segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

A Repórter Americana Capítulo 8

Joseph Narrando 


"Aquilo que eu resisto persiste e fala mais alto que eu, resisto ao seu amor não importa o quão pra baixo ou pra cima eu esteja... Você nunca conheceu alguém que seja tão tudo como eu sou algumas vezes" 


Passei o dia em reuniões com chefes de seguranças decidindo o que fazer pra segurança do meu país e do meu povo, e claro da minha família e amigos eu precisava manter todos seguros. E segurança ao meu ponto de vista não é começar uma guerra. Ainda mais com meu ex melhor amigo e tio da minha filha. Que ele sequestrou pelo amor de Deus ele esta fora de controle e precisa de ajuda.

 Estava no mercado com meus guardas e eu passei na frente de uma livraria, pensei em comprar um livro e uma surpresa pra Demi, não sabia exatamente o por que disso, mas queria que ela se sentisse bem.

_Sr. Jonas? ¿Podemos ir?

_Sí, sí nos vamos a casa.

Respirei fundo, teria outra reunião de segurança, e quando não estava trancado em casa estava trancado na droga de um escritório, precisava da ajuda internacional de segurança, mas eles se recusam a ajudar até algo realmente grave  acontecer, como por exemplo alguém colocar uma bomba no meio da praça principal!

 Entrei no carro brincando com o livro que comprei pra Marie, era um conto de fadas ela é uma criança e precisa de alguma normalidade pra sua vida infantil. 

_Buenas tardes Sr. Jonas._Marcos me cumprimentou assim que eu entrei

_Buenas tardes Marcos.

_¿Dónde están Marie y Demi?_Perguntei a Penélope assim que entrei em casa 
Onde estão Marie e Demi?

_Marie en la habitación que están jugando todo el día, señor.
Estão no quarto da Marie, estão brincando o dia todo, senhor.

_Demi Y esta crianza? Tomar la medicina?
Demi esta se cuidando? Tomando os remédios?

__A Demi no se está alimentando bien, y jugar tanto como Marie o más. Ella es como otro niño, tiene alegría en esta casa a pesar del caos exterior.
A Demi não esta se alimentando bem, e brinca tanto quanto a Marie ou mais. Ela é como outra criança, tem alegria nessa casa apesar do caos lá fora.

__Obrigada, La descripción de Demi, y Marie Ella está bien?
Obrigada pela descrição da Demi, e Marie ela esta bem?

_Sí señor, esto aflojar más, pero incluso esta pequeña conversación. Sólo dibujo también está consiguiendo buenos en eso para un niño tan joven.
Sim senhor, ela esta se soltando mais, mas ainda esta falando pouco. Apenas desenhando demais esta ficando boa nisso para uma criança tão jovem.

_Sí, ella está desarrollando un talento, voy a comprar un libro de arte para ella. Gracias.
Sim, ela desenvolvendo um talento, vou comprar um caderno de desenhos para ela. Obrigada.

Eu fui ao direto ao escritório e liguei para embaixada americana. Em poucos segundos  me atenderam.

_Senhor Jonas, boa noite como posso ajudá-lo?

Revirei os meus olhos com as mãos na têmporas, minha cabeça estava doendo e essa bajulação é extremamente irritante_  Bem, eu pessoalmente não ligaria para você por nada._Sim senhor ele disse um pouco nervoso_Lembra-se que eu lhe pedi um dôssie sobre a senhorita Lovato?

_Sim, há algo errado no arquivo senhor?

_Não, esta tudo perfeito._Eu disse revirando os papéis que estavam dentro do envelope pardo_Apenas gostaria de saber, se você tem certeza que á apenas isso.

_Sim, ela tem poucas atividades, sempre estava envolvida com a escola, a faculdade e o trabalho, aluna exemplar. E ótima com matérias humanas na revista em que trabalha, mas por algum motivo suas matérias estão saindo da capa.

_Sim, é uma revista feminina_eu revirei os olhos_Me mande agora o link da última matéria publicada. _30 segundos depois recebi o link por e-mail_ Obrigada. Boa noite._E desliguei o telefone.

 Me ajeitei na cadeira e li a sua matéria, era uma matéria bem elaborada e escrita, com bases em estudos científicos sobre Distúrbios Mentais e problemas sócio- psicológicos.
  Eu simplesmente não entendi como alguém que escreve tão bem, poderia se enfiar em país tão pequeno no meio de uma guerra, para tentar uma matéria sobre um rei sem muitas coisas a oferecer?

Respirei fundo. Nick entrou na sala com os chefes de seguranças e Robert.

Depois de meia hora de discussão sobre atacar ou não ao reino de La Pietra, eu me irritei não iria atacar ninguém, eram pessoas, famílias, crianças. E meu melhor amigo. Tio da minha filha, não vou fazer isso.

_Essa discussão esta encerrada, não vamos atacar a La Pietra e ponto final, já chega não vamos fazer isso.

_Joseph...

_Não, Nicholas, não! Aumente nossa segurança, aumente a segurança do reino inteiro, mas não iremos atacar. Não vou começar uma guerra.

_Joe não podemos esperar que ele nos ataque, isso não vai ser bom pra ninguém.

_Nicholas e Robert aumentem a droga da segurança. Acabou isso agora._Eu bati com a mão na mesa, respirei fundo passando as mãos pelos cabelos_Desculpem, minha cabeça esta doendo, estou exausto acabou essa conversa, esta decidido.

Eu sai da sala e fui ao meu quarto, tomei um banho frio, fui ao meu armário e abri minhas gavetas, eu odiava aquela gaveta, fechei meus olhos hoje eu não iria abri-la... Eu abri e reli aquela carta, as ultimas palavras da Taylor pra mim... Aquilo não era justo comigo ou com a Marie, no fim das contas não foi justo com a própria Taylor, minha Taylor.

 Resolvi sair dali e ir até o quarto da Marie já estava tarde, mas acho que ela ainda quer me ver.
 Marie já estava na cama coberta agarrada ao seu sapinho de pelúcia, seus olhos ainda estavam bem abertos.

_Hola mi pequeña_Eu disse me sentando ao seu lado na cama ela não disse nada apenas sorriu me abraçando apertado_Papá trajo un regalo para ti._Seus olhos brilharam tanto e ela abriu um sorriso enorme_Un libro de cuentos de hadas llamado "Enchanted". ¿Te gusta?

_Sim papai_ela falou comigo finalmente e eu sorri pra ela_ Gosto de princesas e príncipes, é bonito.

_Sí querida. Es realmente hermoso.

_Papá puede en Inglés, Demi se me enseñaba.

_Gosta da Demi?

_Sim.

A coloquei de volta na cama cobrindo-a e li o livro pra ela, quase todo. Ela dormiu antes do final, dei um beijo em sua testa e sai. Chamei um guarda e o coloquei na porta do quarto dela. Minha linda menininha.
 

  Desci e fui beber algo. Tive um dia tão cheio e minha cabeça explodia, meus sentimentos estavam confusos, eu amo esse povo, mas eu nuca quis ser rei, eu queria ter minha família e me dedicar a isso, eu mal tenho tempo pra minha única filha e a coloco em perigo. 

Mais um gole de whisky puro e gelo. Não tinha tempo para minha família e minha mulher se matou bem debaixo do meu nariz, por que estava infeliz, será que teria que perder mais alguém que eu amo?

 Queria que meu pai ou minha mãe estivessem aqui para me dar algum conselho. Mais um gole de whisky puro e com gelo. E consegui transformar meu melhor amigo em meu inimigo louco, eu estou sozinho e sem saber o que fazer. Mais alcool quanto mais melhor, eu ia esquecendo das coisas, meu corpo ficando entorpecido era o que eu precisava. Estava enlouquecendo...

_Joseph?_Antes de identificar a voz eu senti o cheiro doce do perfume, chocolate talvez?_Joe, é você?

Me virei a bela Demi estava com a mão no coração me olhando preocupada, o cabelo caindo pelo rosto, a roupa de dormir mostrando uma bela parte de suas coxas, seus lindos olhos castanhos estavam preocupados... Ela é tão linda.

Estou realmente bêbado!

_Algo errado Demi?_Pergunto sinto que minha língua esta enrolando pra falar

_Joe, você..._Ela estava escolhendo as palavras com cuidado e eu a observava ela é uma bela vista._ Esta bêbado?

_Você é linda Demi._Eu sentenciei 

_É você esta bêbado_Ela riu um pouco._Devia ir pra cama._Eu tento me levantar e tropeço um pouco me segurando em uma cadeira e ela vem até mim me segurando, sim seu perfume é de chocolate_Precisa de ajuda.

_Sou um rei, não acho que preciso de ajuda._Ela me largou e eu quase cai me segurando a ela e então assim ela me ajudou _Você é bem difícil.

_E você bem idiota.

_Você adora me chamar de idiota.

_É só por que você é um idiota._Ela revirou os olhos e mordeu o lábio, acho que pra segurar sua risada. Não sei sempre acho que ela esta debochando de mim_Vamos pro seu quarto Joe, você não vai querer que as pessoas o vejam assim.

_É tem razão_Eu estava tonto a minha visão turva e meio lento demais_ Você além de bonita, tem um cheiro bom, a pele macia, é inteligente e tem a língua esperta. Gosto disso.

_Oh obrigada, mas eu só vou acreditar nisso no dia que repetir essas palavras sem o álcool controlando seu corpo.

_Você é realmente linda mi princesa Demi. Tan precioso, tan hermosa ... Eres tan perfecto, mi amor.

Não sei como chegamos ao meu quarto, e nem pude ver qual sua reação enquanto a elogiava, por que ela escondeu seu rosto me escorei na porta e segurei seu pulso, fazendo-a olhar pra mim.

_Deve se deitar e dormir, não quero que ninguém o veja assim.

_Você tem razão, sou um maldito rei e preciso cuidar de tudo e de todos._Eu disse irritado e provavelmente um pouco alto demais já que Demi me olhou alarmada, ela cariciou minha mão com a sua delicadamente e devagar.

_Esta errado, não é um maldito rei é um homem maravilhoso e amado por todos que faz o melhor que pode a todos e da melhor maneira possível, você faz o seu melhor e isso é o melhor. E em segundo enquanto você cuida de todos e de tudo, quem cuida de você?

Eu dei de ombros e olhei em seus olhos, e a puxei pra mim_Que tal você?

_Serei baba de duas crianças agora?_Não sei dizer se ela estava sendo irônica, mas estava nervosa._É melhor entrar Joe.

_Eu vou, mas preciso fazer uma coisa antes_me aproximei mais um pouco dela e vi seus olhos se arregalarem e suas mãos esfriaram, mas ela não se afastou.

_E o que seria?

Não respondi. Coloquei meus lábios nos dela devagar, apenas experimentando seu toque, seus lábios são macios e doces e ela não se mexeu continuou parada. Prendi minhas mãos em seus cabelos puxando-a ainda mais pra mim e contra a outra mão a puxei pela cintura apertando em mim. E ela gemeu em meus lábios aprofundei o beijo. E foi a melhor coisa que eu já fixa na vida, ela colocou ambas as mãos em meu peito, mas não me afastou e segurou minha camiseta. 

 Essa garota sabe beijar, e beija muito bem. Nos afastamos. Estávamos sem ar e eu tonto por conta do álcool. 

__magnífico_eu acariciei seu rosto ela ainda estava de olhos fechados.

_Precisa se deitar._Ela disse nervosa sem me olhar e me puxou pro quarto, eu estava quase caindo e a puxei comigo pra cama, cai por cima dela_ Ah ai!_

Ela gritou, mas eu já estava desmaiado.  






Um comentário:

Leticia disse...

Eehhh finalmente JEMI!!!!!
Tava na hora né menina?!
Mas como assim o Joe desmaiou?? Serio?? kkkk
Que isso, que isso, ai Deus, continua!
Parabéns, ficou ótimo, vc escreve muito bem!
Até! ;)