele também, ele estava vindo na minha direção, quando Chelsea chegou na sua frente o beijando. Meu sorriso desapareceu, e eu fui me sentar com as meninas Nick e David, de vela como sempre!

Nós ja tinhamos jantado, faltavam 15 min para a meia noite, minha mãe subiu ao palco e disse que EU cantaria uma música. Eu pensei “Não Dona Dianna, você não feez isso”. Minhas bochechas avermelharam. Eu não tinha nada a fazer a não ser ir cantar né, faze o que! Que furada minha mãe me colocou, faz tempo que não canto!
Tinha um piano em cima do palco, subi e me sentei! A música que eu iria cantar se chamava “Sing My Song For You”. Então eu comecei:
Didn't know what to get you
Ordinary just wouldn't do
But I just found my perfect gift for you
Quando terminei de cantar esta parte, Ouvi outra pessoa cantando comigo, não sei por que mais me arrepiei, conhecia essa voz, e quando olhei pro lado, Joe,sim JOE estava cantando comigo, ele até sabia tocar piano.Nossas vozes ficam tão.. Linda juntas, eles combinam, estava tipo, a harmonia perfeita. Notei que Chelsea Me fusilou com os olhos!
I hear church bells ringing
Carols singing harmony with me now
You are lookin so lovely
Even If the lights go out
We've got mistletoe and firelight
On this cold december night
The snow outside will set the moon
As I sing my song
We've got mistletoe... and firelight
On this cold december night
The snow outside will set the moon
As I sing my song
Sing my song for you
Quando Terminamos de cantar, nossos olhos se encontraram, ele acariciou meus cabelos! Então eu me afastei, olhei para todos que estavam ali, e avistei Chelsea que me deu um “Tchauzinho” Sinico! Virei pra ele, senti uma lagrima descer em meu rosto, e sai correndo, mas pêra ai, eu estava de salto alto! Então eu o tirei, corri com ele nas mãos e fuui para o jardim, não era exatamente um jardim, era.... Atrás do salão! Eu sentei em um banco ali perto! Eu chorei! Por que Joe deixou Chelsea o Beijar:? Sera que ele se apaixonou por ela? O que isso significou? –Droga Demetria, por que você se apaixonou pelo Joe? Isso é tão complicado, e agora eu estou aqui chorando e ele, ele deve estar feliz aos beijos com ela La dentro. Ontem a tarde tava tão perfeita__ Chorei muito, olhei pro Relógio e falatavam apenas 7 minutos para meia noite!
-Bom saber disso! ( Olhei para trás, me assustei, pensei ter ficado louca, mas sabia que era verdade por que senti um frio no meu estomago).
-O que..O que.. esta fazendo aqui Joe? O..O quanto.. você ouviu (Eu dizia chorando)
- Ouvi o suficiente pra saber que o que Chelsea falou era verdade! (Ele sorriu)
-Ótimo, agora você sabe que sou apaixonada por você, desde o dia em que ficamos na escola! Mas claro, não significou na pra você, mas pra mim! Eu me apaixonei pelo seu beijo, seu toque, por você, por você ter sido tão carinhoso comigo, tão gentil (As lagrimas desciam em meu rosto, mas eu tinha que falar, tinha que falar tudo que estava preso dentro de mim) Desculpa eu não escolhi isso Joe, aconteceu, foi o melhor beijo d minha vida, eu nunca o esqueci, ninguém nunca foi tão carinhoso comigo como você foi Joe. Eu estremeço toda vez que você chega perto de mim, eu ganho um frio no estomago só de ouvir sua voz . Mas não importa, você ta com a Chelsea agora e como ela disse, eu NUNCA teria chance com você (Falar isso doeu em mim, mas eu sabia que era a verdade, as lagrimas continuavam escorrendo em meu rosto) olha pra mim, sou só essa menina boba, você nunca iria querer ficar comigo quando pode ficar com a Chelsea, ela é linda, é o tipo de garota Perfeita pra você, então, felicidades pra vocês. (Eu sorri chorando, falar isso tava me matando por dentro, eu o Amava como nunca havia amado ninguém antes! Ele sorriu)
- Sabe Dem’, eu sempre gostei de você, e no dia que ficamos na escola, passou de gostar, passou pra um... Uma paixão louca, que toda vez que te via me afastava, tinha uma loca vontade de te beijar (Nisso faltavam apenas 4 min para a maia noite). Demi eu SEMPRE te amei (Quando ele disse isso, eu olhei pra ele, eu ainda chorava, mas não era mais de tristeza e acho que sim de emoção, quando ele disse que sempre me amou eu fiquei boba, olhei pra ele com vontade de mandá-lo cala a maldita boca e me beijar, mas eu também queria ouvir o que ele tinha pra me falar). Você não é uma menina boba, é a MINHA menina boba, sempre te vi como mina menininha, frágil, doce, amorosa, eu sempre tava te observando, sempre te cuidando, pra que nada de mal lhe acontecesse. Nunca pensei que você também era apaixonada por mim, depois do beijo, você nunca mais falou disso! Claro viramos amigo e..
-Eu não sabia o que você sentia por mim e eu não queria perder sua amizade, já que você também nunca mais falou disso, fiquei quieta! Mas e seu beijo com Chelsea Hoje sedo?
-Aquela menina é maluca, ela me agarrou! (Falatavam 2 min pra meia noite)
-Ta bom!
-Demi,(Eu o olhei nos olhos sorrindo)
-Oi Joe.
-Fica comigo? Pra sempre (ele pegou minha mão se ajoelhando o chão0
-Mas o sempre, sempre acaba! (Eu olhei em seus olhos)
-Então, você fica comigo até depois do pra sempre?
(Eu ri e o abracei)-Claro que sim meu Amor! (Senti que ele sorriu assim que o chamei de Meu Amor)
Ele me beijou e enquanto isso, era meia noite, os sinos tocavam!
Seu beijo era tão quente, tão doce! Um beijo lento e apaixonado, Nossa ele sabia mesmo dar um beijo, e esse foi melho do que aquele na escola, aquele era de um menininho, esse, era de homem!
-Feliz Natal Meu Amor, Minha Menininha!
-Feliz Natal MEU Amor (Eu sorri tão grande que parecia que eu iria arrebentar minha boca)
Nos beijamos, e sério eu tava viciando naquele beijo já, era tão bom, eu o Amo tanto!
Fomos lá pra dentro, junto com Nick, Miley, Selena e David! Nós falamos pra todo mundo que estamos juntos, todos ficaram surpresos, mas felizes.
- Já estava na Hora (Miley e Nick Falaram Juntos Rindo)
-O que foi que perdi? (Selena perguntou rindo)
Eu e Joe rimos, ficamos o resto da festa inteira juntos, com Nick, Miley, Selna e David, todos estavamos felizes, e eu, não estava mais de vela. E sim, estava com o homem que eu Amava.
Então eu o Olhei, o beijei apaixonadamente e sorri!


Bem, gente feliz natal adiantado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Essa história linda divina e maravilhosa não foi eu quem escrevi foi a Duda do Devonne Warrior um blog novo que eu vou trabalhar junto com ela!!! Então, eu espero que gostem tanto quanto eu, ok! Duda isso tá tão perfeita to ansiosa para as próximas histórias ta? 

Eu espero que o natal de vocês seja maravilhoso e cheio de magia e tão lindo quando o da nossa história feliz natal gente, toda felicidade e amor do mundo nessa data maravilhosa que Deus abençoe vocês, não esqueçam disso Deus nos ama, não desistam de acreditar nele por que ele nunca vai desistir da gente!!!! FELIZ NATAL GENTE EU AMO VOCÊS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

A Repórter Americana Capitulo 16


"Lábios de cereja, céus de cristal eu poderia lhe mostrar coisas incríveis beijos roubados, lindas mentiras você é o rei, baby, eu sou sua rainha, descubra o que você quer serei aquela garota por um mês espere, o pior ainda está por vir, oh não. Gritando, chorando, tempestades perfeitas eu posso fazer todas as mesas virarem jardim de rosas  repleto de espinhos mantenha-se adivinhando como "Oh, meu Deus, quem é ela?" eu fico bêbada de ciúmes, mas você vai voltar cada vez que você sair porque, querido, eu sou um pesadelo 
vestido como um sonho..."


Depois de três dias sem fazer nada além de fugir do casalzinho 20 que não se desgruda eu decidi que precisava fazer alguma coisa pra voltar pra casa, por conta da volta repentinamente maluca da Taylor  os planos de tirar Sterling do reino de La Pietra haviam sidos adiados, estão todos curiosos pelo fato de que Taylor esta de volta. O.h M.E.U D.E.U.S!!!

Eu to pouco me fodendo pra isso, mas o resto do mundo não, então foi estranho quando eu estava sentada na sala familiar com a Marie que definitivamente não se da bem com a mãe, quando Taylor entrou pra falar comigo, estranho mas não totalmente surpreendente.

_Fiquei sabendo que é repórter... Joe, Miley e Nick falam muito bem de você.

_Ah é? Precisava ver a hostilidade que me trataram quando cheguei aqui, menos Miley e o marido sempre foram muito gentis comigo.

_Joe me contou como as coisas ficaram insanas aqui quando eu...

_Quando você morreu._Eu completei a frase por ela_Mas, na verdade você só morreu pro Joe e o  resto do mundo então, não é grande coisa de verdade.

Ela riu_Também me disseram que você tem um senso de humor um pouco sarcástico.

_É um pouco._Eu disse pegando meu diário idiota que o rei idiota me deu, nos últimos dias peguei a tendência de odiar o Joe_Eu vou indo... Pra qualquer lugar.

_Não, espera... Eu quero que você me entreviste.

_O que? Joe... Quero dizer Joseph não gosta da sua vida exposta em nenhum veículo de comunicação.

_É a minha vida_Taylor disse dando de ombros

_Não. É a vida de vocês dois, são casados.

_Quero que as pessoas saibam a verdade, e você parece boa.

_Não acho certo, Joseph surtou só de saber qual era a minha profissão não quero entrevistar a mulher dele e ele ficar com raiva de mim.

_Por que o que Joe pensa ou sente tem tanta importância pra você senhorita Lovato?

_Por que eu o... Eu me importo com ele. Ele é um... Bom amigo e não quero perder a amizade dele.

_Eu posso convencer o Joe sobre essa entrevista...

_Então, convença-o, se ele vier falar comigo será uma honra entrevistar a senhora majestade.

_Sim. é claro que será._Ela sorriu doce e eu quis vomitar quando ela saiu da sala apenas passando a mão pelos cabelos da filha.

_Ela é assustadora, não é?_Perguntei a Marie

_É sim... Não gosto dela Dem...

_Você vai aprender a gostar princesa._Eu disse ficando de joelhos a frente dela e começamos a brincar de bonecas...


Uma semana depois... 

Eu estava andando pelos corredores sozinhas umas 18 da noite quando passei na frente do escritório do Joe, ele estava em uma reunião com Robert, Kevin e Nick e pareciam realmente concentrados na conversa. 

_E então o material que temos da sua pequena "entrevista" com o Sterling é o suficiente?_ Nick perguntou aparentando estar satisfeito

_Sim, ele esta descontrolado e já dei entrada no processo de intervenção do Sterling.

_Cara, isso é maravilhoso!_Nick disse._ Já podemos entrar com o processo de reconhecimento do Robert como seu irmão Joe, tudo esta encaminhando perfeitamente.

_Sim_Joe disse feliz, mas sem nenhum entusiasmo_Faça isso Robert não vejo a hora de você ser reconhecido como meu irmão.

_Eu também, mas não sei se estou pronto pra tal cargo... 

_Eu sei que você esta confio em você meu irmão, mas agora que a Taylor voltou teremos de rever nossos planos de eu deixar de ser rei... Taylor odiaria perder a coroa.

_Desculpe Joe, mas você não contou a Taylor os nossos planos, contou?_Kevin perguntou e e eu fechei os olhos rezando pela resposta certa.

_Não, eu ainda não disse nada... Isso seria um problema por que Kevin?

_Não é por nada, mas é que com todo esse trauma ela passou anos sendo refém do próprio irmão, talvez ela não esteja em plena... Faculdade mental, com todo respeito.

_Sim, eu ela esta diferente... Ou eu estou. Acha que precisa examinar ela?

_Talvez, sim. Seria uma boa ideia, você esta de acordo.

_Sim, é claro que eu estou, eu confio muito em você Kev.

_O diferença do Joe tem nome e sobrenome._Robert comentou com Nick e ambos riram_ Demetria Lovato. 

_Cara, isso ele ta ficando louco!_Nick riu baixinho e eu decidi que tinha que ir embora dali e sai pra fora da casa do Joe.

Eu desci as escadas da frente os seguranças e os guardas perderam o interesse em me proteger então, eu consegui sair por ali livremente. Eu fui andando pelo jardim da casa e me sentei no meio dos arbustos. Respirei fundo algumas vezes. E sequei algumas lágrimas que caíram " Demetria Lovato" "ele esta ficando louco". 

 Kevin  obviamente não confiava em Taylor. Nick nunca foi muito fã da Taylor. E Robert, parecia zombar do fato que Joe sentia alguma coisa por mim, mas ele zombava o Joe não eu. 

Pelo que eu entendi Joe esta pensando em continuar sendo rei mesmo que ele não suporte essa ideia, para agradar a esposa isso não esta certo. Ela devia apoiar o Joe a seguir o sonho dele e não viver preso a algo que ele não gosta, se bem que ela ainda não sabe o que esta acontecendo. Eu precisava parar de demonizar a Taylor. Ela precisa de tempo para se acostumar com tudo, e as coisas estavam diferentes de quando morreu... Quer dizer de quando foi levada, sequestrada ou o diabo a quatro.

_Finalmente estou vendo toda essa beleza de perto e esta desacompanhada!_Eu olhei pra trás reconhecendo a voz e gritei, mas ele riu pra mim_Como esta senhorita?

_O que... o que esta fazendo aqui? Como entrou aqui?_Eu perguntei assustada pensando em me levantar, mas ele me segurou pelo pulso_O que você quer comigo?

_Hoje? Nada demais apenas conversa._Ele deu de ombros_Deixe-me apresentar melhor eu sou o...

_Sterling maluco que sequestrou a própria irmã por anos, é eu sei.

_No baile você pareceu bem menos arisca... Joseph sabe amansar uma mulher, sempre soube... Deixe-me adivinhar... Palavras bonitas, atenção, cuidado excessivo, apelidos carinhosos, presentinhos simples que demonstram o que ele presta atenção em você e no que você diz, romântico, cuidadoso fazendo você se sentir especial, sexo...

_Ah cala a boca!_Eu disse interrompendo ele por que tudo o que ele disse infelizmente é verdade_ Me deixa sair daqui.

_Joseph sempre soube tratar bem uma mulher, bem até demais eu diria, sempre teve muitas mulheres e você pelo que eu vejo faz parte da lista de garotas que Joe Jonas já comeu!_Ele riu com vontade jogando a cabeça pra trás em busca de ar e eu fiquei estática olhando pra ele... Mais uma foi apenas isso que eu fui pra ele, mais uma_Oh querida, por que esta tão quieta?

_Pensando numa maneira de você morrer lenta e dolorosamente _Eu disse olhando nos olhos dele_Aliás, isso foi revigorante!

Ele devolveu meu olhar e eu me levantei ele não nenhuma menção de tentar me segurar_Querida apenas estou lhe alertando de que Joseph Jonas não é um santo como as pessoas pintam e nem como você acredita.

_O que eu acredito não lhe diz respeito.

_Apenas, estou constatando que esta apaixonada por ele e isso esta prejudicando seu julgamento... Pense com frieza e verá o que esta claro.

_A unica coisa clara aqui é que você além de estar em lugar onde não deveria esta tentando mexer com a minha cabeça, o que é muito intrigante... Por que você quer me colocar contra o Joseph?

Ele ficou em silencio me analisando_ Você é esperta querida._Ele piscou pra mim_ Eu apenas estou tentando fazer você enxergar o óbvio.

_Eu estou olhando pra você e o que eu estou vendo é um homem desprezível e nojento que se acha melhor do que os outros por que sofreu. Adivinhe só? Você não é o único que sofreu, todos sofremos e isso não nos torna melhor do que ninguém apenas seres humanos, e se você não consegue lidar com isso é a prova de que você é um fraco! Causar uma guerra, não vai fazer de você um homem mais forte, nem mais rico ou amado, apenas uma pessoa vazia e solitária de quem as pessoas terão pena... É isso o que eu sinto por você pena! 

_Acabou seu discurso senhorita Lovato?_Ele cruzou as pernas ainda sentado como se fosse o dono da casa_ Quem disse que eu quero causar uma guerra? Eu apenas quero confusão e caos... E isso esta acontecendo agora mesmo, não esta senhorita Lovato?

Para os outros eu nem sabia, mas eu estava em confusão e em caos.

_Eu vou indo Lovato, divirta-se com a sua mente._Ele se levantou com as mãos nos bolsos e saiu do jardim como se fosse o dono de tudo. Esperei ele sair do meu campo de visão e voltei para casa, precisa quebrar uma regra: Falar com o Joe.

_Joseph?_Eu bati na porta do seu escritório

_Sim, entre por favor.

Eu respirei fundo e entrei fechando a porta atrás de mim._Posso falar com voc^? Não vai demorar.

Joe ergueu os olhos  dos papéis que lia e me olhou sorriu pra mim se levantando ele parecia contente em me ver_ Demi é claro que você pode falar comigo e leve o tempo que precisar.

O sorriso dele era tão lindo que eu pensei que morreria se não retribuísse, mas não o fiz e nem morri_ Por que Sterling continua vindo atrás de mim?

Fui direta e objetiva era sobre isso que eu vim falar e não sobre qualquer outro assunto.

_O que?

_Ele veio até mim foi embora a pouco tempo._Dei de ombros.

_Ele estava aqui dentro?

_Nos jardins..._Joe começou a telefonar para alguém, mas eu fui até a mesa desligando seu telefone e segurei sua mão_Me responde Joseph por que ele continua vindo atrás de mim?

_Ele deve ter feito de você uma obsessão ainda que eu demonstrei no baile o quanto me importava com você. Desculpe.

Eu respirei fundo_Se importava? Engraçado isso... Era só o que eu queria falar com você._Alembrança do baile da nossa última noite juntos passou por mim tão rapido que eu fiquei tonta e não queria chorar na frente dele._ Obrigada pelo tempo majestade.

_Demi... Eu quase não vejo você, você foge de mim como o diabo foge da cruz! Precisamos conversar...

_Não temos o que conversar e não fujo de você.

_Moramos na mesma casa e eu só te vejo uma vez por dia... Até a Marie esta sentindo sua falta.

_Ela é pequena vai me esquecer rápido ainda mais com a mãe por perto.

_E eu Demi?

_E você o que?

_Também sinto sua falta bebe._Ele deu a volta na mesa vindo parar na minha frente colocando a mão no meu rosto_Me diz como você esta? Conversa comigo...

_Não temos o que conversar Joseph... Eu quero sair daqui.

_Por favor nós temo muito o que conversar...

_Eu NÃO tenho o que conversar com você Joseph Jonas, e agora eu vou sair daqui.

_Demi por favor_Eu olhei desafiando-o_ Bebe por favor... Eu ainda não sei como lidar com essa situação, por muito tempo tudo o que eu queria era que Taylor voltasse, mas agora eu não sei estou confuso.

_Contrate um psicólogo ele pode te ajudar nisso...

_Demi não seja tão má... Eu realmente não sei como agir e você nunca quer falar comigo, eu sinto sua falta... Sinto falta de tudo, eu juro que eu sinto.

"a diferença do Joe tem nome e sobrenome Demetria Lovato" "ele esta ficando louco". 

Em seguida eu estava nos braços do Joe sendo beijada, ele me abraçou forte pela cintura e a outra mão no meu cabelo, eu o abracei pelo pescoço ficando na pontas dos pés me entregando aquele beijo, de corpo e alma. Eu estava louca de saudade de saudades dele, dos braços dele em mim, dos lábios dele nos meus, estava morrendo de saudade dessa coisa que a gente tem desde o primeiro beijo...

 Mas, eu recuperei minha sanidade quando me lembrei o por que de tanta saudade dentro de mim, e com toda a força possível dentro de mim eu o empurrei negando continuar o beijo e me afastei dele. Respirei fundo_ Eu tenho que ir Joe... Não foi pra isso que eu vim aqui.

_Demi vamos conversar..._Ele chegou mais perto de mim e eu me afastei_Porra Demi!_Joe disse frustrado_ Para de se afastar de mim!

_Eu não quero conversar com você, não hoje. Não agora, você esta confuso é um choque muito grande a sua esposa que você acreditava estar morta na verdade estar viva e aqui. Não quero que você ache que eu sou a cura pra essa confusão só por que tivemos um caso... Esquece siga a sua vida com a mulher que você sempre amou e esta de volta.

_Demi eu sei o que eu estou sentindo. E você tem razão é um choque e bem confuso_Joe se aproximou de mim e eu me afastei indo pra trás, mas bati na parede sempre a droga de uma parede _Mas, eu sinto sua falta bebe, sinto falta do seu perfume_Ele beijou meu pescoço_ Sinto falta da sua pele_Ele esfregou seu  rosto no meu_Sinto falta do seu toque_Ele pegou uma das minhas mãos e passou pelo seu peito parou no seu coração tão acelerado como o meu_Sinto falta de como você me afeta_Ele deixou minha mão em seu coração e depois beijou minha mão_ Sinto falta dos seus lábios_Ele passou seus lábios devagar sobre os meus e mordiscou_ Sinto falta do seu sorriso pra mim, da sua risada, da sua voz... Sinto falta de tudo em você, dos seus abraços e dos seus beijos... Não me negue isso.

Eu não neguei deixando ele me beijar contra a parede e deixei minhas mãos irem do seu peito ao seu rosto e pra sua nuca puxando um pouco seus cabelos...

_Joe eu..._Ele não me deixou terminar e eu aceitei outro beijo sendo agarrada _Para Joe. Isso não pode mais acontecer, não agora... Anjo por favor...



Sim sou má e vou parar bem nessa parte mesmo... Amo vocês... E bem Devonne Warrior Dudinha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



A Repórter Americana Capítulo 15


"Você achou que ficaríamos bem ainda tenho cicatrizes nas minhas costas da sua faca, então não acho que isso faz parte do passado esses tipos de feridas, elas duram e duram, você achou que tudo isso passaria? Todas essas coisas vão manchar você e o tempo pode curar, mas não vai. Então, se você esta vindo em minha direção, só não venha... Oh é tão triste pensar sobre os bons momentos você e eu..." 

Assim, que chegamos em casa Joe me levou ao meu quarto e foi ao meu banheiro fiquei com os braços cruzados perto da cama pensando no que diabos Joseph estava fazendo. 

_Acha que Kevin conseguiu o que queria com o Sterling?_Eu falei um pouco alto para Joe me ouvir.

_Tenho certeza de que ele conseguiu o suficiente_Joe me respondeu no mesmo tom de voz e eu concordei com a cabeça_Mas, amanha eu saberei disso melhor.

Dito isso ele voltou sorrindo com as mangas arregaçadas até o cotovelo e veio até mim me virando de costas ele soltou o meu cabelo e eventualmente beijava minha nuca me deixando arrepiada.

_Mas, não precisamos falar sobre isso e você não precisa se preocupar com isso.

 Ele abriu meu vestido passando a ponta do dedo por onde minha pele era exposta eu amava aquele toque, seus dedos eventualmente eram trocados por seus lábios na minha pele. Ele me abraçou com a cabeça no meu ombro beijando meu pescoço.

_Preparei um banho de banheira pra você bebe._ 

_Hum... Parece bom._Eu disse de olhos fechados.

_Sim, esta._Ele tirou meu vestido e eu tirei meus sapatos._Você é tão linda... Quase perfeita, preciso tirar essa maquiagem e ai será a minha garota, a garota que eu conheci e adoro.

Eu sorri tentando achar alguma coisa para brincar para me distrair e não havia nada então eu arranhei a palma da minha mão com as minhas unhas. Ficando nervosa.

_Não gosta de maquiagem?_Eu perguntei.

_Gosto deixa você ainda mais bonita, mas nada melhor que ver o seu rosto de verdade, eu prefiro você de verdade.

_Que bom que alguém gosta._Eu disse a ele rindo e Joe me virou pra ele me arrastando para o banheiro_ Joe!

_Entre na banheira._Ele disse e eu obedeci á água estava quente e o cheiro doce de erva doce com jasmim me encheu as narinas e eu brinquei com as bolhas._Esta boa?

_Sim_Eu respondi enquanto Joe se ajoelhava do lado de fora da banheira e prendeu meu cabelo para não molhar e jogou água nos meus ombros e no meu pescoço._ Você é bom em fazer banhos de banheira relaxantes.

_Obrigada._Ele disse pegando a esponja natural e sabonete liquido e delicadamente esfregando em mim eu fechei os olhos e deixei ele me lavar devagar, encostei minha cabeça na borda da banheira e gemi em aprovação na maneira que ele me dava banho_Esta gostando?

_Você só pode estar brincando? Isso é o paraíso._Eu disse ainda de olhos fechados, mas mordi o lábio quando ele massageou os meus seios, eu não tenho total certeza se não havia maldade nisso, por que meus olhos estavam fechados, gemi novamente, mas dessa vez por um motivo diferente._É realmente o paraíso.

_Sem trocadilhos Demi._ Ele riu continuando sua massagem com a esponja natural pelo meu corpo._Eu já volto, bebe.

Eu fiquei brincando com as bolhas na água espalhando água pelo banheiro quando eu erguia as minhas pernas e ri feito uma criança quando uma bolha de sabão flutuou pelo banheiro. Eu meio que deitei na água soprando o sabão.

_Essa é a visão do paraíso!_Joe comentou me fazendo abrir os olhos e o vi encostado na parede com os braços cruzados, ele deu de ombros e veio até mim com um pedaço de algodão_Feche os olhos_Eu fechei e senti ele passar o algodão com produto para retirar a maquiagem delicadamente_Estou te machucando?

_Com certeza, não._Eu disse e ele continuou.

_Pronto eu acabei com isso... Vamos pra cama?_Ele perguntou sorrindo.

_Vamos._Eu respondi de repente cansada.

_O.k._Ele se levantou e estendeu a mão pra mim me tirando da banheira e me enrolou em uma toalha_ Venha aqui minha bebe linda.

Ele me enrolou na toalha me secando e eu me senti tão cuidada que parecia ser uma criança. Me segurei a ele na sua camiseta ele secou meu rosto com uma ponta da toalha.
Joe terminou de me secar e me vestir eu o abracei colocando minha cabeça em seu ombro.

_Vamos dormir, venha bebe._Joe me pegou no colo e beijou meu pescoço ele me levou pro quarto e me deitou na cama eu o agarrei pelo pescoço e o beijei puxando-o pra mim enquanto ele deixava seu corpo cair sobre o meu._ Não esta cansada?

_Algo me diz que eu tenho que aproveitar essa noite com você, ela esta tão especial, parece um sonho.

_Esta especial por que você faz parte dela, mas eu adoraria aproveitar mais.

Joe me beijou mordiscando meus lábios, eu abri os botões da sua camisa sem parar de beijá-lo e Joe apertou minhas coxas puxando uma de minhas pernas pra cima da sua cintura. Tirei sua camisa jogando em qualquer lugar e desci minhas mãos para seu abdomen e abri seu cinto um pouco atrapalhada por ter os lábios do Joe em mim, e as mãos dele correndo por tudo o meu corpo. Consegui abrir sua calça e Joe se levantou tirando-a  eu o puxei assim que ele terminou jogando-o na cama e me sentando sobre ele.

_Você me vestiu, só pra me despir._eu ri tirando a blusinha que eu tinha vestido e ficando só de calcinha e sutiã em seu colo._ Perdemos uns cinco minutos por nada.

_Eu achei que você estivesse cansada... _Ele riu mordendo meu colo e chupando em seguida deixei um pouco meu corpo cair sobre ele e meus seios praticamente na cara dele_Meu Deus..._Eu deixei meu corpo cair sobre ele e abri meu sutiã deixando meus seios a mostra pro Joe que não perdeu tempo em beijar, chupar, morder e me levar a loucura com isso.

_Joe..._Eu murmurei puxando o cabelo dele e me abaixei pra beijar ele e Joe aproveitou pra me jogar na cama se deitando sobre mim... Não tive muito tempo pra respirar Joe já havia retirando minha calcinha e me puxando pra baixo dele se encaixando e entrando em mim._Ah Joe!

_Demi...


Depois de algum tempo Joe me abraçou me puxando pra cima dele beijando meu rosto._Demi?

_Oi_Eu falei quase dormindo

_Estou com sono... Posso dormir aqui com você?

__Ai que pergunta Joe depois de tudo o que fizemos você me pergunta se pode dormir comigo? É claro que pode e bem agarradinho comigo._Eu o abracei pelo pescoço beijando seu rosto e Joe beijou minha testa me colocando no colchão e me cobrindo com o lençol e me abraçando de conchinha eu segurei sua mão cruzando nossos dedos_ Boa noite anjo... 

_Boa noite minha bebe... _Ele me respondeu colocando o queixo no meu pescoço entro os meus cabelos e eu sorri antes de sentir meus olhos desistirem de permanecerem abertos.

Eu amo você Joe.

Eu acordei horas depois pela manha sozinha na cama, me levantei me sentindo estranha com um medo bobo de sair do quarto e encarar o Joe como se eu estivesse quase com vergonha do Joe. Parecia loucura que eu estivesse com medo ou vergonha, de qualquer forma decidi que não podia passar o dia no quarto me levantei e tomei um banho.

 Vesti um vestidinho azul e um casaquinho preto e sai do quarto estranhei o fato de que não havia nenhum guarda no corredor. Olhei ao redor e sai tentando achar alguém pra falar comigo. 

Novamente senti medo indo ao quarto da Marie, mas ela estava perfeitamente linda dormindo em sua cama extremamente grande, fui até ela dando-lhe um beijo na testa, ainda eram nove da manha em pleno sábado ela pode dormir sem preocupação.

_Ei ei_Eu chamei um guarda assim que sai do quarto da Marie peguei todo o espanhol que aprendi no ultimo mês que passei aqui_Lo que está sucediendo?
O que esta acontecendo?

_señorita Lovato, ella está de vuelta.
Senhorita Lovato, ela esta de volta.

_Disculpe, quien está de vuelta? _Eu disse confusa para mim ele não estava fazendo sentindo, mesmo meu espanhol sendo ruim _¿Dónde está Josseph?

Desculpe, quem esta de volta?  Onde esta o Joseph?

_Lo llevaré señorita Lovato._Ele segurou o meu braço delicadamente e me levou até a sala principal a primeira sala que entramos quando chegamos ao palácio.
eu a  levarei a senhorita Lovato.

Havia muita gente na sala e muita confusão, todos em silencio olhando pra algo que eu não via eu finalmente localizei Joseph olhando para um ponto fixo com os olhos presos  e confusos eu não entendi nada, mas podia jurar que ele estava quase em lágrimas... Mesmo com o pequeno sorriso crescendo em seu rosto.

Miley estava um pouco mais atrás dele, e Nick bem ao lado de Joe segurando-o pelo braço. Eu abri caminho até a Miley segurando a mão dela confusa e assustada que porra estava acontecendo aqui?

_Miley por que parece que o Joe vai chorar ou soltar fogos de artifícios?_Eu perguntei querendo chorar de repente como se meu coração estivesse querendo estar fora do peito de tão forte que ele batia, seus batimentos estavam urgentes demais queria o abraço do Joe, mas algo me dizia para não chegar perto dele.

_Ela... Ela voltou!_Miley disse pasma olhando para o Joe eu segui seu olhar sem entender.

_Quem voltou? Ela quem?_Eu olhei de volta na direção do Joe e vi quando uma mulher loira, alta, de olhos azuis, magra e de roupas brancas e chorando chegou perto do Joe segurando a mão dele_Quem... Quem é ela?

Eu já sabia a resposta.

_A mulher dele Demi_Miley me disse olhando pra mim segurando minha mão com mais força_A Taylor... Voltou!

_Voltou da onde? Ela esta morta! 

_Estava._Miley me corrigiu.

_Como é... Como é possível? _Eu continuava olhando pra cena de reencontro entre Joseph e sua "esposa", bem no momento em que ela pula para os braços dele e para minha tristeza Joe a aceita com carinho e força abraçando-a com saudade. Eu soltei a mão da Miley_Eu vou ver se... Se a Marie acordou... Vou ver se ela precisa de alguma coisa... Te vejo depois Miley.

E eu fui  empurrando os guardas, empregados e qualquer pessoa que estava na minha frente pra sair desse lugar o mais rápido possível, mas meus olhos não pensaram dessa forma e não conseguiram segurar suas lágrimas.

_Demi!_Eu ouvi quando Miley me chamou e apressei o passo_Mantenga Demi ahora!_Segurem a Demi agora Mileu gritou em espanhol e de repente haviam dois guardas me segurando um de cada lado e me viraram na direção da Miley e do showzinho de boas vindas da senhora Jonas que agora engolia o marido em um beijo, e mais lágrimas estupidas caíram ao ver essa cena meu coração estava em caquinhos, só me lembro dele doer tanto quando recebi a noticia que meu pai havia falecido_Oh Demi!_Miley chegou perto de mim_Puede liberarlo, gracias chicos. (podem soltá-la, obrigada rapazes)_E em seguida eles me soltaram e graças aos céus Miley me abraçou ou teria caído_Esta tudo bem minha pequena, vamos sair daqui, venha.

Miley me levou ao escritório do Joe e trancou a porta enquanto eu chorava me sentando no sofá  perto da janela onde eu e Joe havíamos nos beijado tantas e tantas vezes. Miley se sentou do meu lado e me abraçou com carinho.

_Eu nem tenho um motivo concreto pra chorar sabe? Ele nunca me prometeu nada._Eu disse por entre as lágrimas_Mas, eu estava começando a achar que ele talvez, estivesse apaixonado por mim.

_E ele esta._Miley  me garantiu_Conheço o Joe Demi.

_Que bom pra mim, não espera a mulher dele voltou, então isso não quer dizer realmente nada bom pra mim_Eu chorei mais um pouco e Miley me consolou delicada até que eu me acalmasse_Eu gosto dele My de verdade. 

_Eu sei... Eu sei._Miley pegou uma almofada e colocou em seu colo me fazendo deitar enquanto acariciava meus cabelos.

_Miley como assim ela voltou? Ela morreu esta morta, mortos não voltam, se não talvez Elvis Presley , Kurt Cobain ou Michael Jackson estariam de volta! Eles tem mais importância no mundo do que aquela girafa loira!

_Calma Demi... Calma!

_Como assim calma Miley, mortos não voltam do inferno!

_Ela não morreu!_Miely disse calma e eu me sentei olhando pra ela confusa_É óbvio que não morreu, como você mesma disse mortos não voltam do inferno!

_E se ela tiver uma irmã gêmea se passando por ela agora?

_Não ela não tem... Segundo o relato que ela passou para mim, Nick e Joe assim que apareceu do nada aqui em casa essa manha, ela foi sequestrada e levada embora daqui pelo irmão e a noite passada ela finalmente conseguiu fugir._Miley revirou os olhos e essa ação não passou despercebida por mim.

_Você não acredita nisso. Por que?_Eu limpei minhas lágrimas.

_Sterling era louco pela irmã jamais faria qualquer coisa para machucá-la.

_Ele sequestrou a sobrinha... Talvez, apenas tenha pego Marie para deixar perto de Taylor._Minha cabeça estava trabalhando a mil para saber a verdadeira história por trás da "morte"ou "sequestro"da girafa loira._Mas, então se depois de tanto tempo "presa"pelo irmão como ninguém nunca desconfiou? Como ela não conseguiu mandar um sinal? Como nunca ninguém a viu em lado nenhum? 

_Exatamente Demi. Tem algo muito estranho nessa história...

Eu dei de ombros me deitando no colo da Miley_Kevin conseguiu o que queria com o Sterling, a morta inconveniente reviveu, Sterling será preso, todos ficarão felizes e eu vou poder voltar pra casa, pro meu trabalho, pra minha vida... E esquecer qualquer coisa que eu acreditei ter acontecido aqui, é só uma questão de tempo My e tudo se resolve.

_Você esta apaixonada pelo Joe Demi!

_E ele é um homem "casado"_Eu ri amargurada e algumas lágrimas caíram_ Nunca daria certo, de qualquer jeito_Eu dei de ombros_Não será minha primeira decepção amorosa Miley vou sobreviver.

_Oh Demi não precisa ir embora tão cedo...

_Já fiquei tempo demais Miley, assim que reabrirem os aéreo- portos vou pra casa, não vou ficar aqui vendo Joe e Taylor brincarem de casal feliz, não sou tão masoquista.

_Joe não ama mais a Taylor, Demi!

_Ama, ele ama sim._Eu sorri_ Ele me falou isso, ele me falou que ainda amava ela, e mesmo que nunca tivesse me falado a maneira como olhou-a e a beijou, contaria para quem quisesse. E todos viram!

_Eu acho que esta errada Demi ele esta apaixonado por você!

_Que seja Miley isso não faz diferença ele AMA ela, e ela AMA ele e estão juntos novamente, estou feliz por ele, mas isso não quer dizer que eu preferia arrancar os olhos dela.

_Demi eu...

_Esta tudo bem Miley... Eu nuca disse que amava ele então..._Dei de ombros rindo quando me lembrei que a noite passada havia dito isso, ainda bem que foi só sonho_Vai ser mais fácil pra ele. E pra mim também é só fazer de conta que nada aconteceu, eu sou apenas uma repórter americana enxerida que acabou aqui como hóspede. só isso. Eu to bem.

Eu me sentei e Miley me abraçou forte_Eu estarei aqui para o que você precisar Demi, conte comigo!

_Uhum, eu vou contar sim. _E nisso alguém mexeu no trinque da porta, mas não abriu me separei da Miley e ficamos as duas de pé quando ouvimos o barulho da chave na porta, sequie minhas lágrimas e fiz a melhor cara que eu pude ao ver Joe e Taylor entrando no escritório de mãos dadas e Taylor chorando por algum motivo. Fiquei com ódio tão grande de ver Joe com a Taylor que eu seria capaz de matar essa garota, de novo, mas desa vez de verdade._ Desculpem, nós... É eu já estava de saída.

Joe finalmente me viu essa manha e eu não consegui decifrar nada no seu rosto por um momento até que vi confusão, e talvez, sem muita certeza posso dizer que vi ódio e arrependimento e isso acabou comigo mais do que qualquer outra merda que aconteceu comigo hoje e não faz nem uma hora que eu me levantei.

_Demi_Joe soltou Taylor e veio até a mim ele segurou minha mão_Você esta bem?

Eu me livrei da mão dele_Sim, eu estou_Sorri pra ele_Estava apenas conversando com a Miley.

Joe me olhou eu sabia que minha cara não era uma das melhores, eu chorei o tempo todo meus olhos devem estar inchados e eu mais branca do que o normal.

_Ella es incluso bueno?_Joe mesmo me olhando redirecionou sua pergunta a Miley do meu lado.
Ela esta mesmo bem?

_Bueno, eso es lo que ella dijo!_Miley respondeu mostrando indiferença
Bem, ela diz que sim!

_Com licença._Eu disse passando pelo Joe e pela Taylor ainda parada na porta me olhando curiosa com algumas lagrimas caindo_ Com licença senhora Jonas?

_Sim, toda._Ela saiu da minha frente e eu passei bem a tempo de ouvi-la perguntar_Quem é ela Joe?

_Minha... Uma grande amiga._chorei um pouco mais indo em direção a saída da casa do Rei Joseph Jonas eu precisava de ar fresco, precisava de um pouco de paz e silencio pra mim poder pensar melhor.

Eu fui dormir sendo a sua bebe e acordei sendo uma grande amiga! Uau isso machuca, muito...