domingo, 31 de agosto de 2014

I'm a Sweet Disaster Capítulo 31


"Nós mantemos esse amor em uma fotografia, nós fizemos essas memórias para nós mesmos, quando nossos olhos  nunca se fecham, nossos corações nunca serão partidos e o tempo estará para sempre congelado..."


_Joe_Eu chamei baixinho, ele me olhou sorrindo,  meu corpo inteiro doía, mas não neguei um sorriso a ele mesmo que não fosse o meu melhor sorriso.

_Hei_Ele beijou minha mão_Tudo bem minha menina?

_Meu corpo dói, minha cabeça esta confusa.... Estou bem.

_Me desculpe por isso tudo, eu sinto muito a culpa foi minha me perdoe por favor Demi.

_Ai Joe! Querido, você não teve culpa de nada. Foi eu quem sai sem seguranças, eu quem fui atrás da Vanessa, eu devia ter feito alguma coisa além de sair correndo atrás dela... Oh Deus!

_Esta tudo bem?

_O que houve com a Vanessa? Num minuto eles atacaram ela, não me lembro de te-la visto naquele lugar.

_É que você não a viu minha menina, mas vamos falar disso mais tarde, Vanessa esta bem, estou preocupado com você e vou chamar o médico faz três dias que você dorme. Você me assustou.

_Três dias? Isso explica o por que de tanta confusão na minha cabeça.

_Eu vou chamar o médico.

Ele saiu e eu fiquei olhando pro quarto naquele momento ele parecia extremamente confortável se comparado aquela cadeira naquele lugar horrível, eu estremeci e parecia que mil coisas haviam acontecido naquele lugar e de repente eu só tinha medo, nojo, ódio e vergonha de mim queria me enfiar embaixo de um chuveiro e ficar lá agachada chorando, eu estava assustada e com medo. Então, eu estava chorando de olhos fechados. O que sera que aconteceu com Perssons? E com Vanessa? Por que Joe parecia tão destinado a não falar na Vanessa sera que algo ruim aconteceu a ela? Deus eu só trago confusão pra vida das pessoas!

Eu escutei umas conversas vindo do corredor e eu sabia que era a Família Jonas e não queria vê-los desde que vim pra casa deles só levei confusão pra eles, só dei trabalho, criei um caos enorme, desastres... E diabos Denise estava doente e se algo acontecer a ela? Será que Joe ficaria com raiva de mim por causa disso?  Afinal antes de eu vir pra cá as coisas estavam no mínimo em controle, mas eu cheguei me metendo em tudo e destruí o controle que as coisas tinham.

Me levantei e fui ao banheiro. Minha aparência  no espelho estava deplorável, minha pele estava pálida meu cabelo precisava de um banho, haviam manchas de roxo no meu rosto no meu pescoço, cortes e um inchado na minha bochecha esquerda. Deixei aquele vestidinho do hospital cair e olhei meu corpo, haviam mais roxos, cortes espalhados pelo meu corpo, aquele nojento do Perssons ia mesmo me estuprar e depois  me matar. Minhas costas doíam me virei no espelho pra ver e a coisa estava realmente feia. Havia um corte e estava roxo em volta e estava inchado.

Lavei meu rosto desejando estar em outro lugar que não fosse aqui e vesti aquele tróço de novo. Me sentia horrível, despedaçada e mesmo que Perssons não tivesse tido tempo de consumar o fato que ele tanto queria me sentia usada, estava com muito nojo de mim nesse e precisava tirar isso de mim.

Me lembrei do Joe e da maneira que ele me tocava, fechei meus olhos imaginando que ele estava atrás de mim acariciando meu corpo, as suas mãos por mim em todos os lugares, isso me fez suspirar me acalmou um pouco. Eu precisava dele, precisava do toque dele, do carinho dele, do amor dele, da maneira como ele me fazia dele... E precisava agora!

_Demi? _Eu ouvi a voz do Joe me chamar e sai do banheiro, mas infelizmente ele não estava sozinho, um médico e uma enfermeira estavam com ele_ Você me assustou, você tem um currículo não muito agradáveis de fugas de hospitais.

_É sou boa nisso_Esperava que não estivesse mais com cara de choro, eu olhei pro outro lado e encontrei flores na mesinha do quarto várias delas, meio que com dor, fui até as flores e as cheirei, _ São lindas, todas elas.

_Que bom que gostou_Joe disse_Por que tem bastante delas aqui.

Eu olhei ao redor no quarto e realmente haviam muitas e me perguntei como não tinha percebido antes_ São muitas e lindas obrigada._Sorri pra ele.

_Senhorita Lovato, preciso examiná-la, meu nome é Lucas.

Eu fui até a cama e me sentei pra ele me examinar, ele fez tudo que precisava, escreveu na minha ficha_Como se sente?

_Confusa, com dor, cansada e com fome_Meu estômago se mexeu_Deus eu estou com muita fome!

_Sim depois de acabarmos aqui o seu  noivo já pode lhe trazer comida_Noivo? Eu dormi solteira e acordei noiva_ Mas, primeiro a senhorita vai precisar conversar com a polícia e depois o psicólogo.

_Ah a polícia de novo! Psicólogo? A única coisa boa que você disse foi "seu noivo já pode lhe trazer a comida" eu estou com muita fome, essas coisas não podem ficar pra depois da comida?

_Deixe-a comer._ Joe disse_ Depois eu me entendo com a polícia_Ele me olhou preocupado_ E a psicóloga poderia conversar com ela enquanto ela come.

_Sim senhor Jonas_Lucas disse olhando pra mim_Aqui _Ele me entregou 3 comprimidos_ Um é para a dor de cabeça, o outro para dor muscular e o último é para tontura.

_Obrigada._Eu disse engolindo os remédios e bebendo água em seguida_Por que preciso de psicóloga mesmo?

_É rotina com vítimas de estupro ou qualquer tipo de assédio ou agressão sexual a Srta. conversa com ela hoje aqui e depois se quiser vai ao psicólogo por conta própria ou nos visita na quarta feira para a sessão de terapia em grupo.


_Ah sim, obrigada... Quando posso ir pra casa?

_Bem, creio que amanha o mais tardar depois do almoço, a Srta. só vai precisar tomar os remédios, fazer uns curativos e não se cansar muito e em alguns dias estará nova em folha, é uma moça forte.

_Obrigada, doutor.

_De nada com licença, bom jantar senhorita e as visitas não podem ficar aqui muito tempo.

_Tudo bem._Joe disse e eu me apavorei_ Obrigada Lucas.

_De nada Joe.

_Espera doutor, o Joe pode passar a noite aqui comigo né? Por favor_ Lucas me olhou e olhou pro Joe, ele ia negar_Não gosto de hospitais, e estou assustada ainda, deixe-o ficar comigo por favor.

_Uma exceção doutor_Uma enfermeira disse_Fechamos a porta.

_Tudo bem _Lucas concordou _Mas, é apenas uma exceção, e por que Joe é meu amigo de infância!_É claro que é eu sorri agradecendo,  e o Lucas e as enfermeiras saíram, a enfermeira que pediu a exceção foi um pouco mais perto do doutor e eu percebi as alianças eles eram casados, é claro que ele faria o que ela pedisse. Homens!

Joe parou na minha frente segurou meu rosto com cuidado e beijou minha testa_ Você é impossível Demetria!

_Sim, eu sou!_ O abracei pela cintura estranhando o fato de que ele ainda não tenha me beijado e me passou pela cabeça que talvez ele estivesse com nojo de mim pelo que me aconteceu e isso me doeu na alma, e se ele não quisesse nunca mais me tocar depois do que me aconteceu?

Mais não tinha realmente acontecido algo, apenas quase aconteceu. Algumas lágrimas caíram ele podia não me querer mais, já que ele sabe que sou suja por que outro homem me tocou a força e quase me estuprou, Deus isso é vergonhoso e torturante! Por que ele ia querer tocar e mim? Uma mulher que nem consegue defender o próprio corpo?

Limpei as lágrimas antes que ele percebesse não queria que ele me visse ainda mais fraca do que e já sou, ele sorriu olhando nos meus olhos e novamente beijou minha testa. Eu estava certa.

_Quando me tornei sua noiva?

_Só pode ficar no quarto pessoas da família então disse que estávamos noivos, problemas?

_Não._Eu neguei sorrindo fraco.  Eu estava insegura. Merda odeio me sentir assim

Alguém bateu a porta e entrou, melhor entraram toda a família Jonas como eu já imaginava e me trazendo comida, Deus nesse momento eu simplesmente me ajoelharia aos pés de cada um deles e agradeceria pela comida. E nem era comida de hospital!

Selena e Miley se sentaram cada uma de um lado e pedia a elas depois de devorar a comida, que penteassem meu cabelo, um pouco de maquiagem, e uma escova de dentes. Elas me deram tudo isso e arrumaram meu cabelo, Deus eu as amava.

_Onde esta a Dani?_Eu perguntei

_Esta tendo enjoos muito fortes por causa da gravidez ela veio te ver, mas hoje ela ta vomitando até por causa do meu perfume._Kevin riu e em seguida beijou minha testa esse ato esta ficando muito recorrente entre os membros da família Jonas_E eu vou indo quero saber se ela esta bem, você não vai ficar brava vai?

_Não é claro que não_Eu revirei os olhos_Diga a ela que eu agradeço por ela ter vindo e espero que melhore dos enjoos rápido, obrigada Kev.

_De nada, Demis.

E então ele saiu. Meia hora depois toda a família Jonas saiu e por uns cinco segundos foram só eu e o Joe. Ele me olhou nos olhos e sorriu. Ia dizer algo, mas a porta se abriu e ele se sentou na poltrona ao lado da minha cama e segurou minha mão.

_Boa noite senhorita Lovato, senhor Jonas, eu sou Nina. Vim conversar com a senhorita.

_A psicóloga._Eu disse me sentando melhor, sem soltar a mão do Joe._ Vai demorar muito estou com sono, e não gosto de psicólogos, nada pessoal.

Ela riu_Tudo bem_ ela puxou uma cadeira e se sentou do meu lado quase próxima ao Joe_Você quer que o senhor Jonas fique? A presença dele não é obrigatória.

_Sim eu quero que ele fique_Eu sorri um pouco insegura

_Tudo  bem_Ela leu os papéis e me olhou_ Como se sente agora? Sobre tudo que aconteceu.


_Me sinto... _Como eu me sinto?_ Suja, usada.... Sinto nojo.

_Nojo de que? De quem?

_Nojo do que ele fez, e do que ele tentou fazer comigo. Sinto nojo de mim também, mas nesse momento quem não sente?

Joe ia falar alguma coisa, mas Nina o parou com a mão e Joe segurou minha mão com mais força_Por que acha que alguém teria nojo de você nesse momento Demetria?

_Demi, me chame de Demi. Eu acho que as pessoas sentiriam nojo de mim, por que é o que eu sinto agora, nojo, raiva, culpa e vergonha de mim... Eu me olhei no espelho hoje não fui capaz nem de defender meu próprio corpo.

Algumas lágrimas caíram e Joe se levantou se sentando na cama de frente pra mim secou minhas lágrimas, e quando Nina começou a dizer alguma coisa ele a interrompeu e pegou meu rosto com cuidado me forçando a olhar pra ele.


_Aquele cara é um lunático com um parafuso a menos, você é a menina mulher mais forte que eu conheci, cheia de vontade, de amor de carinho, independência, e vida. Você não precisa nenhuma dessas coisas sobre si mesma, por que ninguém sente nada disso, pelo contrário o que sentimos é um imenso respeito pela sua força e coragem... Eu não quero nunca que você sinta assim minha menina, você é maravilhosa.

_Então, por que você não quis me beijar?_Eu perguntei olhando pra ele, não tinha fuga.

Ele riu de um jeito amargurado e sofrido seus olhos não saiam do meus e estavam tão tristes, torturados e cansados queria que isso sumisse dos seus olhos nesse segundo.

_Quem disse que eu não quero beijar você? Desde o dia que te conheci tudo que venho tendo vontade de fazer é te beijar.

_Mesmo agora?

_Mesmo agora. Quero que me perdoe por não estar em casa e não fazer a louca da Vanessa sentar a droga da bunda no sofá quieta sem se mexer de qualquer forma, vou passar o resto da minha vida tentando me desculpar por isso.

_Você não precisa se desculpar Joe, só precisa me beijar._Eu escutei quando a Nina pigarreou para nos lembrar da sua presença, mas eu simplesmente não me importei e cheguei mais perto dele para que ele pudesse me beijar e ele o  fez.

Eu segurei a camisa dele. Esse sim é o beijo certo, os lábios certos. Eu deixei que a língua dele brincasse com a minha desesperada, eu já o puxava pra mim querendo que ele estivesse ainda mais perto de mim, em cima de mim sem roupa e me fazendo sentir limpa e amada. E coloquei minha mão em volta do seu pescoço arranhando sua nuca.

_Hu hum_Nina chamou nossa atenção e Joe quis separar o beijo, mas eu não deixei, não assim tão rápido, Joe soltou meu rosto e acariciou, e separou nosso beijo com selinhos.

_Minha menina_ Ele mordeu meu lábio_Eu amo você, mas é melhor a gente parar você tem que terminar com a sua "terapia".

_Não preciso de terapia, preciso de você Joe..._Eu fiz manha o puxando mais pra mim_Quero ir pra casa.

_Eu sei... _Ele beijou meu rosto_ Amanha, continue.

_Eu sou boa em fugir de hospitais_Eu falei baixinho pra ele que riu e beijou minha testa_Sério.

_Continue. _Ele se virou pra falar com Nina, e uma pontinha de ciúmes, e decepção passou por mim forte o suficiente pra mim distinguir_ Desculpe, eu vou sair e vocês podem continuar. Desculpe de verdade atrapalha-la, mas eu não podia deixa-la achando que eu sentia aquelas coisas em relação a ela. As únicas que sinto em relação a essa mulher é amor, respeito, desejo, carinho, paixão e quase uma obsessão em vê-la, apenas isto. Nada menos.

_Tudo bem Sr. Jonas, pode sair_Nina parecia aborrecida. Joe me deu um selinho sorriu e saiu.

_Desculpe_eu disse_Mas, não sinto muito eu amo esse cara e sabe? Eu acho que nem sei quando isso aconteceu, mas estou feliz que tenha acontecido e as duvidas que eu tinha Joe acabou de cessá-las, então eu até posso responder algumas perguntas,e ouvir o que você tem a dizer, mas no momento eu só quero ele, só preciso dele.

Nina me olhou e sorriu_Tudo bem, mas vou terminar o meu serviço.

_Termine, estou disposta a ouvir. Joe me deixou de bom humor!_Eu ri.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

GENTEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!

LEMBRAM-SE DO CELULAR QUE EU NÃO ACHAVA E EU CONCLUI QUE TINHA IDO PRO LIXO??????????????????

EU ACHEI AQUELA PORRA LETICIA ESTAVA NA MOCHILA QUE EU VOU PRA ESCOLA KKKKKKKKKKKKKKKKKK PODEM RIR DE MIM ATÉ EU RI QUE BURRA!!!!!!!!!!!!!1 É QUE ESTAVA EM UM BOLÇO TÃO INSIGNIFICANTE QUE EU NEM ME DIGNEI A OLHAR KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, MAS EM FIM EU ACHEI, O QUE SIGNIFICA QUE EU NÃO VOU PRECISAR FICAR LEMBRANDO CADA DETALHE É SÓ TRANCREVER O QUE É MUITO MAIS FÁCIL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


I'm a Sweet Disaster Capitulo 30


"Amar pode curar. Amar pode remendar sua alma, é a unica coisa que eu sei, lembre-se disso em cada pedaço seu e á a unica coisa que levamos conosco quando morrermos..."


Eu ainda estava sentada e amarrada, tonta, machucada, sangrando e agora que me lembrava exatamente por que estava assim estava chorando, estava soluçando meu peito doía muito de tanto que eu chorava.

Eu rezava baixinho não queria continuar dessa forma, não queria que aquele filho da mãe estúpido me tocasse de novo e de forma tão íntima, queria gritar, mas não podia e não tinha nada mais assustador do que aquele lugar, sem nem ao menos poder gritar como uma pessoa normal em situação de risco. Nunca odiei tanto alguém como Perssons nunca quis tanto que alguém morresse de repente do nada, sem motivo, eu só não queria que ele viesse e me tocasse novamente. Deus isso é torturante.

Ele voltou e me olhou e meu choro se tornou ainda mais forte e audível.


_Não toque em mim_Eu resmunguei chorando ainda amordaçada, ele se aproximou e eu tremi de medo tentando me afastar, mas não era possível fazer isso, ele tocou meu rosto e me lembrei do Joe essa manha acariciando meu rosto me prometendo que voltaria logo, e me perguntei se ele estava bem, queria que ele estivesse aqui me protegendo, mas não estava chorei ainda mais. Perssons tirou minha amordaça_Por favor... por.. por favor me... me deixa ir... Ir embora...por favor... por favor.

_Nem pensar vadiazinha, você me fez uma promessa silenciosa de ser minha, e vai cumprir é a tradição.

_Você além de tudo é maluco? Eu nunca te prometi absolutamente nada!_Eu gritei chorando_Eu sempre tentei ficar longe de você, você é maluco me deixe em paz droga!!!

_PARE DE GRITAR_Ele me bateu no estômago e logo em seguida me bateu novamente no rosto_ ESTA ME DANDO DOR DE CABEÇA!!!

Eu gritei de novo com a dor que ele me causou e apanhei de novo eu nunca senti tanta dor em tão pouco tempo, eu ainda chorava quando ele veio pra cima de mim me beijando, me forçando, me empurrando, me acariciando, me batendo sempre que eu tentava de alguma maneira louca e desgastante afasta-lo.

_Por favor, por favor pare. Pare, pare, pare por favor.

_Cale-se garota, não esta se divertindo.

_NÃO_ eu gritei chorando feito uma doida_Me deixe em paz, me deixe sair daqui, por favor, por favor.

_EU JÁ NÃO MANDEI VOCÊ CALAR A DROGA DA SUA BOCA?_ Mais alguns tapas, mais um pouco de sangue, mais lágrimas, mais choro, mais grito..._Chega de palhaçada..._Ele se levantou me batendo e soltou minhas pernas, rasgando minhas roupas, eu estava desesperada olhando pra ele, implorando pra que ele parasse_Cala a boca, você é surda?


Eu achei que iria apanhar mais, mas ele acariciou meus seios, rasgando um pouco mais minha blusa, e agora eu só chorava nem me mexia mais, estava apenas esperando essa coisa toda passar e ele me matar de uma vez.

_Você vai me matar quando acabar, não vai?

_A querida esse não é o tipo de coisa que eu faço... Mas, eu já estou ferrado mesmo o que custa a sua vida, não é mesmo?

Eu fiquei quieta chorando. Esperando que aquilo tudo acabasse.

De repente ele parou as suas carícias grosseiras e sem jeito, e olhou pra trás eu senti meu coração acelerando. Agora eu estava indo ao ponto de desespero para a esperança e então ouvimos mais barulhos vindo do lado de fora, mas agora eu estava escutando cada barulhinho e até meu choro se aquietou um pouco. Em questão de segundos Perssons havia me colocado uma arma na minha cabeça atrás de mim e eu gritei, depois de um minuto a polícia estava na porta. Eu não sabia se suspirava de alívio ou chorava de medo por ter um louco apontando uma arma pra minha cabeça, então fiz as duas coisas.

_Abaixe a arma._Um dos policiais falou, mas eu não me dignei a olhar pra cima fiquei de cabeça baixa chorando em silencio._ Senhor por favor abaixe a arma, não é necessário tudo isso. Deixe a moça ir.

Eu levantei minha cabeça quando ouvi uma  certa confusão, o Joe estava atrás dos policiais querendo entrar na sala onde eu estava.

_Sai da minha frente eu quero saber se ela esta bem, sai me solta.

_O senhor precisa sair daqui não é seguro.

_Foda-se me deixa entrar lá.

_Senhor Jonas... como o deixaram entrar aqui.? Fique ai... Senhorita?

_Sim_eu tremi

_Cala a boca vadia. O que vocês querem se alguém der um passo a frente eu a mato aqui e agora?_Ele destravou a arma e meu choro se tornou desesperado

_Vocês precisam fazer alguma coisa_Eu ouvi a voz do Joe tão desesperada quanto meu choro

_Ah o Jonas esta ai, e eu achando que eu não o veria mais, seu verme trapaceiro, esta aqui por causa da sua princesa vadia? E não é que ele se importa mesmo com você?_Perssons riu

_Por favor, por favor_Eu chorei implorando

_Perssons_Joe falou_Solta ela, o que você quer eu dou um jeito eu te dou qualquer coisa, mas solta ela por favor, por favor.

_Não é bem assim que as coisas funcionam_Ele dizia e eu tentei olhar apenas para o Joe.

_Me desculpa minha menina, me desculpa...

O olhar dele estava tão torturado que eu fiquei querendo tirar aquele desespero do olhar dele, mas não podia fazer isso por que eu estava desesperada.

_Ta tudo bem _ eu tentei sorrir pra ele_Tudo bem.

_Ah que bonitinho!_Perssons zombou_Querem um minuto sozinhos?

_Senhor Perssons solte a arma e vamos conversar_O policial tentava convencer Perssons_Meu nome é Clark sou o chefe dessa operação.

_Então você é importante?

_Um pouco... Fiquei sabendo que o senhor também é muito importante, mas tem muitas coisas ruins sobre o senhor é verdade?

_Sim eu sou... Eu era um homem importante, mas nem tudo o que dizem é verdade Capitão Clark.

_Sim, as pessoas falam de mais não é mesmo? Mas, se tudo o que dizem não é verdade, o que esta fazendo com a senhorita Lovato?

_Essa vadiazinha aqui? _Ele puxou meu cabelo_ Ela ferrou com a minha vida, e antes de você schegarem eu ia foder um pouquinho com ela, querem nos dar licença pra continuarmos?

Eu chorei tentando fazer qualquer coisa pra sair dali, mas não adiantava eu ainda estava amarrada a doriga da cadeira, minhas mãos mal se mexiam.

_Hei hei quietinha._Ele se abaixou pra falar no meu ouvido, e nesse minuto a janela que eu nem sabia que existia, foi quebrada e haviam policiais em todos os cantos daquela sala eu gritei quando ouvi um tiro e fechei meus olhos batendo com as pés no chão.

Alguém soltou minhas mãos eu ergui minha cabeça chorando e Joe estava me desamarrando assim que ele me desamarrou eu cai nos braços dele chorando me agarrando a ele.

_Me desculpa_ ele falava no meu ouvido enquanto me tirando daquele lugar _Me desculpa, me desculpa, me desculpa, me desculpa...

Eu chorava baixinho no pescoço dele._Não, não... Não faça isso com você.... Não foi... foi sua... Sua culpa, não foi.

Não sei se dormi ou desmaiei, mas acordei em um hospital com um Joe segurando minha mão me olhando. Foi a primeira coisa que vi quando acordei.



terça-feira, 26 de agosto de 2014

I'm a Sweet Disaster Capitulo 29

"Devagar, devagar me sinto bem em revelar as cicatrizes que você vê, eu as mostro com orgulho agora. Eu decidi esta noite que estou desperdiçando tempo demais tentando ser perfeita, será que é tão fácil deixar pra lá? " 


Eu acordei com a cama vazia apenas eu. Eu jurava que tinha dormido com o Joe. Eu abri meus olhos e Joe estava sentado na poltrona no canto do quarto, já devidamente vestido.

_Bom dia minha menina._Ele disse sorrindo.

_Bom dia amor._Eu disse me sentando me agarrando ao lençol_Por que já esta de pé?

_Por que tenho coisas a fazer... Trabalho.

_Umm. _Eu me espreguicei coçando meus olhos_Seu trabalho envolve algo a ver com o Perssons?

_Sim. Ele já deve imaginar que você esta comigo, então eu tenho que ir a polícia avisar que sua casa em NY foi arrombada e que provavelmente procuram por você e que desconfiamos que seja o Perssons.

_Mas, NY é outra jurisdição...

_Sim é, mas foi você quem denunciou Perssons, e logo quando ele escapou da cadeia sua casa foi arrombada, é muita coincidência e de qualquer forma a polícia daqui pode entrar em contato com a polícia de NY, preciso mantê-la segura.

_E Vanessa também Joe, não se esqueça dela.

_Não me esqueço, mas me preocupo muito com você.

_Eu sei meu amor, eu sei. Você vai sair agora?

_Vou tomar café com você, depois eu vou.

_Vai demorar pra voltar?

_Espero que não. Provavelmente depois do almoço estou de volta.

_Então ta tudo bem._Eu me levantei dei um beijo no rosto do Joe e fui ao banheiro, não me sentia bem havia algo errado fiz minha higiene matinal, coloquei alguma maquiagem, calça jeans, camiseta do Gun's, e minha jaqueta e meu coturno preto. Eu não me sentia bem, com a sensação de algo daria errado. Tentei ignorar aquela sensação e fui até o Joe que estava lendo alguns e-mails no iphone. Me lembrei do meu embaixo da cama e o peguei. Mandei uma mensagem para o Ryan. " Você esta bem?", a mensagem veio em seguida " Tirando o sono estamos bem querida, cuide-se", eu li e instantaneamente me senti um pouco aliviada, mas aquela sensação não ia embora"Eu digo o mesmo a vcs cuidem-se...  <3"

_Vamos descer?_Joe me perguntou sorrindo, e depois ele me olhou com mais cuidado_Tudo bem?

_Sim, só estou com sono, meu amor._Fiquei na ponta dos pés e o beijei_E saudade disso.

Ele sorriu, mas ainda não estava convencido de que eu estava bem, eu sorri e descemos as escadas de mãos dadas. Assim que chegamos ao andar de baixo eu fui atacada por uma Selena eufórica em me ver, eu me senti feliz em abraça-la.

_Que saudade de você!_Selena me abraçou forte_Esqueceu como se usa a droga do telefone Demetria?

_Desculpe._Eu disse. Estava tentando não tocar no assunto de por que não liguei pra ninguém dessa casa, pelo menos não na frente do Joe._Também senti sua falta Selly.

_Nem pareceu que sentiu.

_Ai por favor Selly não me diga que devemos colocar pra tocar Bon Jovi enquanto você reclama que sentiu minha falta é muito drama, para antes das 10 da manha!

_Ai como senti falta de alguém tão chata?_Selena disse me abraçando.

Fomos pra mesa e eu cumprimentei todos abraçando a Dani e Kevin que eu ainda não tinha visto, todas as pessoas que tinham o sobrenome Jonas estavam na mesa.

_Onde esta Diana e Patick? E Vanessa?

_Levaram Vanessa ao médico parece que ela bebeu demais._Denise disse dando de ombros_ Foi só tomar soro, vomitou demais essas coisas.

_Ah sim imagino.

Joe se sentou e Dani  no meio do café disse que tinha dar um aviso a todos eu sorri já sabendo do que se tratava.

_Eu estou grávida... De uma menina!_Ela anunciou fazendo todos na mesa ficarem bobos com suas palavras e Denise se levantou e foi correndo parabenizá-la e alisar a barriga de Dani vovó coruja demais.

Quando todos já estavam quase calmos com a notícia Miley se levantou e olhou pra cima fazendo graçinha, e passou a mão na própria barriga.

_Se tivéssemos combinado isso não teria acontecido._Ela disse rindo e abraçando a Dani _Eu ainda não sei o sexo, mas estou grávida também!

Miley e Dani gritaram juntas e se abraçaram e eu olhei pra Selena que por algum motivo ria muito._Esta grávida também?_Selena me perguntou.

_Até agora pouco não, mas vai que essa coisa de ficar grávida é contagioso, né?

Rimos um pouco ou muito. Isso me distraiu daquela sensação de que algo estava errado.


_Demi eu tenho que ir agora._Joe falou pra mim quando eu estava na sala logo depois de Vanessa chegar ela parecia muito bem agora. Ele me deu um beijo no rosto, outro na testa e um beijo de verdade, não queria me separar dele de jeito nenhum me coloquei de pé o abraçando_Hei tudo bem? _Ele acariciou meu cabelo beijando o topo da minha cabeça

_Esta, esta tudo bem... Só não demore por favor.

Ele me abraçou forte e eu retribui_ Vou estar de volta mais rápido do que imagina minha menina.


_Não me decepcione_Eu disse olhando nos olhos dele e lhe dei um selinho_Eu te amo._Sussurrei

_Também te amo._Ele sussurrou no meu ouvido. Beijou minha testa, sorriu acariciando meu rosto e saiu.

Fiz uma pequena reza a minha Virgem Maria, ela me protege poderia proteger ao homem que eu amo.

Fiquei sentada na sala durante quase duas horas o celular no  meu colo enquanto eu lia ( mais uma vez) "O menino do pijama listrado", eu tenho uma certa fixação com esse livro que poderia ser estudada por cientistas ao redor de todo o mundo. Vi quando Vanessa saiu para a rua sozinha,e nas nossas circunstâncias e não eram boas, essa não parecia a coisa certa a se fazer.

_Ei Vanessa!_Eu chamei _Não devíamos ir para a rua sozinhas, é perigoso.

_Não que alguém se importe comigo.

_Vanessa volta_Eu me levantei indo até a porta com o celular no meu bolso  de trás_Vanessa sério. isso pode ser perigoso.

_Já disse que ninguém vai se importar comigo Demetria volte para dentro, é melhor pra você.

_Nao posso deixa-la sair sozinha Vanessa.

_Onde estao seus segurancas?

_Onde estao os seus?_Eu rebati

_Nao sou a mulher que eh amada por um Jonas ou seja nao preciso.

_Voce estava de ressaca ninguem imaginou que precisaria sair de casa hoje, ou que conseguiria._Eu disse a seguindo para o jardim ela estava indo cada vez mais para tras desse maldito jardim_Por que esta indo para o fim do jardim?

_Por que gosto de andar quando estou nervosa, voce deveria voltar para a casa Demetria e me deixar em paz.

Eu parei e Vanessa tambem ela se virou pra mim_Vanessa devemos voltar agora, escute?

_O que?

_Esta silencioso demais, vamos voltar agora. Isso nao ta certo, vamos Vanessa.

_Nao, va voce eu ja disse, e alias o que?  Voce acha que alguem entrou dentro da propriedade de um Jonas assim facil?_Ela revirou os olhos_Normalmente, nao eh qualquer um que entra aqui agora que a futura Senhora. Jonas, me refiro a voce, esta em perigo a seguranca foi reforcada.

_A menos que alguem tenha o ajudado a entrar, Vanessa vamos.


_Ai que droga Demetria volte voce merda, volte voce!

Eu fui ate ela e a puxei pelo braco, ela estava gelada e tremendo, olhei pra ela, ela estava chorando.

_O que diabos h'a com voce?

_Nao sei Demi, nao sei.

Dito isso, as coisas a seguir aconteceram muito rapido, de repente Vanessa estava no chao, sem nem tempo de gritar direito, e foi tudo o que fiz gritar, ate que a pessoa a minha frente me deu um belo tapa e me puxou tapando a minha boca.

_Sentiu minha falta princesa?_Eu escutei alguem falando no meu ouvido, com a barba por fazer, sabia quem era, so pela repulsa e nojo que me causou. Tentei me desvencilhar dele, mas ele era mais forte do que e parecia determinado a puxar a droga do meu cabelo._Nao eh que voce ficou ainda mais bonita ruiva?

Eu mordi a mao dele, pisei em seu pe e sai correndo o mais rapido que eu pude, mas nao foi o suficiente. Meus pulmoes de repente nao queriam mais cooperar comigo, e a casa parecia mais distante do que antes, eu gritei por socorro, tanto alto quano podia, mas me sentia sem ar, estava chorando com medo. e a cada segundo parecia que eu estava perdendo mais um pouco do meu ar e folego.

Tarde demais. Senti algo bater com forca na minha nuca. E nao consegui dar nem mais um passo, tudo girou e antes de ficar escuro eu vi a casa, estava longe... Muito longe e eu morreria na maos de Perssons.



Acordei em um lugar estranho, que cheirava mal e era escuro. Nao via  a Vanessa e me apavorei, estava amarrada, com dor na cabeca e amordacada.


_Quanto tempo Vadia?_Eu ouvi a voz de Perssons atras de mim  e de novo me apavorei, algo entalado na minha garganta, provavelmente o grito que nao podia dar, as lagrimas caiam livres, espessas e tao grossas que eu queria que tivesse o poder de destruir as amarras do meu braco, deveria ter continuado  dormindo, nao devia ter acordado, nao devia. Pelo menos se estivesse dormindo nao teria que ver, ouvir ou sentir a dor que ele me causaria, e quando ele parou na minha frente se agachando eu soube que ele me causaria mais dor do que eu poderia suportar.

_A Bela Adormecida acordou. _Ele zombou_Que bom, eu achei que teria de jogar um balde de agua gelada na senhorita.

Meu peito subia e descia rapidamente enquanto eu tentava respirar, e parar de chorar, mas nem uma das duas coisas pareciam faceis.

_Entao, fiquei sabendo que a senhorita se diverte muito com o seu cunhado o Joe, nao 'e  mesmo?_Eu arregalei os olhos como ele sabia disso?_ Esta assustada porque? Ah! Por que eu sei do seu caso com o Jonas, voce 'e realmente uma vadia, dava pra ele, mas nao queria dar pra mim... Vadia!

Ele me deu um tapa de um lado e do outro, senti o gosto de sangue na minha boca.

_Mas, vamos mudar isso hoje, o.k? E vamos nos divertir muito._Ele sacou uma arma e passou pela minha perna coberta pelo jeans e enfiou em um dos rasgos da calca, e eu senti a arma gelada na minha perna, e desesperei tentando gritar e me mexendo chorando_Shhhhhhhh prometo que sera divertido.

Ele se aproximou de mim, passando a mao por minhas pernas, as abrindo, e passando a mao na minha intimidade, eu estava aterrorizada, com medo, chorando, agoniada, eu nao tinha pra onde ir, e ninguem podia me achar aqui seja la onde eu estivesse, ele continuou passando a mao pelo meu corpo e eu continuei chorando me debatendo, tentando escapar, mas nao conseguia e isso o deixou irritado.

_Ah fique quieta!_Ele me bateu novamente e com mais forca, a arma acabou batendo na minha cabeca e eu fiquei tonta_Ah nao, nao desmaie de novo, assim noa tem graca! Puta fresca.

E eu desmaiei de novo.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

I'm a Sweet Disaster Capítulo 28

A  Fabi surtando é a coisa mais fofa do mundo!!!!!



" Eu sei que essas cicatrizes vão sangrar, mas nossos corações acreditam que todas as estrelas irão nos guiar pra casa..."

Eu acordei no meio da noite e me assustei ao perceber que Joe ainda estava ao meu lado, sorri vendo o quão lindo ele ficava dormindo, o quão maravilhoso ele é com o cabelo bagunçado...

{( EU a autora daria tudo pra ver esse homem dormindo com o cabelo bagunçado do meu lado, claro.})

Depois de admirá-lo por mais um tempo, eu me levantei com cuidado, pra não acordá-lo. Fui ao banheiro lavei meu rosto ainda estava assustada com o que ocorreu e fiquei pensando que as coisa poderiam ter sido muito piores se Joe não tivesse me carregado de volta com ele. Desci as escadas com cuidado, estava tudo escuro e silencioso, eu não sei se pelo fato de estar com medo de Perssons aparecer de novo, mas agora a casa parecia assustadora. Mas, era coisa da minha cabeça mesmo, não tinha por que ter medo e eu sei disso.

Assim que terminei de descer encontrei tudo na escuridão total, mas tinha alguém na cozinha e meu coração acelerou de tal forma que pareci que eu teria ataque cardíaco e não estava brincando. Mas, ainda sim fiz a coisa mais estupida, e que sempre crítico as atrizes de filme de terror, e fui ver quem era. Ascendi a luz da cozinha e encontrei uma Vanessa com uma garrafa de whisky, mas não qualquer garrafa de whisky, mas a garrafa de whisky do Joe, ele não ficaria feliz com isso. A garrafa estava quase vazia.


_O que diabos você esta fazendo aqui?_Eu quase gritei_E no escuro?

_Não posso ficar bêbada?

_No escuro?_Eu estava irritada ela simplesmente me irritou eu estou quase sobre ataque com o Perssons soltou e ela fazendo gracinha!!! Eu estava irritada porque estava assustada, que porra!

_Sim, no escuro. O que você quer diabinha?

_Eu queri água, mas levando em conta o tamanho do meu susto..._Peguei a garrafa da mão dela e tomei um bom gole com o liquido dourado vivo queimando minha garganta, era delicioso_Agora sei por que o Joe gosta tanto desse.

Vanessa tirou da minha mão e entornou a garrafa, eu arregalei os olhos ela estava tomando aquela porra toda no gargalo!!! Odeio admitir, mas por isso ela ganhou meu respeito... E no futuro provavelmente uma cirrose ou um câncer no fígado.

_Uau!_Eu disse e fui até a geladeira procurar algo pra comer e me peguei pensando se o Joe tinha comido alguma coisa antes de se deitar comigo. Pelo que me lembrava eram quase sete da noite quando perguntei se podia dormir. Ele foi tão carinhoso e cuidadoso espero que ele tenha se levantado pra comer. Não acredito que a janta foi empadão com queijo... Eu vou engordar tanto, mas não posso negar essa delícia seria um pecado enorme.


_Pensamento de gente gorda._Vanessa disse e eu revirei os olhos_Sinceramente, nunca entendi o que Jason viu em você, você sempre foi gordinha, e usava óculos na época... Você não era mais bonita que eu, nem aqui nem na China.

Ela se enrolava nas palavras, mas eu podia ouvir o que ela dizia, e mesmo que não pudesse entender o que ela dizia eram insultos muito conhecidos por mim, e no passado me fariam não comer, ou comer só pra fingir que não me importava e acabaria vomitando, mas bem não hoje.


_Você poderia por favor me dizer o que tem melhor que eu  Demetria? Pra mim você é uma garota feia e metida que não importa o quanto mude, a gordinha da minha casa.

Eu respirei fundo e olhei pra Vanessa. Não iria bater nela ou criar um barraco as duas da manhã, na casa dos Jonas.

_Quer saber mesmo o que tem em mim? Eu posso não ser mais bonita que você, nem tão magra como você, mas eu tenho coisas que você não tem e nem nunca vai ter. Eu não preciso fingir ser  quem não sou pra ter amigos, eu não preciso sair por ai ficando bêbada por que não tenho ninguém que se importe comigo de verdade pra me dar apoio e dizer que tudo vai ficar bem apesar de estar ruim agora, eu não preciso tentar arruinar a vida dos outros pra sentir que a minha tem importância. Eu não preciso culpar ninguém pela morte de alguém que eu amava por que não tive coragem o suficiente de ser sincera. Eu sou uma pessoa melhor que você, mais bonita que você aqui_Apontei para o meu peito_E aqui _Apontei pra minha cabeça_ E eu não preciso de mais nada pra me sentir querida e amada. Se as pessoas gostarem de mim e quiserem ficar ótimo, se não gostarem e quiserem ir ótimo também, a vida continua e eu sou sim sempre fui e pretendo ser uma pessoa melhor que você, por que eu não preciso fingir pra ser amada eu simplesmente sou amada por ser quem eu sou, e isso faz de mim muito interessante e melhor que você e muitas outras pessoas vazias por ai.


Vanessa não disse absolutamente nada para minha decepção, por que queria discutir. De certa forma, claro.

Ela foi até adega e pegou duas garrafas de vinho e subiu em silencio. Sem sequer olhar pra mim. Droga, talvez eu tenha pegado muito pesado. Olhei pro meu prato com empadão e muito queijo e já não sentia mais fome, cometeria o pecado de não comer aquela delícia. Mas, pensando bem eu peguei e me sentei pra comer, eu estava com fome. Comi em silencio. E demoradamente. Minha consciência gritava.

Pra que um ser humano precisa mesmo de consciência?

Terminei de comer, lavei meu prato já que estava tudo limpo ali, não deixaria meu prato sujo. Subi as escadas pensando em como pedir desculpas a Vanessa por ter sido tão má com ela. Geralmente ela era má comigo, não sabia como lidar com a nossa nova situação.

Entrei no quarto que deveria ser de Joe e Vanessa, mas estava tudo arrumado, e a cama intocada, achei estranho e dei de ombros. E fui ver o outro quarto de hóspedes duas portas depois do meu. As coisas delas estavam ali, mas ela não. Então desisti e fui para o meu quarto, e então gritei de susto. Vanessa estava parada do lado de dentro olhando pro Joe dormindo. Quer dizer agora acordado com meu grito.

Joe de repente estava sentado e bem acordado. _Demi você... Vanessa? O que esta acontecendo?

Vanessa chorava baixinho bebendo mais vinho direto da garrafa. Espero que ela não beba assim sempre ou vai acabar em coma alcoólico ou como já disse com câncer no fígado.

_Boa pergunta._Eu disse com a mão no peito respirando fundo_Essa louca esta bêbada, discutimos na cozinha e eu fui comer e ela subiu, achei que ela estivesse no quarto de vocês...

_Meu quarto._Joe disse

_Seu quarto, mas ela não estava olhei no outro quarto de hóspedes as coisas dela estavam lá, mas ela não então voltei e dei de cara com essa doida te olhando no escuro... Qual é o seu problema com o escuro Vanessa?

Ela não respondeu e Joe revirou os olhos e respirou fundo. Ele se levantou e levou Vanessa do quarto sussurrando um já volto pra mim quando passou. Eu assenti com a cabeça e me deitei na cama de novo, pensando e de repente estava rindo. Joe voltou uns 10 minutos depois.

_Do que esta rindo?_Ele disse trancando a porta e se deitando do meu lado me puxando para seus braços

_Ela podia ter estuprado você!_Eu ri ainda mais

_Ela esta bêbada demais até pra isso.

_O que fez com ela?

_Tirei a garrafa de vinho da mão dela e a coloquei no chuveiro debaixo da água fria, depois a deitei na cama.

_Você a viu pelada?

_é mais ou menos.

_Seu tarado.

_Você é mais bonita._Ele me garantiu

_É claro que sou._Eu beijei ele_Ela esta dormindo agora?

_Espero que sim.

_Você comeu alguma coisa depois que eu dormi?

_Esta preocupada com isso? De verdade?

_Sim, estou.

_Eu não quis te acordar e de qualquer maneira acabei dormindo._Ele deu de ombros

_Quer que eu traga algo pra você comer? Tem empadão com queijo!!!

_Qual o seu problema com queijo, afinal?_Ele perguntou rindo de mim

_Haha engraçadinho... Eu não tenho problema com queijo na verdade eu amo queijo, é por isso que ficou feliz com queijo e chocolate sabe?

_Sei.

_Então quer comer?

_Não, não estou com fome. Não costumo ter fome de madrugada mesmo que eu não jante.

_Estranho.

_Você acordou  por que estava com fome?

_Não. Não sei por que acordei, mas não estava com fome até beber um gole de whisky, acho que isso abriu meu apetite.

_Espera, whisky?

_Vanessa bebeu seu whisky e eu estava irritada e assustada, com medo e tomei a garrafa da mão dela e acabei bebendo um gole.

O.k já chega. Não precisa ficar com esse medo terrível de algo te acontecer aqui dentro.

_Eu sei é que.... Estou preocupada.

_Posso te ajudar a resolver isso?

_Como?

_Assim.

Ele me virou e se deitou sobre mim, beijando meu pescoço, acariciando minha perna descoberta pelo short jeans que eu usava, me ajeitei melhor embaixo dele e fechei os olhos. Gostava de ser acariciada dessa forma, com carinho e desejo, não da pra negar que é a melhor forma. Ele beijou meu queixo, mordeu meus lábios e então me beijou.

Deixei minhas mão percorrem as costas dele por baixo da camiseta dele, gemendo em seus lábios quando sua mão que acariciava minha perna subiu um pouquinho mais.
'
Eu tirei a camiseta dele para poder acariciá-lo melhor, sentir melhor esse corpo maravilhoso, mas ele segurou minhas mãos.

_Isso é sobre você minha menina, não sobre mim. Não agora.

Ele tornou cada toque, cada beijo, cada carinho, excitante e lento me matando de desejo, o que devo acrescentar que quando se tem um homem como Joe Jonas acariciando você desejo é algo que você sente pra caramba e precisa muito ser saciado.

Ele sorriu pra mim. E eu sorri de volta incapaz de fazer outra coisa.

_Amor, eu te amo.

Ele sorriu e me beijou, ele não precisava dizer de volta que me amava por que eu sabia e o seu beijo, poderia muito acabar com qualquer duvida que poderia vir a existir, não que exista. Não da minha parte.

E bem nesse momento, não houve nenhuma preocupação, nenhum medo,nada de ruim. Só toques, carinhos, sensações e amor. O dito e o feito.







Joe Jonas esta no Brasil!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Eu estou muito feliz xom essa notícia mesmo que eu more em Criciúma no sul do país em SC, e ele não venha pra cá, mas o meu Jonas esta aqui meninas!!!!

É boa a sensação de ter um Jonas aqui e ele já chegou causando calando a boca de muita gente falando que ele é flop, e que não tem fãs, isso que eu nem tava lá gritando por ele, imagina se eu tivesse, em fim essa semana com Joe no Brasil vai ser bem agitada e detalhe  a rumores de que o Joe decidiu a ficar aqui até domingo...... Ooooooo Vida e eu aqui no cu do mundo longe do amor da minha vida, como lidar com essas coisas? Como? Mas, em fim espero que ele se divirta muito e sinta muito amado no nosso país!!!

Espero que gostem do capítulo e Fabi amor se segura por que os próximos capítulos terão algumas emoções não tenha nem um mim heart attack menina!!!!!!!  

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

I'm a Sweet Disaster Capítulo 27


 "Eu estou pensando em como as pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas, talvez seja parte de um plano eu continuarei a cometer os mesmos erros esperando que você entenda..." 

_O que essa diabinha esta fazendo aqui Joseph?_Vanessa parecia mesmo querer me bater e eu me diverti tanto com isso que não conseguia parar de rir_Você é tão cínica, Demetria!

_Só eu? Tem certeza disso maninha?_Eu sai do lado do Joe ainda rindo e fui até Denise a abraçando_Que bom ver você estou tão feliz em vê-la bem!

_Fico feliz de vê-la também_E depois sussurrou_Por favor não deixe mais o meu filho, sei que a maneira que as coisas aconteceram entre vocês esta errada, mas não o deixe mais por favor querida.

_Tudo bem_ eu garanti sorrindo pra ela_Posso fazer isso, e vou fazer.

_Fico feliz de ouvir isso!_Eu sorri pra ela a abraçando novamente.

_Paul!_Eu o abracei _Como esta?

_Muito bem querida, você esta maravilhosa!

_Obrigada, cadê o resto das pessoas dessa casa?

_Selena saiu com o namorado, Diana esta na piscina e Patrick no escritório._Denise falou.

_O que ele faz no meu escritório?_Joe perguntou

_Parece que Perssons conseguiu fugir da cadeia..._Vanessa disse_Talvez, Joe não tenha sido uma boa ideia não nos casarmos!

_Quando ele fugiu? O que Patrick tem a ver com isso?

_Por que você acha que meu pai sempre tem alguma coisa a ver com tudo de ruim que acontece? _Vanessa perguntou, mas eu já estava imaginando se Perssons poderia vir pra cá novamente pra tentar me fazer algum mal, já que ele esta preso por minha culpa, afinal foi eu quem denunciei primeiro, eu estava com medo. Devi ter ficado em Nova Iorque.

_Por que se seu pai não se metesse em tantas confusões não estaríamos metidos nessa merda toda._Joe disse e então olhou pra mim, ele sentiu minha aflição e veio até mim ignorando o fato de que ele não devia fazer isso na frene da Vanessa, e me abraçou beijando o topo da minha cabeça _Não vai acontecer nada com você eu prometo, mas preciso que fique perto de e não sinta medo, ele não pode fazer nada a você, eu não vou deixa, o.k?

_O.k._Eu disse me agarrando a ele também não me importando com Vanessa, não ia chorar na frente dela, mas de jeito nenhum._Vai la ver o que houve, vou ficar bem.

Ele sorriu, eu percebi que ele iria me beijar e o abracei escondendo meu rosto no seu peito.

_Será que dá pra pararem com a droga da putaria Demetria?_Vanessa puxou meu braço_Meu futuro marido Demetria.

Eu puxei meu braço da mão dela e sorri o mais cínica possível_ E o que eu tenho haver com isso? Você vai se casar com ele por que ele tem pena de você e droga que você chama de pai, então não me venha com essa ladainha de "meu futuro marido"toda histérica pra cima de mim Vanessa, e tire as suas mão de mim, não pense em encostar em mim de novo ou eu juro por Deus que você vai precisar de uma cirurgia plástica antes do 30 anos querida!

Ela me encarou e Joe me puxou pra trás dele_Chega Vanessa isso é desnecessário, e menina acalme-se O.K? Eu já disse vai ficar tudo bem, não tem como algo de ruim acontecer a você, vamos cuidar de você, eu vou cuidar de você... Agora suba para o seu quarto tome um banho e depois coma algo, tudo bem?

_O.k, tudo bem Joe.

_Olha aqui isso é demais pra mim, já chega de toda essa merda_Vanessa disse de repente olhando pra mim_Eu já não fui humilhada o suficiente nessa casa? Pela maravilhosa Família Jonas que são tão bons para todos? Menos pra mim, eu não renho culpa da merda que meu pai fez, mas ele é meu pai e eu o amo apesar de tudo, não gosto da situação em que me colocaram, mas aproveitei e to tentando tirar proveito disso tudo, você não faria o mesmo Demi?

_Não, não faria.

_É claro que não. A santa Demi a que nunca faz nada errado, a amada Demi!!!! A garota que o Jason se apaixonou, sim ele estava apaixonado por você, e não vamos esquecer da única pessoa que Joe falou durante toda aquela droga de baile que a vovó deu e falando na vovó você se tornou a preferida, tinha uma mãe, e minha amiga se tornou sua amiga, e agora anos depois Joseph Jonas esta apaixonado pela Demi a amada Demi, a perfeita Demi e Kristen minha melhor amiga já esta encantada com você!! Você quer tudo o que eu tenho e você consegue! Você Demetria é a pior pessoa do mundo!

_Eu... Eu... Que porra é essa?_Algo estava errado eu sempre fui a excluída ninguém me queria por perto Vanessa cuidava disso pessoalmente eu mal tinha contato com a minha própria mãe, isso não estava certo, eu era... Eu nunca quis que ela se sentisse assim_Então é por isso que me odeia? Foi por isso que transformou minha vida num inferno me culpando pela Morte do Jason me mandando pra NY... Por causa disso me fez assim? Vanessa eu nunca tive a intenção de tirar o que é seu, eu apenas era eu... Eu apenas SOU eu, eu não faço nada além de ser eu mesma.

_É o suficiente para os únicos dois cara que amei na vida estejam caindo aos seus pés e um até morreu pra te salvar e esse aí_ ela apontou pro Joe_Esta indo pelo mesmo caminho. Morreria pra que nada ruim acontecesse a você, ele esta arriscando tudo pra te salvar das garras do Perssons...

_Essa é uma decisão minha Vanessa.

_Você não me ama, não é Joe? Passamos quase dois meses na mesma casa e você nunca me olhou como olhou pra ela, nunca e tratou como trata ela... Em dois meses não fui capaz de fazer você se apaixonar por mim, mas elas em um mês fez você se apaixonar por ela, sei que você venderia sua alma ao diabo por ela... Talvez, ela seja o próprio diabo, ou um anjo. Tanto faz, não tem muita diferença ao meu ver.

_Desculpe Vanessa._Joe disse ainda me mantendo atrás do corpo dele, eu estava chocada não conseguia falar nem pensar direito_ Eu não escolhi só... Aconteceu, ela... Ela me conquistou e sim estou apaixonado por ela... Desculpe, sinto muito Van.

_Eu já deveria saber! Seu mal-humor e tristeza depois que ela voltou pra NY deveria ter me dito alguma coisa sobre isso. Não precisa se desculpar, você não é obrigado a me amar, mas ela não devia ter feito você se apaixonar...

_Vanessa ela não planejou isso_Ele segurou minha mão_ Eu sei que ela não planejou, e eu também não planejei, eu já disse as coisas apenas aconteceram.

_Tudo bem que seja._Vanessa estava chorando e saiu da sala subindo as escadas ainda chorando.

Eu fiquei parada absolvendo tudo, pensando... E adivinha? Não fazia sentido nenhum!!!

_Isso... Isso foi estranho!_Fui a primeira a falar_Muito estranho!

Eu olhei pro Joe e dei de ombros, ele revirou os olhos e deu de ombros. Eu sorri pra ele.

_Vocês acabaram de assumir que estão juntos? Quero dizer apaixonados?_Paul perguntou

Eu olhei pro Joe e ri _Parece que sim. Seu filho fez isso!

_É eu fiz._Ele novamente deu ombros_Era a coisa certa a se fazer._Ele me deu um selinho_Preciso falar com Paul e ligar pra policía.

Ele saiu e eu olhei pra Denise e Paul que me puxaram pra conversar sobre como as coisas aconteceram entre nós dois e eu contei depois subi para um banho, arrumei minhas coisas de volta no armário eu estava feliz por estar de volta, um pouco estressada, um pouco triste, preocupada , mas acima de tudo feliz. Comi alguma coisa e voltei pro meu quarto, Joe estava na porta.

_Me procurando?_Eu disse atrás dele.

_Talvez..._Ele respondeu.

_Se estiver me procurando achou... Que tal entrarmos?_Ele riu e abriu a porta e assim que fechei a porta novamente ele me beijou e me abraçou tão forte que quase me quebrou._Ai o que houve?

_Ele realmente fugiu... Não quero que fique um centímetro fora dessa casa sozinha, ou longe de mim o.k?

_Tudo bem, O.k.

_Fico mais tranquilo assim._Ele me abraçou de novo e beijou minha testa_Como s sente Demi? Tudo bem mesmo?

_Sim, tudo bem... Só estou um pouco preocupada. e Vanessa me entristeceu um pouco. Ela transformou minha vida inteira num inferno por que se sentia ameaçada por mim... Você acha mesmo que eu fiz isso? Tirei dela tudo o que ela mais queria? Eu juro amor, não tive a intenção. Nunca.
'
Joe passou a mão no meu rosto_Não, não acho que tenha feito isso. Você sempre foi especial as pessoas te notam fácil por causa disso, você é fácil de amar Demi, é fácil de querer ter por perto, é fácil de querer cuidar e proteger do mundo, você é a pessoa mais amável e adorável do mundo minha menina. E as pessoas que sabem seu valor não querem te perder nunca, e as pessoas que invejam seu valor querem que você sofra e seja infeliz. Mas, enquanto, você tiver pelo menos uma pessoa pra te mostrar o seu valor, você vai continuar brilhando e feliz. E adivinha?

_O que?_Eu disse sorrindo boba

_Eu quero e vou essa pessoa, entendeu?

_Entendi sim._Eu afirmei com a cabeça e ele encostou a testa na minha me abraçando e roçou seus lábios devagar nos meus e me deu um selinho ele olhos nos meus olhos e eu nunca me senti assim antes, nunca me senti tão frágil, e ao mesmo tempo tão forte, tão vulnerável e ao mesmo tempo protegida, nunca me senti tão amada, e nunca nunca mesmo senti tanto amor por alguém, e isso me fez sentir a alegria, a felicidade, eu estava feliz por causa dele, e com ele._Sabe, eu te amo, idiota.

_É claro que eu sei sua boba._Ele beijou meu nariz_E você sabe que eu te amo?

_Eu tenho certeza de que você me ama, e nunca me senti tão feliz... E isso meio que me assusta um pouco.

_Eu entendo... Também me sinto assim, mas nada que eu não possa lidar.

_Bom pra mim_Eu fiz charminho e ele mordeu meu queixo_Me beija?_Ele me deu um selinho_Um beijo de verdade, daquele que só você sabe como é... Do jeito perfeito que minhas termas tremem e meu coração acelera.

_Um beijo faz tudo isso com você?_Ele brincou passando os lábios nos meus.'

_Não. O seu beijo faz tudo isso comigo.

_Bom saber.

E sem me dar tempo pra falar mais nada ele me beijou. Do jeito perfeito, do jeito que eu gosto. Ele brincou comigo, me deixando sem ar, se afastando um pouquinho só pra voltar a me beijar com ainda mais vontade, mas mais demorado, mais devagar... O melhor beijo do mundo! Eu amo esse cara de verdade.

Ele parou mordendo meus lábios e então me dando selinhos demorados_Você é perfeita sabe disso, não é?

_To aprendendo pra ser sincera.

Ele ia dizer alguma coisa, mas meu telefone tocou_Quem é? _Ele perguntou e eu revirei os olhos

_Se eu pegar meu telefone eu vou saber te dizer Jospeh!

_Eita grossa.

Mostrei a língua pra ele, e fui pegar meu celular Joe se jogou na minha cama e cruzou os braços atrás da cabeça e só agora percebi que ele estava de bermuda e camiseta e descalço... Tão lindo.

_É o Ryan... Oi Ryan tudo bem? Já esta com saudades de mim  meu amor?

Eu fui pra cama me deitando ao lado de Joe ele começou a fazer carinho nos meus cabelos.

_Não, não é nada disso.

_Então não sente minha falta? Nossa que espécie de melhor amigo gay você é?

_Ai cala a boca a Demetria e me escuta... Invadiram seu apartamento reviraram tudo, mas não levaram nada a polícia acha que quem quer seja que entrou na sua casa estava procurando por você.

_O que?_Eu me sentei na cama_Como assim? Quando?


_Hoje há umas duas horas atrás... O Demi tal Perssons esta preso certo?

_Ele fugiu a noite passada, o meu Deus como estão as coisas estão ai? Ai meu Deus eu não acredito que isso aconteceu!

_O que houve Demi?_Joe perguntou

_Entraram na minha casa e reviraram tudo, a policia acha que seja lá quem for estava me procurando...

_Joe esta com você?_Ryan perguntou

_Sim esta.

_Melhor então tenho de desligar Demi só queria saber se você esta bem e te avisar do que houve hoje querida.

_Tudo bem obrigada Ryan, até mais. cuide-se querido. Amo você!

_Também te amo princesa, e digo o mesmo cuida-se.

E desligamos me joguei na cama deixando o celular cair no chão tapando o rosto com as mãos segurando o choro de desespero crescendo em mim.

_Ele esta atrás de mim_Falei com a voz abafada. Me virei e deitei minha cabeça no peito do Joe e chorei, Joe acariciou os meus cabelos beijando meu rosto._Ainda bem que vim com você. Imagina o que poderia ter acontecido se eu não viesse com você Joe...

_Shhhhhh. Não vamos pensar nisso agora você esta aqui e segura e nada vai te acontecer minha menina. Vai ficar tudo bem. Chore o que precisar eu ainda vou estar aqui para cuidar de você, tudo bem?

_Uhum.

Fiquei mesmo um tempo chorando colocando pra fora tudo o que estava preso em mim, o estresse da última semana, a tristeza que a Vanessa me causou, o medo do Perssons e o desespero e Joe apenas cantava Don't Cry baixinho no meu ouvido, me acariciando.

_Posso dormir?_Eu perguntei sussurrando no pescoço dele

_Deve minha menina, e não chore esta noite eu ainda amo você.

_Eu ainda amo você.




Oi minhas meninas lindas eu estava relendo a I'm a Sweet Disaster e eu acho que da pra fazer mais alguns capítulos, o que acham? Amo vocês!

E agora, vamo lá! É o aniversário da nossa princesa Demi Lovato e eu estou tão feliz por ela o sorriso dela é perfeito o talento a maneira como essa menina é extremamente mulher, e uma mulher forte, independente, guerreira e inspiradora tenho orgulho se ser fã dessa garota complicada e perfeita de maneiras diferentes!  Bem, eu nem sei o que dizer mais a respeito dela a amo tanto...!!!!






sábado, 16 de agosto de 2014

I'm a Sweet DIsaster Capítulo 26

Gente ta acabando mais dois capítulos e acaba :(


"Pois, querida sua alma jamais envelhecerá ela é eterna, amor o seu sorriso vai estar pra sempre em minha mente  e memória..."

_Joe!_E gritei por ele quando seu telefone tocou e não parava mais_Seu telefone ta se esgoelando aqui amor.

_Deve ser do trabalho pode atender menina._Ele disse do chuveiro.

_Tudo bem_Eu corri e atendi o celular dele_ Alô?

_Demi? Demetria o que você esta fazendo com o telefone do meu noivo?_Ah tinha que ser a Vanessa!

_Ele..._Precisava de uma boa mentira agora..._ Ele esqueceu o celular na mesa, mas já volta foi ao banheiro... E como vai você maninha Miley me contou que vocês adiaram o casamento não é dessa vez que vai dar um golpe em alguém? Ah não ainda certo?

_Ah vai se foder Demetria!

_Talvez, quando seu noivo voltar ele me ajude com esse problema... O que acha?

_Olha que Demetria eu juro que da próxima vez que eu te ver eu vou dar na sua cara, sua vadizinha nojenta, Joe é meu e não há nada nesse mundo que faça isso mudar, então é melhor você parar de tentar tiraá-lo de mim.

_Ta ta que seja... Você vai me bater Vanessa? Sério mesmo Van, você realmente acredita nisso?_Eu gargalhei_Mas, emfim o que você quer com o Joe?

_Demetria ele é meu noivo!_Vanessa gritou histérica ao telefone eu o afastei do meu ouvido  revirando os olhos, ele pode até ser o seu noivo, mas ele me ama ele é meu queridinha

_Ah olha o seu querido noivo voltou do banheiro da lanchonete_Joe apareceu e eu de ombros já irritada com a Vanessa"Meu noivo"Vai se foder porra, ele é meu... Só que eu não posso dizer isso!_Ah foi tão bom falar com você maninha espero fazer isso mais vezes querida.

_Ah vá se ferrar Demetria....

_É pra você_Entreguei o celular a ele e fui pra cozinha buscar algo pra comer, eu sei que preciso ter paciência, mas só faz algumas horas que eu ouvi o homem que eu amo dizer que me ama, não quero dividir com ninguém, não quero nem pensar na hipótese disso acontecer.

Eu estava no hotel do Joe o queria dizer que eu não achava nada, não sabia onde estava nada. Peguei o pudim e precisava de um pote pra por, mas estava no alto e eu não alcançava. Merda, as vezes era irritante ser baixinha!

Senti uma mão na minha cintura e olhei pra trás Joe estava pegando o potinho pra mim, e me deu um selinho, eu sorri e fui colocar o pudim ali pra comer, me sentei no sofá da sala e liguei a tv no Simpsons. Eu gostava da Meggie.

_E então vamos passar o restinho da tarde vendo desenho animado?_ Joe perguntou se sentando do meu lado e me puxando pro seu colo enchendo meu rosto de beijo.

_Na verdade eu vou.

_E eu vou fazer o que?_Ele parou de me beijar estranhando a minha afirmação.

_Você tem um jantar de negócios de Joe, lembra da reunião adiada dessa manha? _Eu ri lembrando do motivo do adiamento da reunião sexo pra fazer as pazes eu acho um ótimo motivo!

_Sim_ele riu_Você não quer ir comigo?

_Joe, eu não posso_Me virei pra ele lhe dando um beijo no rosto_ Eu não sou sua futura esposa, mesmo que isso não aconteça, você ainda tem um compromisso com Vanessa, tem que respeitá-lo, pelo menos publicamente.

Ele fez careta_Sabe que estou certa._ eu beijei seu nariz_Desfaz essa cara Joseph.

Ele riu ainda mais e me beijou_Sim, eu sei que esta certa e isso não é muito bom, queria que estivesse errada.

_Eu sei... _Beijei seu pescoço_Também queria que estivesse errada.

_E o que vai fazer?

_Você vai demorar?

_Vou tentar ser o mais rápido possível no jantar.

_Então eu te espero aqui_Dei de ombros_O que Vanessa queria?

_Você não vai gostar_Ele passou a mão pelo cabelo_Ela pediu que eu voltasse amanha a tarde parece que esta com problemas.

_Ah! Mas, você chegou hoje Joe!

_Eu sei menina, mas pode ser algo sério.

_E pode ser uma besteira da Vanessa... Tudo bem, tudo bem.

_Desculpe Demi, eu gostaria de ficar realmente gostaria, mas não posso me descuidar agora, seria colocar o nosso futuro em risco e não posso fazer isso. Não quero arriscar a chance de ficar com você.

Ai Joe, não faz assim comigo! Eu o abracei pelo pescoço beijando seu rosto, pescoço e por ultimo seus lábios, sabe aquele beijo bom que eu amo!

_Joe nós temos meia hora, mas eu queria discutir com você sobre...

Eu me afastei do Joe rapidamente, agradecendo mentalmente por ter colocado calcinha por baixo da camiseta do Joe, por que diabos Nick Jonas entrou sem bater ou tocar a campainha?

_Desculpem..._Nick disse sem graça e eu enfiei uma colher de pudim na boca, sem olhar muito pra nenhum deles._É Joe podemos conversar?

_Tudo bem... Miley sai dai e entra._Joe disse olhando pra trás do Nick_Entrem.

_Uau!_Miley disse baixinho no meu ouvido_ Amiga vocês se pegam com uma vontade invejável!

_Ah cala a boca Miley Cyrus!_Eu disse rindo_Quer pudim?

E rimos conversando, e vendo filme ouvindo os Jonas falarem de negócios. Depois que os Jonas e Miley sairam eu fui tomar um banho de banheira brincando com a espuma, e passando aquele óleo maravilhoso no meu corpo. Eu fui comer mais besteira! Depois me joguei na cama do Joe era maravilhosa!

Me enrolei nos lençóis incrívelmente macios e em poucos minutos já estava dormindo.

Eu sorri ainda de olhos fechados sabendo de quem era a mão que acariciava minhas pernas, minhas costas e sabia de quem eram os lábios que beijou delicadamente meu rosto.

_Hum... Isso é maravilhoso!

_Desculpe, não queria te acordar._Ele riu e eu podia jurar que um pouco envergonhado

_Não  tem problema em ser acordada dessa forma, eu adorei_Abri meu olhos e pisquei algumas vezes e ele apagou o abajour_ Como foi lá?

_Tudo bem, fechamos o negócio, temos mais trabalho e com uma grande empresa estou orgulhoso disso!

_Parabéns!_Eu de repente estava desperta e sentei em pulo o abraçando_Eu também estou orgulhosa de vocês meu amor!

_Uau! _ele me abraçou de volta_Obrigada minha menina_Ele me beijou e então me olhou_Hum... Eu estava pensando se você não poderia ir comigo amanha?

_Ué? Por que?

_Por que quero que você vá pra lá... Comigo.

_Mas, a gente vai precisar se escondendo pra ficarmos juntos, assim não é bom Joe e da muito trabalho.

_Eu sei, sei disso, mas quero você por perto, quero você perto de mim minha menina.

_Você me convenceu_Eu ri suspirando e beijando-o_Eu vou com você_o beijei de novo_Amanha_beijei ele de novo_Mas hoje_ eu tirei a camiseta que estava vestindo_Agora_eu o beijei me deitando sobre ele_Eu quero você.

_E eu quero e preciso de você._Ele apertou minha cintura e me jogou na cama me fazendo rir e me beijou em seguida_Você é maravilhosa.


                                                                         ***


Eu estava aos beijos com Joe no carro quando o motorista parou e eu soube na hora que já estavamos na casa dele.

_As coisas são as mesmas ninguém tem o direito de te machucar, ou fazer qualquer coisa que te deixe mal sem se ver comigo, ok?

_Ok_eu lhe dei um selinho_Obrigada, você é perfeito!

_Apenas por sua causa.

Joe desceu e segurou minha mão pra me ajudar a sair do carro.

Joe entrou primeiro que eu em casa_Olá.

_Ah oi meu amor!_Vanessa gritou um pouquinho e eu revirei os olhos sentindo nojo "não vadia, ele não é seu amor é meu!"

_Olhem quem eu achei em Nova Iorque?_Joe disse rindo me puxando pra frente_ Abela Demetria!

_Oi!_Eu ri_Estava com saudades!

Vanessa me fuzilou com os olhos, mas eu mantive meu sorriso.

_Como estão todos?_Eu perguntei rindo olhando pra Denise e Paul




Hey pessoas lindas!
Ontem foi o aniversário do meu lindo e perfeito Joe Jonas eu ainda não acredito que ele fez 25 anos! Cara, quando me tornei fã desse veado ele recém tinha feito 18 anos, mas emfim eu to muito feliz por ainda estar aqui para ver isso!!!

Eu não postei antes por que estive ocupada e até a semana que vem acho que vou estar e ainda tem aquela votação insana no twitter pro VMA da MTV, e a votação ta muito acirrada, não sei da onde surgiram tantos fãs da Five Seconds Of Summer, mas emfim assim que der vocês sabem posto!!!

E Sweet Disaster ta acabando eu gosto tanto dessa Fic :(



terça-feira, 12 de agosto de 2014

I'm a Sweet Disaster Capítulo 25

" Então, querida agora, me abrace com seus braços de amor beije-me sobre a luz de mil estrelas coloque sua cabeça em meu coração que bate, eu estou pensando alto, talvez, tenhamos encontrado o amor bem aqui onde estamos..."

Estávamos deitados no chão da sala, eu em cima do Joe fazendo desenhos invisíveis em seu peito, e Joe fazendo carinho no meu cabelo. Eu estava bem dessa forma, sem ter que pensar muito sobre nada, apenas sobre o quão é bom é ser dele, e quão bem ele faz isso. Gosto da maneira como ele me FAZ ser dele, eu não reclamo de nada, até por que não tem do que reclamar quando você faz amor e se sente amada, certo?

Mas, minha cabeça eestava viajando e eu precisava saber de tudo o mais rápido o possível, essa confusão não é boa para o meu cérebro, muito menos para o meu coração!

Mas, eu precisava saber e já tinha "enrolado"demais nas últimas duas horas.

_E então?_Joe perguntou_Sobre o quer conversar?

_Ah!_Eu disse achando que ele estava pensando o mesmo que eu_ Você não faz a miníma ideia?

_Eu tenho algumas ideias menina, mas quero que você fale.

Odeio quando ele banca o certinho que respeita o que os outros querem!

-Ok!_Eu suspirei e vesti a camisa dele não da pra ser levada a sério numa conversa quando se esta nua_ Vista pelo menos a calça Joseph!_ Eu disse rindo e ele preguiçosamente a vestiu se sentando com as pernas dobradas na minha frente como se fossemos brincar de Escravos De Jó!

_Comece minha menina.

_Como sua mãe esta?

_Bem, muito melhor do que última vez que você a viu. Ela perguntou de você. Ela até brigou com a Vanessa achando que ela tinha feito algo pra você ir embora daquele jeito.

_Espera ela brigou com a Vanessa?_Eu gargalhei quase me jogando pra trás_Eu tinha que ter visto isso!!

_É até que foi engraçado_Joe concordou

_Que bom que sua mãe esta melhor... Quando começaram o tratamento?

_Não começaram.

_O que? Por que?

_Minha mãe se recusa a fazer o tratamento, disse que já esta cansada desse negócio de tratamento, e que ela sabe a hora de aceitar os problemas e que não adianta insistir em uma coisa que não vai pra frente.

_Mas vocês tem que convencer a ela a mudar de ideia...E...

_Nao adianta Demi, e na verdade eu aceito a vontade dela, todos nós aceitamos, ela esta em perfeita faculdade mental e sabe o que quer, ela só vai tomar os remédios para não sentir dor e se é isso que ela quer será assim.

_Eu sinto muito Joe, de verdade, sei os sacrifícios que faz por ela e pela família, sinto muito mesmo.

_Não se preocupe com isso Demi já disse que aceito o que minha mãe quiser.

Eu dei de ombros calada, abaixei a cabeça brincando com o fio o tapete, ok. Então Denise não queria mais o tratamento, um motivo a menos pro Joe se casar com Vanessa, mas ainda tinha aquela empresa, e o nojento do Perssons.

_Miley me falou que mais acusações contra o Perssons foram feitas...

_Sim. Eu fui atrás de algumas secretárias do Perssons e as convenci a denunciarem.

_Você?_Eu perguntei espantada_Por que?!

_Por que, em primeiro ele precisava pagar pelo que fez, e por que em segundo eu ganhava com isso.

_Você ganhava com isso? Como?

_Simples, as ações do Perssons caem e eu compro pelo preço que eu quiser ele ficou desvalorizado, ninguém mais quer saber dele. E também por aqui assim ele vai ficar preso por um bom tempo. Mais de um ano.

_Mais de um ano? Ele tem que ficar preso por uns 40 anos isso sim, nojento idiota!

Ele riu de mim_Você não entendeu! Mais de um ano. O tempo que eu teria de ficar casado com a Vanessa.

Eu olhei pra ele, meu coração deu um salto, parou e bateu descompassado em seguida de forma que quase perdi o ar por uns segundos... TERIA que FICAR casado? TERIA?????

_Desculpe, você disse teria que ficar casado?_Eu disse com um sorrisinho no rosto com a esperança de que ele não estava casado ainda.

_Sim foi isso que eu disse.

_Então... Você não se casou com a Vanessa?

_Eu não te contei?_Ele brincou_Ah então eu conto agora. Nós não nos casamos.

Meu queixo caiu._Espera não se casaram?

_Não nos casamos, ainda sou um cara solteiro.

Ok! Isso era maravilhoso e explicava por que ele estava tão brincalhão e leve, sem muitas preocupações gosto dele assim, gosto muito na verdade. Mas, se ele não se casou...

_Por que... Por que não veio atrás de mim se não se casou? Não esta mais apaixonado por mim? Não me quer mais?

Ele respirou e olhou nos fundo dos meus olhos_Descobri umas coisas nessas últimas semanas Demi, e uma delas é que quanto mais tempo longe de você mais eu percebia o quão fodidamente apaixonado por você eu estou, mas que as coisas para serem bem feitas precisam de tempo e paciência e você merece isso, na verdade eu também mereço isso, mereço amar livremente e ser amado da mesma forma. E então por mais que estivesse doendo, eu tinha que fazer as coisas com calma, pensar primeiro e depois agir da maneira certa por mim! E então vir atrás de você. Hoje estou em Nova Iorque a trabalho Demi, eu não vim atrás de você, não hoje. Você disse para acertar toda aquela confusão e depois vir atrás de você estava fazendo isso.


_Então é por você, não por mim.

_Não. É por nós. Eu quero tentar Demi e quero tentar com você.

Eu sorri pra ele. _Comigo... A menina da franja!

_A minha menina da franja.

Eu ri e fui engatinhando a ele e o beijei, ele sentou direito e eu me sentei em seu colo_O que falta acertar por lá?

_Eu adiei a data do casamento até o julgamento do Perssons se ele for condenado vai passar no mínimo 2 anos e seis meses na cadeia sendo assim nesse tempo o acordo dele com Patrick, já vai ter acabado e não vou precisar me casar com a Vanessa.

_Inteligente você!_Eu o beijei de novo_E quando vai ser o julgamento do Perssons?

_Daqui dois meses.

_Rápido...

_Tenho meus contatos_Ele piscou e me beijou_E então... Por que foi embora daquele jeito?_Ele perguntou mexendo no meu tornozelo_ ainda dói?

_ás vezes sim... Não to podendo usar salto... _Eu suspirei escondendo meu rosto na curva do pescoço dele_Fui embora por que... Eu estava pressionada demais, e havia descoberto uma coisa. E não queria que você soubesse por causa da sua mãe.

_Que coisa?_Ele perguntou ficando tenso de repente

_Nada de mais, coisa boba sabe? Eu descobri que estou apaixonada por você, boberinha sabe?

Joe me puxou e me olhou nos olhos rindo_Esta apaixonada por mim e iss é boberinha?

_Uhum é sim!_Eu já estava rindo quando ele me deitou no tapete com falsa cara de indignação_ Você não acha coisa pouca???

_Sabe que não acho?

_Sério que não?_Eu ri olhando nos olhos dele e mordendo meu lábio_Joe... Eu acho que não sei..._ Dei de ombros_Eu acho que sei lá cara, amo você!

Ele me beijou do jeito que fez minhas pernas tremerem, mesmo deitada. E eu sorri por entre o beijo e ele mordeu meu lábio.

_Sabe menina, sei lá também amo você. Essa foi uma das minhas descobertas longe de você.

_Essa foi a melhor de todas as descobertas que você fez meu amor.

E voltamos a nos beijar daquele jeito bom e que sabemos bem como é, e como tocar nossos corações de maneira fácil e honesta.



segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Surpresinha!!!!!!!!!!!!!!!

 Uma espiadinha da próxima fic... Então o que vocês acham???????????


O nome da Fic é: I'm a Mess Right Now.

Capítulo 1:Algumas coisas...

"Querida, eu te amarei até que tenhamos 70 anos, amor meu coração ainda se apaixonará tão fácil quanto quando tínhamos 23."

Essa era realmente muito boa! 20 de agosto. Ela estava indo passar o aniversário dela com a minha família por que a família dela não estava aqui e sua melhor amiga vai viajar a trabalho.

Demi Lovato, foi minha namorada a algum tempo atrás hoje é namorada do meu irmão mais novo Nick. Uau maravilhoso não? Eu terminei o meu namoro com ela por que Nick disse que estava apaixonado por ela e que não aguentava mais me ver com ela, que isso doía nele, ele praticamente me implorou pra terminar com ela e quase um ano depois aparece com ela em casa como sua namorada, irônico não?

Ainda me lembro dele dizendo que não faria isso comigo e me jurando que nunca tentaria nada com ela. Fui trouxa acreditei nele e bem agora terei de passar minha tarde de sábado ignorando-a o máximo que posso e fazendo de conta que não vejo ou escuto as coisas que ele diz a ela.

Eu a conheci por causa da Selena. Selena é atriz e Demi estava se mudando de Dallas para L.A, e não tinha ninguém para ir buscá-la no aero-porto, Nick faria essa favor a Selena, mas ele perdeu a hora e Selena me ligou apressada pedindo pra mim lhe fazer esse favor. Eu nunca nem tinha visto uma foto dessa garota tudo o que eu sabia é que ela era branquinha de cabelos preto e linda. Eu já havia escutado muito Selena falar dela, como melhor amigo da Sel eu sabia bastante da Demi, mas nunca a tinha visto antes, apenas em uma foto e ela devia ter uns 18 anos na foto e não deve ser a mesma!

No aéreo-porto eu parecia um louco procurando por ela. Então liguei pra Sel.

_Sel um monte de gente esta aqui, mas não vejo nenhuma menina branquinha de cabelos pretos, sério!

_Olha bem Joe, provavelmente ela será a garota mais linda que você já viu na vida. Depois de mim é claro.

Eu ri, não sabia que ela estava falando sério a menina mais linda que eu já vi na vida.

De longe após desligar o celular eu vi, a menina de cabelos pretos e pele branquinha umm pouco perdida olhando para todos os lados, ela não era daqui óbvio que não. Eu me arrisquei e fui até ela perguntar se seu nome era Demetria. Podia não ser e eu pagaria de idiota, mas pelo menos se não fosse ela eu provavelmente pegaria seu telefone, ela era tão linda, a pessoa mais linda que eu já vi na vida, espero que Selena não sonhe com isso, mas mais linda que Selena ou qualquer outro ser humano na face da terra. Os olhos castanhos tão perfeitos cheios de vida e curiosidade.

I'm a Sweet Disaster 24

"Eu estou pensando em como as pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas, e talvez seja parte de um plano e eu continuarei cometendo os mesmos erros esperando que você entenda."

Eu permaneci olhando nos olhos dele por mais alguns segundos e voltei a abraça-lo.
Ele retribuiu meu abraço e me pegou no colo me levando pra dentro e eu fechei a porta com o pé.

_Primeiro da a louca na menina e ela foge e agora não desgruda dele?_Miley falou se jogando no meu sofá

_Cala a boca Miley!_ Nick disse

Mas era verdade me deu a louca e eu  fugi, certo?

Não totalmente já que eu tive um  motivo pra dar a louca e fugir, mas bem eles não sabiam desse motivo então eles não poderiam ser mais condescendentes comigo. Se bem que mais condescendente que o Joe esta sendo impossível!

Eu desci do colo do Joe e me sentei no sofá.'

_Desculpe._eu disse

_Pelo o que?_Joe perguntou ainda de pé meolhando.

_Por ter pulado em você feito uma louca._Eu disse revirando os olhos'

_Ah isso? Não foi nada!_Ele disse, mas parecia distante, um pouco estranho, quase frio.

_O que trouxeram para o café?_ Eu perguntei rindo e mudando de assunto_Estou com fome!

_É eu também_ Miley disse, e então eu não duvidava que talvez ela estivesse realmente grávida

Joe me olhou e me estendeu a mão para que eu levantasse, eu a segurei e ele me segurou pela cintura._Achamos pão de queijo!_Ele disse mais sorridente_ Você gosta?

_Sim _ eu sorri_Eu adoro queijo, é uma combinação!

_Não trouxeram apenas isso, certo?_Miley disse alto_Nada pessoal, mas estou com uma fome que chegam quase a ser duas de tão grande!

Eu ri alto dela.

_Não senhorita Cyrus trouxemos bolo e pães e Starbucks, satisfeita?_Nick riu eu não sabia que ele a chamava pelo nome de solteira, legal!

_Qual o problema da Miley? Por que ultimamente ela anda morrendo de fome?_Joe peguntou puxando a cadeira pra mim sentar

_E eu que vou saber?_Nick disse_Dani também anda assim comendo demais, vai ver é da água!

_Haha!_ Miley debochou_ Calem a boca e nos sirvam Jonas.

E assim o fizeram tanto Nick quanto Joe, arrumaram a mesa e nos serviram.

Ninguém tocou no assunto da minha "fuga" do Joe, e a conversa foi tranquila e divertida durante o café.

Joe estava sentado do meu lado e eu não me contive de toca-lo sempre que possível, e ao mesmo tempo que queria que Miley e Nick saíssem eu não queria. Por que teria de explicar muitas coisas, teríamos que conversar e eu teria de saber se ele havia ou não se casado com Vanessa. E essa era uma coisa que eu precisava saber, mas não queria saber.

Agora que estavamos na sala o celular do Joe tocou e ele atendeu chamando Nick com ele, era sobre trabalho sempre trabalho.

Olhei pra Miley e ela me entendeu assim que Nick voltou ela se levantou pegando a bolsa e segurando a mão do marido.

_Vamos?_ Ela perguntou_ Estou com  sono quero ir pro hotel!

_Tudo bem estamos indo a uma reunião te deixou lá no caminho meu amor.

_Vamos Nick?_Joe perguntou e depois me olhou

_Sim vamos, mas primeiro vou deixar a Miley no hotel.

Tudo bem...

_Joe._eu chamei e ele me olhou _Será que pode ficar mais um pouquinho eu preciso... Conversar com você. Se você quiser não vai demorar.

Joe olhou pro Nick e eu não desviei meus olhos dele, nem um segundo. Ele não estava muito a fim de conversas sérias comigo, era óbvio isso!

_Ah Joe é só uma conversa_Miley tentou remediar a situação_Ela mesma disse que será uma conversa rápida se você quiser.

_Miley não se mete_Nick brigou com ela baixinho, mas eu ouvi._Se quiser eu adianto as coisas e digo que você irá se atrasar um pouco cara.

_Quer saber?_Eu disse me levantando_ Se quiser ficar e conversar fica, se não quiser pode ir, você não é obrigado a nada e eu é que não vou implorar para você ficar meu amor.

_Eu por acaso disse que não ficaria?_ele me perguntou sem se sentando no meu sofá.

_Você não quer ficar então nem precisa dizer nada.

_Querer e fazer tem diferença, certo?

Ele esta bancando o ironico comigo? Sim ele esta!

_Então você vai ficar?_Eu cruzei os braços na frente dele

_Não foi o que você me pediu?

_Joseph o que você pensa que sta fazendo?

_Não sei o que estamos fazendo Demi? Brigando? Preliminar de discussão e sexo? Espero que a segunda parte, sinceramente.

Eu ri foi involuntário não queria rir, mas foi impossível não rir com essa cara de safado e sexy e irônico que ele estava.

_A então é a segunda parte?_Ele riu

Eu olhei ao redor e percebi que Miley e Nick não estavam mais, mordi meu lábio e fui trancar a porta.

Cocei minha cabeça e olhei pra ele_Quer que seja a segunda parte?

_Eu estou com saudades de você e do seu gênio difícil... A segunda parte seria bom.

Eu ri e fui até ele me sentando em seu colo. Mordi seu lábio e beijei em seguida.

_Também to com saudades suas, e senti falta de cada parte de você. Até do seu mau-humor matinal.




Olá pessoas!

Então, minha jogou meu antigo celular fora!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Mas, nem tudo esta perdido! Eu sei a história até por que foi eu quem escrevi fugindo das pessoas e conversas desinteressantes, massssssssss é que no celular a história estava tããããão adiantada e cheia dos detalhes, e as coisas, mas em fim vou tentar transcrever aqui o mais parecido que meu cérebro conseguir se lembrar....

E novamente obrigada por lerem e comentarem os capítulos....!!!!! É maravilhoso ler seus comentários obrigada!!!

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Recadinho...

I'm a Sweet Disaster, ta acabando meninas!

Era so pra deixar vcs a par, eu acho que ja sei qual vai ser a proxima historia. Eu tenho que achar meu celular antigo pq a historia ta praticamente toda nos rascunhos das mensagens o vidaaaaaaaaaa!

Assim que eu achar eu posto tipo uma espiadinha da proxima Fic e vcs me dizem se gostaram ou nao, ok?

E bem novamente obrigada por lerem as historias e acompanharem o blog, muito obrigada isso eh bme legal e gratificante, ate quem nao comenta a historia, mas visualiza me deixa muito feliz, masssssssssssssssssssssssssssssssssss eh calro que as meninas que comentam me deixam realmente feliz e me fazem querer fazer cada capitulo melhor, muito obrigada por lerem e comentarem, vcs sao as melhores e eu fico muito feliz e grata por isso!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Nao eh por nada, mas esse homem devia casar comigo! Eu apoio essa causa!

I'm a Sweet Disaster Capítulo 23

                                         Eu sou apaixonada pelas pernas da Demi U.u

" Por muito tempo meu coração esteve quebrado, mas agora nos mantemos fortes. As coisas que você diz me apaixonam mais a cada dia, você é um trem desgovernado, mas eu não o amaria se você mudasse..." 


Eu acordei pela manha com a luz da cortina, a janela aberta. Deus estava apenas de roupas íntimas como me esqueci de fechar as cortinas? Puxei o lençol coçando meus olhos e recordei a noite de ontem.

Eu estava tão cansada que nem me importei em colocar uma roupa de verdade pra dormir. Me virei para o outro lado e tentei dormir de novo, mas senti uma mão na minhas costas, abri os olhos assustada e me virei rapidamente, mas eu não acreditava nos meus olhos.

Eu só podia estar maluca, doida de vez, é isso eu to maluca! Eu concordo comigo mesma.

_Miley? O que faz aqui?Miley?

_Sim Demi, sou eu Miley. Você deveria trancar essa porta, quase perdi meu noivo quando entrei ele te viu toda sexy de calcinha e sutiã vermelho!

_Espera... Nick esta aqui?

_Ele foi buscar um café da manha pra gente. já que eu me recuso a fazer o café.

_O que faz aqui?_Eu repeti a pergunta colocando um vestido qualquer e prendendo o meu cabelo em um coque desajeitado_Por que esta aqui sem mais nem menos?

_Nossa Demi, to a um tempão sem te ver e é isso que tem a me dizer?

_Desculpe My é que acho estranho você estar aqui.

_Você foi embora, fugiu do Joe e parece que esqueceu o resto de nós, comentei isso com a Selena e ela concorda comigo, apesar de tentar entender o seu lado, coisa que eu particularmente não tento.

_Ah obrigada Miley, sua sinceridade me comove!_Eu a abracei_ Na verdade sinto falta desse seu abraço, d essa sua voz alta e da sua sinceridade.


-É claro que sente_Miley me apertou forte em seus braços_ Agora, vai se arrumar daqui a pouco Nick volta com o Joe.

_O que disse?

_Que daqui a pouco Nick volta com o Joe!

_Joseph? O..O Joseph? Joe Jonas?

_Eu só conheço esse querida_Miley riu se sentando na minha cama_ Os Jonas tem trabalho aqui em Nova Iorque, não sabia?

Eu não disse nada, apenas me limitei a pensar, então talvez eu não estivesse tão louca e ontem no show fosse realmente ele. Fui até cozinha beber água, meu coração parecia que ia sair pela boca eu não estava bem. De repente cenas da última vez que nos vimos na casa dele estavam girando pela minha cabeça, nós brigando, quando ele me beijou, ele dizendo que estava apaixonado por mim. E a última vez que o vi de costas no quarto do hospital, com Dê dormindo induzida por remédios.

Miley se sentou em uma cadeira e começou a falar sobre seu casamento e que ela desconfia que esteja grávida, mas que antes de contar ao Nick quer ter certeza. Contou que Selena estava realmente namorando com David e parecia feliz. Contou que a Dani ainda não contou sobre a gravidez a ninguém e que Miley já esta ficando irritada de guardar esse segredo.
 Contou que a Tia De estava melhor, mas a doença dela é assim. Primeiro ataca e depois fica um tempo como se nada nunca tivesse acontecido, por isso era tão difícil achar uma cura. Miley também contou sobre os negócios dos Jonas aqui em Nova Iorque. E que Perssons havia sido acusado por abuso sexual por duas de suas ex secretárias.

Eu nem queria me lembrar desse cara, mas fiquei feliz em saber que mais duas mulheres havia tomado coragem de falar sobre o assunto e o denunciar, mesmo depois de algum tempo a denuncia é sempre algo bom, afinal um crime como esse NÃO PODE FICAR IMPUNE NUNCA.

Mas, Miley não disse absolutamente nada sobre Joe e seu casamento, com Vanessa. Eu estava nervosa pra não saber o que esperar quando o ver. Deveria estar mais bem preparada para falar com ele.

Afinal ele casou ou não? O que aconteceu entre eles nessas duas semanas? Ele vai ficar? Vai me olhar? Me beijar? O que?

Bem, não deu tempo de perguntar a Miley por que batera na minha porta e eu fui atender. E ali estava Nick e Joe. Joe me olhou sorrindo, não um sorriso grande um sorriso quase tímido nao tipico de Joe Jonas. Nick me abracou dizendo alguma coisa. Joe permaneceu na porta esperando que eu dissesse alguma coisa, mas porra ele estava na minha frente depois de duas semanas e se era possivel ainda mais lindo, eu estava ficando meio que sem saida, e nao me importei se a dona Marie estava saindo de casa naquele exato momento e sairia falando para o predio todo que eu era uma puta qualquer. Pulei nos bracos de Joe e o beijei, e pra minha felicidade, ele retribuiu o meu beijo da mesma forma que eu o agarrei. Com vontade e desejo. Eu o empurrei pra parede do corredor, e eu estava chorando.

Sim, estava chorando. EU nao tinha percebido de como sentia falta dele, Joe me apertou em seus bracos e eu me senti em casa no conforto dos bracos dele.

Ficamos sem ar, mas ele me afastou com selinhos. Ele passou a mao pelo meu rosto acariciando meu rosto, e beijou meu nariz, minha testa.

_Bom dia minha menina.

Eu sorri.

Nunca pensei que ficaria tao feliz em ouvir essas 4 palavras, elas eram ainda melhor do que um " eu te amo", eu segurei a mao dele, sem olha-lo nos olhos, estava envergonhada, mas ele segurou meu rosto e me fez olhar pra ele.

_Bom dia Jonas.

domingo, 3 de agosto de 2014

I'm a Sweet Disaster capitulo 22- Último da Maratona


"Você se esqueceu? Que eu ainda estava viva, você se esqueceu tudo o que tivemos? Você se esqueceu, você se esqueceu de mim? Você se arrepende por ter ficado do meu lado? Você se esqueceu do que estávamos sentindo por dentro? Agora eu tenho que esquecer de nós..."


Já fazia umas duas semanas desde que fui embora da casa, e da vida de Joseph. Me sentia quebrada, mas a vida continua de qualquer jeito afinal o mundo não para só por que um coração foi partido. Continuei as minhas aulas de artes eu estava pintando melhor, mas por alguma razão, nas últimas aulas eu ando pintando um rosto, mas não conseguia terminar.

Sim era o rosto do Joe. E eu não conseguia terminar. Era frustrante por que eu me lembro muito bem do rosto do Joseph, me lembro da voz, da risada, dos lábios, dos beijos, dos carinhos. Droga eu me lembro de tudo! Dos olhos, dos olhares, eu sou apaixonada pelos olhos dele.


Depois da última aula de sexta eu estava indo me encontrar com Ryan e Adam para irmos ao show do Imagine Dragons. Parei na porta do táxi e olhei pra trás por algum motivo eu jurava que tinha alguém me observando, mas eu não vi ninguém, então entrei no táxi. Desconfiada olhei pra trás, mas devia ser apenas imaginação.

Eu ainda tinha pesadelos com que aconteceu com Perssons naquela noite, ficava desconfortável perto de homens mais velhos com medo que eles poderiam surtar e me agarrar a qualquer minuto, então eu devo mesmo estar apenas imaginando coisas.

Cheguei ao Pub que combinamos de nos encontrar antes do show. E Ryan estava entre carinhos com Adam e eu sorri. Como alguém podia ser tão contra o amor só por que não era o recomendável, só por  que não era algo comum? Eu nunca vou entender a lógica de alguns seres humanos!

_Olá casal!_eu disse me sentando a frente deles

_Oi amora_Ryan me disse_ Como esta hoje?

Dei de ombros e sorri pensando um pouco. Em consideração de quando cheguei aqui, estava melhor._ Eu to muito bem Ryan, e vocês?

_Eu estou muito bem Demi._Adam era muito mais "homem"que Ryan. Ryan apesar de ser bem discreto qualquer um poderia saber que é gay, mas Adam não._ Consegui o estágio na Apple!

_Uau!_eu pulei pra abraça-lo _Meus parabéns eu sabia que conseguiria Adam!

_Obrigada por sempre acreditar em mim Demi!

_Eu acredito em tudo que é bom_Dei um beijo em seu rosto e me sentei novamente_ Estou muito orgulhosa parabéns!

_Sim!!!_Ryan disse dando um selinho no namorado_Eu também estou muito orgulhoso do meu amor!

_Muito obrigado querido_ele passou a mão no rosto do Ryan_ E a você também Demi, muito obrigada!

_Imagina querido!_ eu olhei pela janela e aquela sensação de que tinha alguém me olhando não passava_ Adam?

_Sim querida?

_Pode olhar pra fora e me dizer se tem alguém me olhando?

_Querida você esta em uma mesa com dois homens se beijando, é claro que algumas pessoas vão olhar!_Ryan disse bebendo sua cerveja.

_ Não é isso_eu revirei os olhos, estava acostumada com alguns olhares preconceituosos, curiosos quando estava com eles_ Eu estou me sentindo observada desde a hora que sai de casa!

Adam olhou pra trás e Ryan também. Eles se viraram e deram de ombros.

_Não vimos nada querida_ Ryan disse_ Talvez, seja o seu Joseph. Ele esteja cuidando de você ou alguma coisa assim.

_Não é o Joseph!_ ele sabe que não precisava ficar me cuidando e só chegar e me beijar não precisa nem dizer nada_ E ele se casou semana passada_ apesar de ninguém ter me dito nada, já que eu evitava qualquer contato com as pessoas de lá_ E então por tanto ele não é meu Joseph Ryan.

_Mas você queria que fosse_ Ryan e Adam disseram juntos.

Eu revirei os olhos, odiava quando eles faziam isso.

_O que eu quero não importa mais. _O garçom chegou me perguntando o que eu queria beber_ Oi Guy_ ele riu e me cumprimentou _Uma caipirinha por favor.

_É pra já Demi.

E ele sai. Ficamos conversando e bebendo até a hora de irmos para o show. O show era fechado então não teríamos problemas com nada, nos sentamos em uma mesa um pouco mais perto do palco e assistimos a banda de abertura, esperando pela hora do Imagine Dragons.

Ryan não parava de falar um minuto, e Adam ria para o namorado o agradando. Esses dois podiam se casar agora mesmo.

Eu me peguei pensando que queria que realmente fosse Joseph me olhando, mas eu duvidava que fosse. Eu queria que fosse o Joe, queria que ele me agarrasse e me beijasse, que fizesse amor comigo, que me tirasse daqui.

O Imagine Dragons chegou e nos levantamos batendo palmas, e quando começaram a cantar It's Time fechei meus olhos. E cantei junto com ele.

So this is what you meant
When you said that you were spent
And now it's time to build from the bottom of the pit
Right to the top
Don't hold back
Packing my bags and giving the Academy a rain check

Então foi isso que você quis dizer
Quando você disse que estava exausta
E agora é hora de construir a partir do fundo do poço
Até o topo
Não se contenha
Estou fazendo minhas malas a Academia fica para a próxima.

I don't ever want to let you down
I don't ever want to leave this town
'Cause after all
This city never sleeps at night

It's time to begin, isn't it?
I get a little bit bigger but then I'll admit
I'm just the same as I was
Now don't you understand
That I'm never changing who I am

Eu nunca quero decepcioná-la
Eu nunca quero deixar essa cidade
Por que afinal
Essa cidade nunca dorme a noite.

É hora de começar, não é? 
Ficou um pouco maior, mas eu vou admitir
Que eu apenas sou o mesmo que eu era
Agora você não entende
Que eu nunca mudarei quem eu sou

So this is where you fell
And I am left to sell
The path to heaven runs through miles of clouded hell
Right to the top
Don't look back
Turning to rags and giving the commodities a rain check

I don't ever want to let you down
I don't ever want to leave this town
'Cause after all
This city never sleeps at night

It's time to begin, isn't it?
I get a little bit bigger but then I'll admit
I'm just the same as I was
Now don't you understand
That I'm never changing who I am

Então é aqui que você caiu
E a mim só restou vender
O caminho até o paraíso tem milhas de inferno nublado
Até o topo
Naã olhe para trás
Virando trapos as vantagens ficam para uma próxima

Eu nunca quero decepcioná-la
Eu nunca quero deixar essa cidade
Por que afinal
Essa cidade nunca dorme a noite.

É hora de começar, não é? 
Ficou um pouco maior, mas eu vou admitir
Que eu apenas sou o mesmo que eu era
Agora você não entende
Que eu nunca mudarei quem eu sou

This road never looked so lonely 
This house never doesn't burn so slowly
To ashes
To ashes

Me mantive cantando todas as musicas, rindo e conversando com qualquer um que parava do meu lado, eu não havia bebido mais nada durante show só água e refrigerante. Aquela sensação de estar sendo observada, já tinha passado, mas de vez em quando ainda olhava pra trás. Imagine Dragons estavam cantando minha musica favorita, eu cantava de olhos fechados. Você só pode ouvir Demons de olhos fechados, não faz sentido pra mim quando a canto com olhos abertos, afinal " Quando você sentir o meu calor, olhe nos meus olhos é onde os meus Demônios se escondem, é onde meus demônios se escondem, não se aproxime muito é escuro aqui dentro é onde os meu demônios se escondem, é onde meus demônios se escondem". 

Já estava cansada, mas me recusava a ir embora até que a última musica deles fosse tocada, sim sou teimosa e adoro essa bandam e desde que voltei pra Nova Iorque estava sendo a única noite em que não estava pensando no Joseph. Ah ótimo agora eu estava pensando nele, que maravilha!

Eu olhei para o outro lado atrás do palco sorrindo e vi... Ou acho que vi.

_Joseph!_ Eu pensei em ir até lá e ter certeza do que estava vendo, mas tinha muitas pessoas na minha frente e todas cantando "Demons", droga por que essa musica tem que ser tão viciante e tão boa_Joe


Mas, bem não havia ninguém ali, a não ser o staff, e mais alguns fãs só isso. E estava chegando na última musica. Look How Far We've Come. Eu estava ficando louca, sim eu estava. Joseph havia se casado semana passada, ele não podia estar aqui, afinal esse casamento significa muito pra ele. Significava muito pra mãe dele, pra família dele.

Minha cabeça ficou girando no que eu poderia ou não ter visto, e eu acabei nem prestando atenção na letra da musica, mas eu sabia de cor. " Parado ali, eu tenho um buraco no meu peito e até que enche eu não vou ficar satisfeito. É hora de levá-lo até o final, sair para o sol, é hora de levá-lo até o final e veja o quão longe nós viemos, nós viemos"

Me agarrei ao braço de Adam e Ryan e saímos dali e vez ou outra eu olhava pra trás.

_Demi querida você esta ficando obsessiva_Ryan disse_ Não tem ninguém atrás de você.

_Eu sei_ Ryan riu pra mim e me puxou pra dentro do carro dele.

Engatamos uma conversa sobre como o show havia sido maravilhoso e como Imagine Dragons devia ser uma das melhores bandas atuais,e de como as garotas deram em cima deles e nem se deram conta que eles eram gays, e bem quem olharia pra eles e de cara diria que eles eram gays. NINGUÉM!

 Me despedi e entrei no meu apartamento, me enfiei embaixo do chuveiro na água fria,  vesti calcinha e sutiã e fui procurar algo pra comer, assisti The Big Bng Theory e depois me deitei na cama morta de sono e cansaço. Era isso, eu tive um dia cansativo, estava imaginando coisas por que não parava de pensar no Jonas, era isso. Tudo estava explicado.