quarta-feira, 30 de julho de 2014

I'm a Sweet Disaster Capitulo 17 - Maratona


" Me dê amor como nunca antes, por que ultimamente eu tenho desejado mais."


Eu acordei com beijos no meu rosto e sorri.

_Bom dia minha menina.

_Bom dia amor.

Ele me deu um selinho. E ficou abraçado comigo olhando meus olhos.

_Temos que tomar café e esperar o delegado vir até aqui ele quer o seu depoimento, e eu achei melhor ele vir até aqui do que ter que te levar até lá, esta tudo bem pra você dessa forma?

Eu suspirei e assenti com a cabeça

_Eu sei que a última coisa que você quer é falar disso, mas ele precisa do seu depoimento me desculpe...

_Esta tudo bem Joe._ eu passei minha mão por seu rosto_Eu só... Eu vou resolver o que tenho que resolver sobre esse assunto pra poder esquecer de vez. É bom que ele venha mais rápido e isso acaba de uma vez.

_E você esta bem?_Ele perguntou acariciando minhas costas por dentro da camiseta.

_Estou sim_ eu disse me aproximando mais dele_Que hora o delegado chega?

_Daqui uma ou duas horas_ele sorriu_Por que?

_Por nada de mais, na verdade._eu disse beijando seu peito, passando minhas unhas devagar por suas costas, ele mordeu minha orelha e isso foi o suficiente pra me fazer rir e perder por um segundo a concentração do que estava fazendo.

Me sentei em seu colo arranhando seu peito comecei a morder, chupar e lamber o pescoço dele fazendo-o gemer. Eu passei os beijos a orelha do Joe e logo chegando a sua boca, beijando-o. Enquanto me beijava ele tirou minha camiseta a jogando-a longe ele olhou pro meu corpo por um tempo e beijou vale entre em meus seios eu novamente o beijei, um beijo devagar e lento o nosso beijo foi ficando cada vez mais rápido e menos inocente. Era bom tudo isso já que Joe havia dormido nu comigo na noite passada isso me facilitava tempo na verdade, ele me virou e se deitou sobre mim, beijando meu pescoço, deixando um chupão que ficaria marca com certeza, mas eu não me importava nem um pouco com isso nesse momento.

Eu arranhava as costas dele, e Joe se divertia com meu seio, não fazia ideia de que horas eram, mas eu podia acordar assim todos os dias, com toda a certeza do mundo.



Eu estava trocando de roupa no meu quarto e Joe estava sentado na cama me olhando enquanto eu me vestia e me arrumava, vestido, botas, e colete. Joseph me olhava com cuidado o tempo todo ele insistia em ficar perto de mim o tempo todo pra ter certeza de que eu ficaria bem.

_Joe eu to bem, não precisa fazer escolta.

Ele deu de ombros_ Eu não me importo de colocar um segurança 24 horas por dia atrás de você.

_Nem pense em fazer isso Jonas.

Eu me inclinei e o bejiei_ Joe a gente não pode ficar assim, você vai se casar e o pai da mulher que você vai casar esta nessa casa a gente não devia ficar assim, e se alguém ver e querer desistir do casamente? Eu nunc iria me perdoar se você perdesse a chance de cuidar da sua mãe Jonas.

_Esta tudo bem Patrick não vai desistir do casamento ele precisa disso, mas você tem razão vamos tomar mais cuidado quanto a isso, mas eu quero ficar com você, não me diga pra não fazer isso menina.

Como eu poderia dizer isso pra ele? Eu também quero ficar com ele o tempo todo e isso é obviamente mais do que eu deveria e perigoso demais.

_Quando Vanessa volta?_ eu perguntei acariciando os cabelos dele_

_Hoje a noite._ Joe disse beijando minha mão_ Vamos tomar café Demi você terá visita mais tarde.

_Tudo bem._ele me deu um selinho e saímos do quarto.

Eu ri descendo as escadas já que eu não ia poder descer as escadas correndo por que Joe estava atrás de mim e iria brigar comigo, eu olhei pra ele.

_Sou fascinada por essas escadas

_Eu já percebi

Nós rimos e chegamos a mesa do café, de repente minha mãe estava me abraçando dizendo que estava preocupada, mas eu não sentia isso não sentia nada na verdade. Eu fiquei quase uma hora no quarto com Selena e Miley e ninguém apareceu, só o Joe. Ele foi o único a se preocupar de verdade comigo. Sim, Selena e Miley também, mas foram os únicos e não me surpreenderia se daqui alguns minutos Miley não ia entrar aqui falando alto bancando a louca.

_Me solta Diana._e a empurrei de maneira delicada_ Não precisa se preocupar eu estou bem, e não quero seu abraço, na verdade eu já não quero mais nada seu Diana.

_Demi como assim eu sou sua mãe!

_Desculpe, mas no momento eu não me importo com isso._eu disse me sentando _ Talvez, amanha eu me importe, mas agora eu não consigo me importar ou sentir qualquer em relação a você.

_Demi se isso é por causa daquela sua briga com a Vanessa você a estapeou no meio do shopping em uma loja em que todos o conhecem eu resolvi ficar do lado dela, mas sou sua mãe e te amo, me preocupo com você e quero que esteja bem.

Eu suspirei fundo._ Diana, você devia ai menos ter dito a verdade ao invés de acobertar as mentiras da Vanessa, mas tanto faz, não me importa, só não acredito em você, só isso e não quero acreditar... Podemos tomar o café em paz?

Joe me olhou e sorriu me passando coragem eu devia ter aceitado a proposta do Joe de tomar o café na cama.

_Olha Joseph eu acho que você cometeu um erro ontem?_Patrick disse

E eu prestei atenção na conversa que erro que Joe cometeu?

_Não eu não cometi erro algum._Joe disse nem iniciando a discussão.

_Ele é importante, não vai ficar preso muito tempo Joe, devia ter aceitado a proposta de emprego dele.

_Se você acha a proposta tão tentadora assim, aceite-a você._Joe disse bebendo suco e olhou para Patrick com falsa redenção_ Ah eu me esqueci! Você não tem mais uma empresa você a faliu.

Eu me afoguei rindo, e Patrick me fuzilou com os olhos.

_Você esta bem menina?_Joe perguntou preocupado e eu assenti positivamente_ Quanto a prisão de Perssons pode não durar muito, mas vai ser o suficiente pra mim.

_O que você esta aprontando Joseph?_Nick entrou _Demi, você esta bem?

_Sim eu estou Nick,  muito obrigada pela preocupação, Miley te contou?

_Somos seus vizinhos Miley viu algo estranho e me avisou viemos pra cá e ouvimos você gritar. avisamos ao Joe e chamamos a policia.

_Vou agradecer a Miley por esse enxerida!_eu sorri e ele me abraçou._ Obrigada de verdade!

_O que é isso pequena, não foi nada demais. Agradeça ao Joe por por bater no Perssons era o que eu estava pensando em fazer.

_Você o agrediu Joe?_eu perguntei olhando pra ele_Eu não sabia disso!

_Eu o agredi apenas algumas vezes, e não achei necessário você saber já tinha coisas demais na sua cabeça._eu sorri agradecida pra ele e ele devolveu o sorriso_E eu não estou aprontando nada Nick onde esta a Miley?

_Com a mamãe, elas estão cheias de segredos ultimamente, mas ela disse que vai vir ver a Demi daqui a pouco, mas preciso falar com você Joe, é sobre a empresa e sobre o que me pediu.

_Ok, vamos!_Joe se levantou e me olhou_ Coma eu já volto.

_Tudo bem eu vou ser uma garotinha comportada papai. _eu dizendo fazendo graçinha e Joe fez carinho nos meus cabelos.  Assim que Joe saiu continuei meu café em silencio, mas Patrick continuava falando.

_Essa casa nas ultimas semanas esta de pernas pro ar, as coisas não estão do jeito que deveriam estar. Perssons na cadeia tenho certeza que os Jonas não vão descansar até arruína-lo como empresario.

_Patrick meu amor, _Diana dizia terna_ Não se preocupe tudo vai se resolver querido. Esta tudo no caminho, não se preocupe.

Eu escutei aquilo e percebi que eu não conhecia minha mãe, eu pensava que podia resgata-la de Patrick, mas ela se tornou ele. Eu não podia salvá-la, ela era assim era o que era.

_Você_Patrick apontou pra mim_Desde o primeiro minuto que esteve aqui chegou criando confusão, brigas e trazendo problemas.

_Na verdade os problemas já estavam aqui eu só evidenciei_ dei de ombros não me importando muito com o que ele dizia.

_Você devia não prestar queixa contra o Perssons, já que tenhi certeza que você o provocou já que essa é bem a coisa que você sabe, da pra ver isso já que Joseph esta babando por você esta fazendo tudo o que você quer.

_O que você quer dize com isso?_eu perguntei_Que eu por algum minuto pedi pra ele me perseguir e tentar me estuprar? E o que você esta insinuando que eu tenho com o Joseph?

_Eu tenho certeza que você pediu pra isso acontecer querida_ Patrick disse me olhando _E não estou insinuando nada entre você e Joseph, mas que esta seduzindo-o isso é óbvio você sempre quis tudo que era da Vanessa.

Eu me limitei  a rir da cara do Patrick e comer mais um pedaço de bolo_Se é isso que você pensa eu não vou me esforçar pra tentar fazer muda de ideia querido padrasto, pense o que quiser,eu realmente não me importo sabe, então foda-se!

Nisso Selena chegou e me abraçou_Como você esta hoje Demi?

_Melhor Selly_ Eu sorri pra ela_Ainda tenho que ver o delegado que chega daqui a pouco, mas daqui a pouco o pesadelo acaba e tudo vai ficar bem_ me lembrei das palavras do Joe_Por que não senta comigo pra tomar café Sel, por favor vai!

_Okay eu to com fome e ainda tenho que ir pra faculdade_ela riu se sentando _Só queria ficar um tempo com você antes de ir.

Ela se sentou e nós conversamos e rimos enquanto tomavamos café, não dei a tenção a Patrick ou a Diana e fiquei conversando com Selena até Joe voltar e dizer que o delegado estava me esperando na sala. Eu contei como tudo aconteceu umas três vezes para não ter erro Perssons havia dito que eu o havia seduzido e depois corri, mas que eu o havia convencido a ficarmos juntos, que eu estava perseguindo desde o dia que ele havia me oferecido o emprego, eu obviamente neguei tudo isso nunca aconteceu.

Depois disso passei o resto dia no jardim, ou no escritório do Joe o vendo trabalhar , e vez ou outra a gente acabava ficando e era bom. Recebi visitas da Denise, Dani e a cabecinha de vento da dona Miley  o que foi muito agradável.
A noite Vanessa estava de volta junto com Kristen, Vanessa mal falou comigo, mas me olhou com cuidado e por algum motivo que eu desconheço e o universo provavelmente também ela me perguntou se eu estava bem.

Eu passei a noite na minha cama, mas não conseguia dormir e me levantei pra dar uma volta pela casa, beber água ou qualquer outra coisa e encontrei Kristen com uma garrafa de vinho na mesa.

_Sem sono?_ perguntei olhando nos olhos verdes dela_

_É insônia chamada: meu futuro ex- marido me ligou.

Eu ri achando graça_ Sinto muito.

_E nem sinta Demi, essas coisas acontecem com qualquer um, esta acontecendo agora mesmo em qualquer outro lugar do mundo.

_Mas é sempre mais difícil quando é com a gente._eu disse encostada na pia_Como o que me aconteceu na noite passada, nunca achei que aqeuilo podia ser tão difícil, sempre achei que a mulher poderia tentar se defender se quisesse, mas não é bem assim que as coisas funcionam.

_Exatamente tudo é mais fácil quando é com os outros Demi.

Eu me sentei a frente dela na cozinha e conversamos, bebemos e rimos até quase três da manha, ela era muito diferente da Vanessa e fácil de conversar, não sei como as duas podiam ser amigas.

_Demi o papo ta bom, mas preciso dormir um pouco e tenho a leve impressão que bebi demais sabe?

_Leve impressão?_ eu ri da cara dela_Okay eu também vou, boa noite Kris.

_Boa noite Dem!

Ela saiu e eu fiquei terminando  de beber meu vinho olhando minha taça quase vazia. Escutei um pigarrear e ergui a cabeça, era Joe sem camisa e com cara de sono com os braços cruzados, na porta.

_Hey lindo, tudo bem?

_O que esta fazendo acordada a essa hora?_ ele olhou pra garrafa e as taças e arqueou a sobrancelha confuso.

_Eu vim tomar água e encontrei Kristen conversamos e bebemos e perdemos a hora._dei de ombros_ E você? Não dorme com a Vanessa, mas dorme sem camisa não gostei disso.

Joe olhou pra trás e encostou a porta da cozinha._ E você esta com ciúmes Demi?

_Se eu te disser que sim estou, o que  isso muda?

_Muita coisa_Joe veio até mim e tirou a taça da minha mão e me puxou pra um abraço apertado depois de me dar um selinho_ Mas, agora você tem que ir pra acama.

_Você devia ir comigo_ eu disse acho que é o vinho fazendo efeito em mim_Vem Joe.

_Não posso Demi_ele beijou minha testa _ E você esta bebada.

_Não estou bebada ainda_Admiti_ Mas mais um pouco e provavelmente ficaria_ eu dei de ombros e ele riu_Eu sei o que to falando quero que você vá pra cama comigo, e durma comigo.

_Eu quero Demi, mas não posso._Ele beijou minha testa_Você entende certo?

_Eu sei que não pode e entendo_me afastei dele_Mas, não custa tentar._Dei um selinho nele_Boa noite querido, durma bem o resto da noite, tenha lindos sonhos.

Ele segurou o meu braço, mas o fiz soltar e sorri pra ele e fui para o meu quarto. Eu entendia de verdade que ele não podia e porque dele não poder, mas isso não queria dizer que não doia ou doia menos eu queria dormir com ele, mas não posso e não o colocaria nessa situação eu fui para o banheiro lavei meu rosto e escovei os dentes e me joguei na cama, mas ao invés de dormir, eu fiquei olhando pro teto fingindo que podia ver as estrelas e as contei mentalmente até dormir.




A Fabi me pediu meu twitter e eu tinha esquecido de passar, é o @So_HoneyNow.

I'm a Sweet Disaster capitulo 16 Maratona


"Vê este coração? Ele não vai sossegar, como uma criança correndo com medo do palhaço, eu tenho medo do que você vai fazer meu estômago grita só de olhar pra você. Vá para longe para que eu possa respirar, mesmo que você esteja longe de me sufocar. Eu não posso criar muitas esperanças por que todo "olá" termina com um "adeus" '


_O que esta fazendo? _Eu perguntei novamente_ Tire suas mãos de mim agora ou eu vou gritar!

_Acalme-se_ Perssons disse, mas sem tirar as mãos de mim, isso me deixou nervosa e muito apreensiva eu tentei fazer ele tirar as mãos de mim, mas não funcionou_ Eu não vou machuca-la, só quero conversar.

_Converse sem suas mãos em mim_eu disse_ Por favor tire suas mãos de mim.

_Qual o problemas querida? Não gosta disso?_ ele apertou minha cintura.

_ME SOLTA!_eu disse mais alto

_Eu quero tentar persuadi-la a mudar de ideia, e aceitar trabalhar pra mim você iria gostar.

_Eu já disse para me soltar, não vou trabalhar pra você e você me da nojo... ME SOLTA DESGRAÇADO!

Ele tapou minha boca e me levou para outro lado onde estava mais escuro e isso não era reconfortante nem um pouco, quando ele tirou a mão da minha boca e eu ia gritar ele me beijou me jogando na parede e tocando cada parte do meu corpo eu tentava me livrar dele, mas não conseguia, o beijo era forçado e rude me machucava, eu tentei sair da prisão que ele fez, mas não consegui eu estava ficando desesperada quando a mão dele entrou dentro da minha camiseta e começou a me acariciar, eu  me mexia me contorcendo pra tirá-lo de cima de mim, mas ele não me soltava e pelo contrário me apertava com mais força. Ele parou de me beijar, mas eu dessa vez estava aterrorizada demais pra gritar eu só chorava tentando empurrá-lo, mas recuperei minha sanidade, quando ele arrebentou meu sutiã e começou a tocar nos meus seios.

Esse era o meu corpo e não é qualquer que vai tocar nele, ninguém vai me obrigar a fazer nada com ele, eu tinha que tentar alguma coisa.

_Ah eu sabia que ia gostar querida_ele falou no ouvido e isso me deu nojo, ele estava distraído mexendo no meu seio e beijando meu ouvido e não percebeu que eu ergui minha perna e dei um chute em seu saco ele caiu de joelhos e por instinto e raiva o chutei d enovo e sai correndo gritando por ajuda.

Eu olhava para trás para saber se ele estava atrás de mim, estava assustada, chorando e gritando ainda olhando pra trás e não vi em quem esbarrei e me segurou eu comecei a berrar tentando fazer fosse quem fosse me soltar.

_DEMI SOU EU MENINA PARA_Eu tentava fazê-lo me soltar e me debatia em seus braços_Sou eu Demi, por favor minha menina!

Eu finalmente olhei pra cima e vi seus olhos castanhos esverdeados assustados era tudo o que eu precisava ver. Me joguei em seus braços chorando agora mais do que antes,  eu tremia estava apavorada ele tentou me... Oh Deus!

Joe acariciava meu cabelos e cantava uma musica que eu não reconheci, mas depois eu soube que era uma do Guns N ' Roses.

Don't you cry tonight 
I still love you baby 
Don't cry tonight
Dont't cry tonight 
There's a have above you baby
And don't cry tonight

Eu me agarrei a ele como uma criança, eu não sentia minhas pernas. Ele me segurava com força me abraçando.

_Demi o que houve?_ele fazia carinho nas minhas costas eu já estava mais calma, mas não parava de chorar porra ele tentou me estuprar!_ Preciso que me diga o que houve, ou não vou poder ajudar minha menina.

_Ele... Ele_ eu respirei fundo eu achei que não poderia dizer o nome dele, mas precisava_ lá atrás o... O... Perssons ele tentou me ele me atacou foi horrível Joe!

Eu me agarrei anda mais ele parecendo uma criança e chorei ainda mais.

_Miley e Selena por favor levem  a Demi pro quarto, ajude-a a tomar um banho façam ele se acalmar por favor!

_Tudo bem_alguém falou, mas não identifiquei a voz da pessoa e no segundo seguinte alguém me tocou, mas eu me afastei do toque me agarrando ainda mais ao Joe_Demi precisa vir conosco.

_Não eu não quero ir em lugar algum. Joe, por favor!

_Minha menina eu já vou ficar com você, mas preciso resolver isso okay?_ Ele me afastou pra olhar nos meus olhos_ Eu não gosto de te ver assim. Vá para o meu quarto tome um banho fique um pouco com a My e a Selly e eu já vou ficar com você, não vou demorar, vai com elas.

Eu respirei fundo e assenti ele sorriu pra mim e beijou minha testa_Vai ficar tudo bem.

Eu não via muita coisa, tudo estava borrado e também não ouvia muitas coisas elas não faziam sentido. Nunca senti tanto medo ou nojo na minha vida. Como alguém é capaz de pensar que pode tomar pra si  o corpo de outra pessoa como se lhe pertencesse? Sem lhe dar a chance de se proteger, de se defender e achar que isso é algo bom? Como? Como? Por que?

Eu nem sabia como estava andando, e muito menos como de repente estava sentada. Eu ainda chorava, ainda estava tremendo, ainda não tinha retomado meu controle, um lado da minha mente dizia para eu parar com o choro por que não aconteceu nada demais e que muitas outras garotas do mundo passam por isso ou coisas piores. Mas o lado egoísta do meu cérebro só queria se encolher e chorar, e pensar que eu quase fui estuprada e que estava tão apavorada que muito provavelmente não faria nada. Eu quase o deixei fazer o que ele queria e se ele tivesse feito teria sido culpa minha, por que eu fui fraca e medrosa.

Fraca e medrosa.
Fraca e medrosa.
Fraca e medrosa.

Essa não era eu, mas foi assim que fui. E agora não parava de chorar.

_Demi?_Não era primeira vez que ouvia meu nome parecia tão distante_Demi?

Eu me esforcei e consegui focalizar a Selena de joelhos na minha frente segurando minhas mãos e me olhando nos olhos. Eu olhei ao redor, não estava no meu quarto e Miley estava ao meu lado acariciando meus ombros, sorri por entre lágrimas pras duas.

_Demi querida, você esta bem?_ Miley perguntou de um jeito doce e paciente como quem fala com uma criança_Fale com a gente estamos apavoradas.

_T... Tudo bem, meninas eu... Eu s...Só estou um p... Pouco nervosa e a... a... Assustada._Tentei sorrir, mas não tenho certeza se fiz isso.Haviam muitas coisas doendo em mim agora.

_Tudo bem, tudo bem Demi!_Selena disse me abraçando e Miley fez o mesmo._Vai ficar tudo bem. Tenho certeza que Joe vai chamar a policia e ele vai ser preso e não vai poder fazer isso com mais ninguém querida.

_É Selena tem razão Demi, Joe vai cuidar de tudo acalme-se.

Eu nunca deixo meus problemas para outras pessoas resolverem, mas hoje era diferente eu não queria ter que lidar com isso, não hoje, não esse problema.

Ficamos um bom tempo sentadas abraçadas e Miley pigarreou_ O... O que aconteceu Demi?

_Eu estava na varando tomando um ar e _Eu estava mais calma_Ele chegou e me abraçou por trás eu levei um minuto pra perceber que tinha algo errado,eu disse pra ele me soltar, mas ele não soltou disse que queria me fazer mudar de ideia sobre trabalhar pra ele e eu gritei pra ele me soltar, ele tapou minha boca e me levou para trás onde é mais escuro e um pouco mais afastado. Ele me beijou me colocando na parede e me tocando se esfregando em mim e... e... e... Foi a pior coisa que me aconteceu na vida, foi horrível!

E comecei a chorar de novo. Elas me consolaram contaram histórias e me distraiam do barulho da polícia em casa, eu descobri que estava no quarto do Joe e que nesse quarto havia um sofá grande o suficiente para alguém dormir e me perguntei qual dos dois dormia ali Vanessa ou Joseph.

_Hey_Joe entrou no quarto e ele tinha os olhos em mim e estavam preocupados, eu quase me desfiz em lágrimas novamente vendo a preocupação nos olhos dele e corri para os seus braços quase o derrubando ele envolveu minha cintura com seus braços com força_Esta tudo bem agora, tudo bem minha menina, tudo bem.

_Não, não ta não aquele filho da puta vindo dos infernos tocou em mim, ele me tocou, me beijou, isso... Não vai ficar bem.

_Vai, vai ficar bem sim, vou cuidar pra que fique minha menina, eu prometo.

Ele me abraçou ainda mais apertado e aquela segurança de que tudo realmente ficaria bem só por que ele estava dizendo que ficaria tomou conta de mim de novo. Mas, eu ainda sentia as mãos daquele cara no meu corpo, ainda sentia o gosto dele nos meus lábios eu estava surtando. E precisava do Joe em todos os sentidos que isso poderia tomar.

Joe me levou até a cama e me sentou em seu colo, não disse uma palavra apenas me fez carinho me acalmando. Eu olhei em volta e as meninas não estavam mais ali. Eu respirei fundo.

_Ele me tocou Joe e é como se eu ainda pudesse sentir. É como se o gosto do beijo nojento dele ainda estivesse na minha boca, eu to com nojo Joe. Dele. De mim... To com nojo de mim!

_Não Demi, não faça isso não tenha nojo de si mesma, não foi culpa só dele. Não sinta nojo de si por favor, você não fez nada e foi muito corajosa se defendendo dele Demi.

_É que você não esta no meu corpo, não sabe o que eu senti ou o que eu sinto agora... Eu... Eu preciso de um banho isso vai me ajudar.

Eu me levantei e comecei a tirar minha roupa como se tivesse ratos nelas.

_Calma_Joe se aproximou de mim devagar e ajudou a tirar minha roupa_Vamos com calma ok? Vem comigo minha menina.

Ele me levou para o banheiro e ligou o chuveiro, ele tinha apenas tirado o blazer dele e puxado as mangas da camisa dele, ele me colocou embaixo da água morna reconfortante. Eu deveria ter vergonha de mostrar  meu corpo para o Joe, mas não tinha. Na verdade eu queria que ele estivesse embaixo da água comigo, queria que ele me tocasse, que me beijasse. Por um minuto quando ele me passou a esponja com sabonete líquido,, eu achei que ele nunca mais ia querer me tocar já que ele deve saber que fui fraca e medrosa. Comecei a chorar de novo baixinho e virei as costas pro Joe. Droga eu estava frágil e me sentia triste.

Eu ouvi quando ele começou a cantar Don't Cry novamente desde o começo.

Talk to me softly
There is something in your eyes
Don't hang your head in sorrow
And please don't cry
I know how you feel inside I've
I've been there before
Something is changin inside you
And don't you know

 Fale comigo suavemente
Há algo em seus olhos

Não abaixe sua cabeça na tristeza

E por favor, não chore

Eu sei como você se sente por dentro

Pois eu tambem já me senti assim

Algo está mudando dentro de você

E você não sabe

Don't you cry tonight 
I still love you baby 
Don't cry tonight
Dont't cry tonight 
There's a have above you baby

And don't cry tonight

Não chore esta noite
Eu ainda amo você, querida
Não chore esta noite
Não chore esta noite 
Há um paraíso acima de você
E não chore esta noite


Give me a whisper
And give me a sign
Give me a kiss before you
Tell me goodbye
Don't you take it so hard now
And please don't take it so bad
I'll still be thinking of you
And the times we had... baby

Me dê um sussurro
E me dê um sinal

Me dê um beijo antes de você

Me dizer adeus

Não leve isto tão a sério agora

E por favor, não leve isto tão à mal

Eu ainda estarei pensando em você

E nos momentos que tivemos, querida

Don't you cry tonight 
I still love you baby 
Don't cry tonight
Dont't cry tonight 
There's a have above you baby

And don't cry tonight

And please remember that I've never lied
And please remember 
How I felt inside now honey
You gotta be alright now sugar
You'll be fell better tomorrow
Come the morning light now baby

E por favor lembre-se que eu nunca menti
E por favor, lembre-se

Como eu me senti agora, querida

Você tem que fazer seu próprio caminho

Mas você se sentirá bem, doçura

Você se sentirá melhor amanhã

Venha para a luz da manhã agora, querida


Don't you cry tonight 
I still love you baby 
Don't cry tonight
Dont't cry tonight 
There's a have above you little girl

And don't cry tonight

Eu estava novamente sorrindo, mas sem olhar pra ele, ele havia trocado o "Baby", por "pequena". Eu achei tão carinhoso. Senti quando ele me abraçou pelas costas e sussurrou no meu ouvido "não chore esta noite eu ainda amo você". Eu me virei pra ele e o beijei delicadamente, ele estava só de calça social e lindo todo molhado ele beijou minha testa.

_Joe faz amor comigo?_Ele me olhou confuso_Eu preciso de você.  Você vai fazer a sensação terrível que ele me causou ir embora preciso de você desesperadamente, faz amor comigo por favor.

_Você tem certeza disso Demi?

_Tenho.

Joe me beijou do jeito que eu queria e precisava, só aquele beijo fez meu corpo ficar mole na mão dele e do jeito bom do jeito que faz sentido pra mim, eu  me agarrei a ele tão desesperada puxando seu cabelo, o beijo dele fez eu me sentir melhor. Eu desbotei sua calça tirei dele com um pouco de dificuldade e ele me beijou me colocando conta a parede.

_Ai!_eu disse rindo o contato da minha pele com a parede gelada, a água quente e o corpo do Joe me fez gemer em deleito eu pedi pra fazer amor com ele, mas eu precisava dele tão desesperadamente que eu não tava com paciência para preliminares e delicadeza. Eu o queria e precisava.

_Acalme-se Demi, eu não vou a lugar minha menina, sou seu.

Ele encostou sua testa na minha, e passou a mão pelo meu corpo, ele beijou minha testa, a ponta do meu nariz, meus lábios mas sem se aprofundar só um selinho, meu queixo e eu sorri. Ele sorriu pra mim e continuou a me beijar meu pescoço, meu colo, meus seios, abaixo dos meus seios, minha barriga, meu ventre, a parte interna da minha coxa, minha perna, a outra, eu suspirava fundo tentando não perder o controle. Ele passou as mãos por cada canto do meu corpo e em seguida beijava, sim CADA PARTE DO MEU CORPO todo ele, não deixando nenhum pedaçinho pra trás.

Eu puxei o cabelo dele, e ele refez o caminho dos beijos ao meus lábios.

_Você pediu pra mim fazer amor com você e é o que eu estou fazendo minha menina e to adorando.

_Eu t... Também._ eu disse ou tentei quando os dedos dele encontraram minha intimidade._Por favor.

Ele sorriu doce pra mim, como era possível?

Ele me pegou no colo e finalmente estava dentro de mim e eu me senti terrivelmente, enquanto ele beijava meu pescoço e eu arranhava sua nuca e mordia seu ombro, tentando não gritar, mas por Deus eu amava ser dele, amo isso no momento mais do que qualquer coisa.


Estávamos deitados na banheira Joe estava massageando seus ombros, e eu deixei minha cabeça cair em seu peito Joe beijou meu rosto de maneira carinhosa.

_Obrigada!_eu disse a ele sorrindo, eu estava cansada e meus olhos quase fecharam.

_É só uma massagem_ele disse me acariciando meu rosto com o seu.

_É muito mais do que isso.

Eu segurei a mão dele entrelaçando nossos dedos.

_Vamos pra cama?_ele perguntou baixinho no meu ouvido me fazendo arrepiar

_Não quero dormir na mesma cama que você dorme com a Vanessa.

_Não dormimos juntos_Joe disse se levantando ele pegou uma toalha e se cobriu e logo em seguida pegou outra, ele segurou minha mão e me tirou da banheira e me secou ele saiu me deixando sentada na pia enorme do banheiro_Já volto menina.

Eu não disse nada, apenas sorri pra ele ainda enrolada na toalha. Ele voltou me trazendo uma camiseta dele e uma calcinha vermelha, que por sinal é minha e um secador de cabelo.

Ele me ajudou a colocar a calcinha e a camiseta. Eu ri e ele beijou meu nariz de maneira fofa e ligou o secador jogando vento no meu rosto antes de começar a secar meu cabelo, ele secou quase todo o meu cabelo.

_Chega, eu to com sono, já esta bom.

_Não quero que fique doente minha  menina.

_Não vou ficar meu amor, juro.

Ele me deu um selinho e desligou o secador.

_Vem._ele me pegou no colo e beijou meu rosto me levando pra cama, ele me ajeitou  na cama dele e se deitou ao meu lado me puxando para seus braços me fazendo deitar em seu peito._Durma bem  minha menina, amanha tudo vai estar melhor.

Eu me ajeitei em seus braços depois de beijar seu peito e quase fechando os olhos_ Você já fez tudo ficar melhor, você faz as coisas ficarem melhores pra mim.

 A última coisa que senti antes de dormir foi um beijo no topo da minha cabeça.









terça-feira, 29 de julho de 2014

I'm a Sweet Disaster Capitulo 15


Minha pergunta é: Por que essa diaba esta com uma colher no cabelo???

"Eu costumava ser tão durão nunca realmente me entregava, e então você me chamou a atenção me dando a sensação de ser atingido por um raio..."

Eu desci as escadas como uma pessoa normal dessa vez de braços dados com a Selena eu estava um pouco nervosa com tudo,  mas ia tentar esquecer aproveitando que Vanessa só voltaria amanha e eu poderia ( depois que Perssons for embora) ficar com o Joe pelo resto da noite. 

Joe estava na sala sozinho e Selena saiu dizendo que tinha que ir a cozinha arrumar algumas coisa e bla bla bla, desculpa pra deixar a gente sozinho.

_Você esta linda menina._ eu menei a cabeça como quem não quer nada me fazendo de burra_ Vem aqui.

Eu prontamente fui e ele me puxou para seu colo me beijando._ Hey estamos na sala, alguém pode ver!

_E dai? 

_Você vai se casar em duas semanas?

_Pode esquecer isso por uma noite?

_Como?_escapou, mas foda-se já foi fazer o que?_ Joe, não podemos esquecer isso nem por um  minuto.

_Podemos sim ou vai me dizer que estava pensando na Vanessa enquanto vazia amor comigo? Sabe isso seria estranho.

_Ah cala a boca Joseph!_ eu o beijei_ é claro que eu estava pensando em você, ou não estava pensando em nada, você é bom no que faz, sabe?

Ele riu voltando a me beijar_ Se você diz, então eu sou bom no que faço.

_Ah querido não seja modesto eu sei disso melhor que você amor.

Ele me beijou de novo, e ficamos no sofá da sala nos beijando entre carinhos e risos até que eu me lembrei de uma coisa e bati em seu braço.

_Ai o que foi que eu fiz?_ ele riu

_Vc sabia que o meu pescoço esta roxo? Minha barriga? Minhas pernas? Você é um bruto!

_Sério? _ele me colocou sentada no sofá e jogou meu cabelo pra trás analisando meu pescoço, ergueu minha blusa e passou a mão pelos roxos ali_ Isso está doendo? Eu te machuquei? Me desculpa eu não sabia que estava te machucando, devia ter me dito, me desculpa Demi.

_Hei hei_ eu segurei seu rosto entre minhas mãos e o enchi de beijos_ Eu estava brincando você não me machucou Joe, isso não dói e você não é um bruto. E eu gosto desses roxos pra ser sincera, não precisa se desculpar nem se desesperar amor, sério.

_Eu machuquei você desculpa.

_Joseph Jonas você não me machucou foram só alguns roxos só isso e eu já disse que não foi nada e eu até gostei, já que é pra ficar com marcas roxas que sejam as que você deixa, e não quero mais uma palavra sobre isso ouviu?

_Tudo bem, mas eu ainda acho que..._ eu o beijei o interrompendo-o _Já entendi minha menina.

_Ótimo, por que se da próxima vez você vir com cuidado excessivo sobre mim e o meu corpo eu te dou n cara e te mando virar homem entendeu?

_Não sou homem pra você?_ ele perguntou rindo _Isso me ofende!

_É claro que você é homem pra mim_eu revirei os olhos_ Me ofende que não pense assim.

Ele ainda estava no chão me olhando e eu joguei meus braços em volta de seu pescoço beijando-o_ Sabe Joseph eu não acredito que estou dizendo isso, mas gosto que você me deixe marcada só evite o meu pescoço é difícil de esconder, sabe?

_Tudo bem_ ele me pegou no colo ainda me beijando _Mas, sabe seu pescoço é perfeito.

_Ah querido sejamos sinceros o que em mim não é perfeito?

Ele voltou a me beijar rindo e a campainha tocou eu revirei os olhos isso só pode ta virando rotina do povo! Joe me colocou no chão e devagar parou os beijos com selinhos e enquanto ele ia abrir a porta eu tentava me recuperar e me sentei com as pernas cruzadas.

Perssons entrou logo atrás de Joe e não notou minha presença enquanto fazia alguma piada que eu particularmente não me interessei nem um pouco. Joe olhou pra mim por cima do ombro de maneira cuidadosa e eu sorri pra ele.

_Onde esta sua doce esposa?_Perssons perguntou

_Ela esta em uma cidade vizinha cuidando de uma amiga e onde esta a sua esposa?_ Joe enfatizou o "sua"

_Meu amigo você vai perceber que depois de um tempo é bom ficar um tempo sozinho entende?

_Mas, achei que você estivessem casados há menos de um ano!_ Joe disse rindo.

_Ah você sabe amigo mulheres.

_Sim._Joe riu e Persson se virou e me viu me analisou de cima a baixo, e realmente agradeci por ter escolhido calças e blazer_ Lembra-se da minha cunhada?

_Como esquecer dessa bela garota? Como esta querida?

_Muito bem obrigada Sr. Perssons.

_Sempre bem educada, reconsiderou minha ideia de trabalhar pra mim?

_Não, não reconsiderei e assim que minha irmã se casar volto pra Nova Iorque terminar meu curso de artes, mas obrigada pela proposta.

_Deveria reconsiderar querida, artes não leva as pessoas muito longe.

_Realmente artes pode não levar as pessoas muito longe, mas  irá me levar até onde eu quero_eu disse seca_Mas, caso não consiga meu cunhado me ofereceu trabalho qualquer coisa reconsidero a proposta dele, mas tenho certeza que eu não vou precisar de nenhuma das duas.

_Garota decidida!_ Perssons disse vindo me cumprimentar eu realmente não gosto da maneira que ele me olha como se fosse me devorar por favor, ele beijou minha mão_Sempre muito linda.

_Obrigada_eu disse ficando de pé e Joe logo estava do meu lado me sentia melhor_Então eu acho que vocês tem um assunto de trabalho pra resolver, eu vou ver a Selena na cozinha cunhadinho.

_Tudo bem menina.

Fui pra cozinha e fiquei um tempo com as meninas até Patrick chegar para o jantar e minha mãe tambémm não tenho falado com ela desde o dia que ela fez de conta que  não sabia que Vanessa tinha me mandado embora, mas mãe é mãe você não consegue ficar sem ela.

Ignorei mãe, Patrick, Perssons e qualquer que não fosse o Joe durante quase todo o jantar, fiz de conta que não entendia enquanto eles falavam de negócios e claramente Patrick e Perssons estavam tentando enrolar Joe com alguma negociação , olhei para Joe ele parecia entender o que estava acontecendo e decidiu por um fim na conversa.

_Bem, se quiser deixe o contrato e eu analisarei com os meus advogados se eu achar a proposta satisfatória penso no assunto sobre uma aliança com você Perssons, mas no momento não estou interessado.

Eu ri bebendo um gole do meu vinho achando graça de tudo. O jantar não foi assim tão difícil como pensei e isso era bom, muito bom na verdade e isso era realmente prazeroso não dar atenção a nenhum deles e apenas observar o Joe, os olhos dele são tão expressivos cheios de uma alegria que parece contida, ele é bonito, um homem atraente de qualquer tipo de lado, mas ele tinha algo escondido no olhar dele  algo que eu gostaria de saber. Talvez, apenas preocupação por tudo que iria acontecer e pelo que estava acontecendo.

Eu fui para a varanda ficar um tempo sozinha eu tive uma boa tarde, mas agora minha cabeça estava cheia demais precisava de um pouco de ar, fiquei um tempo sozinha ali respirando e observando a noite maravilhosa que estava, o clima estava bom e a noite tão cheias de estrelas que quase parecia um desenho.

Pensei no Joe e na maneira que ele me fazia sentir, e de como ele me convencia de que as coisas ficaria m bem fácil. lembrei dos beijos dele, dos carinhos, do jeito como os olhos dele me admiravam com carinho, e me peguei olhando pro céu desejando que ele estivesse aqui comigo, nem que fosse só para ficar do meu lado, ou o ouvir falar de trabalho tava topando qualquer coisa pra ter ele do meu lado.

Mais alguns minutos se passaram e eu estava me sentindo mais leve, por alguma razão eu estava me sentindo diferente nas últimas duas  horas acho que os olhares de Perssons em cima de mim, me deixaram assim, e também a conversa dele com Patrick no jantar, ele devia ser da mesma laia que o Patrick:Não valia a propria merda.

Senti alguém segurar minha cintura pelas costas de início pensei que podia ser o Joe, mas não era o mesmo perfume. Algo estava errado eu me virei pra trás assustada.

_O que esta fazendo?_eu perguntei assustada.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Fabíola e Leticia muito obrigado mesmo menonas!!!

A Fabi me deu uma ideia então essa semana eu vou tentar fazer uma maratona!!!!!
Eu acho que to inspirada e cheia de ideia então que tal aproveitarmos né?

Lele e Fabi amo vocês!!!!

I'm a Sweet Disaster Capítulo 14

To apaixonada por essa foto, por esse homem, por esse sorriso, I'm just in love!!!

"Por que nós pertencemos um ao outro agora, de alguma forma unido aqui pra sempre, você tem um pedaço de mim, e honestamente minha vida seria um saco sem você!" 


_Ué você não disse que estava com sono e ia dormir?_Selena me perguntou estranhando me ver na cozinha.

_Eu tomei um banho e o sono foi embora_dei de ombros _Mas, fiquei com fome. Acharam Joseph?

_Sim ele apareceu do nada na sala_ Selena disse rindo_ Eu levei um susto!

Eu ri junto com ela_ Gente tem alguma coisa pra comer eu to morrendo de fome!

_Morrendo de fome?_Joe disse parado na porta_

_Sim, cunhadinho morrendo de fome_eu disse inda verificar a geladeira, não queria ficar muito tempo olhando pra esse homem poderia não ser bom para minha sanidade mental_ Lu me ajuda diz que tem algo pra comer aqui por favor!

Lu estava rindo_Senta lá Demi que eu te sirvo_ eu a abracei

_Você é a melhor Lu.

_E eu?_Selena disse fazendo biquinho

_Selena eu já disse para não me provocar que eu te beijo._eu gargalhei

_Ai você ainda não esqueceu isso?_ Selena disse rindo_O Joe a Demi quer me beijar?

_O que eu posso fazer Selly?_ele disse me olhando e eu olhei para o chão, para o lado, para a parede_ Lu também vou querer comer.

_Sim Joe._ela sorriu pra ele  e ficou vermelha eu revirei os olhos será que eu também parecia tão idiota perto dele?

Lu nos serviu bolo de chocolate com calda de limão e suco de maracujá. Estava deliciosa, diga-se de passagem e nós quatro estávamos rindo e conversando.

_Meninas_ por um momento quase respondi achando que ele falava comigo, mas ele olhava pra Lu e Selly _ Perssons virá jantar aqui, sei que não gostam das visitas dele, acho que não só vocês, mas é negócios desculpem. Fiquem o menor tempo possível perto dele Ok? E vou mandar o Jerry ajudar a servir, então se eu não perceber algo ele perceberá e coloco Perssons pra fora Ok?

_Ok_Lu e Selena responderam eu só conseguia olhar pra ele maravilhada pra ele, ele era tão gentil com todos e se preocupava. era lindo em mais maneiras do que os olhos podem ver _Joe muito obrigada pela preocupação.

_E an... Selena? 

_Sim.

_David virá junto caso você se interesse,_Joe disse com um sorriso de que sabe demais 

_Sério? Quer dizer ta.

Eu ri alto e Selena me olhou feio._ Você ficou trancada o dia todo Demetria, quer me explicar por que?

_Por que eu quis? Por que eu posso? _eu ri convencida jogando minha cabeça pro lado_Ah vamos Selena não fique brava lindinha.

_Que seja... Você não devia ficar perto de Persons de short e..._Ela parou me olhando e semicerrou os olhos _Vem vou te ajudar a colocar uma roupa que mostre menos o seu corpo.

_Nossa gente! Ele é um criminoso sexual ou algo do tipo?

_É melhor ir com ela menina_Joe disse sério_Ele não é um criminoso sexual, mas não esta longe disso.

_Tudo bem_ eu dei de ombros e segui com a Selena para o meu quarto_Quem é David?

_Que droga de roxo é esse no seu pescoço Demetria?_ela quase gritou entrando no meu quarto_ Mas bagunça nesse quarto?

_Eu disse que tava com sono._dei de ombros

_Demetria você transou com o Joe?

_Não eu brinquei de casinha Selena o que acha?_eu revirei os olhos por que diabos ela estava tão brava.

_Olha Demi eu te amo de verdade, mas eu já avisei pra não machucar o Joe. Demi ele é um pouco diferente, ele não parece, mas ele é sensível Demi.

_Eu percebi ele é tão carinhoso e gentil, sempre sabe o que dizer... Ele é maravilhoso!

Eu disse quase sonhadora, me sentando na cama, mas ainda bem que eu não suspirei se não seria muito clichê para uma pessoa só. 

_Demi você não sabe o que o casamento do Joe com a Vanessa implica, pode ser perigoso....

_Na verdade eu sei bem Selena Joe me contou

_Ele o que?

_Ele me contou Patrick resumindo é um filho da puta falido e Denise esta doente ele precisa se casar e ficar casado com a Vanessa por um ano, então ele recupera a empresa do pai dele, salva a Vanessa, e consegue o dinheiro para o tratamento experimental para a doença rara que a De tem.

_Uau!_Selena se sentou ao meu lado_E o que vamos fazer?

_Como assim? Não podemos fazer Joe e Vanessa se casarem, ficou maluca?

_Eu não estava falando disso!_Selena disse me olhando rindo_ Eu estava falando do roxo que ele deixou no seu pescoço.

Eu ri alto me jogando na cama_Sim, eu não havia percebido que tinha um roxo no meu pescoço, se você soubesse onde mais tem roxo no meu corpo!_ Selena se jogou na cama ao meu lado rindo_ Meu colo, meu seio, minha barriga, minhas pernas... Sabe ele é muito bom no que faz.

_A julgar pelo outro roxo aqui_ela passou a mão um pouco acima do meu colo_ Eu não tenho duvida alguma disso. 

Ficamos conversando por um longo tempo, até que me arrumei e tapei todos os roxos visíveis no pescoço e coloquei alguns colares.

Calça preta rasgada, camiseta do Ramones, blazer, salto alto, colares e pulseiras e deixei meu cabelo solto. Selena estava ainda sentada na minha cama agora acompanhada da Cyrus que não sabia de mim e Joe não por mim.

_Oi My_ eu a abracei_ Vai ficar pro jantar?

_Junto com o Perssons? Não obrigada.

_Nossa, realmente ninguém gosta dele.

_E você também não deveria gostar Demi.._

_Não gosto meninas é que todos vocês parecem realmente odiar ele, e me pergunto se um pouco não é exagero.

_Pode até ser exagero, mas Perssons não é confiável_Miley me alertou.

_Eu sei, Joe me avisou._eu disse dando de ombros, Miley me olhou com um meio sorriso_ O que foi? Ele me disse, e disse pra Selena , pra Lu em fim sem grandes novidades a respeito disso.

_Tudo bem, não falei nada... Eu vim aqui fazer fofoca, mas Demi o Joe não pode saber!_ Miley disse sorrindo sapeca

_Ta bom, vai fala de uma vez garota!!!

_Lembram que a Dani tava passando mal? Então meninas ela esta grávida!

_Uau isso sim é coisa boa!_eu disse feliz por ela

_Que maravilha mais um bebe na familia Jonas eu to tão feliz, quando os outros descobrirem isso vai virar uma grande festa!!

_Imagina se é uma menina?

_Coitadinha vai sofrer nessa família cheia de homens!_Eu disse já imaginando os ciúmes em cima da princesinha Jonas!

_Sim todos os homens dessa família são um poço de ciúmes!_Selena e Miely cairam na gargalhada_Demi onde esta sua mãe e Patrick?_ Miley pergutou_Eu não os vi hoje. 

_ Não faço ideia My e não quero saber querida, estou magoada com minha mãe e não sou nenhum pouco fã daquele porco velho do Patrick.

_Que seja_Miley deu de ombros tenho que voltar antes que o Nick perceba que não estou em casa e ah nem ele sabe que a Dani esta grávida, então cuidado com esses línguas.

_Ah sim por que fomos nós que fugimos dos nossos maridos pra falar da vida dos outros certo?

_Ah calada Demetria_Miley riu _ Cuidado as duas com o Perssons e e beijos meninas.

_E ai quem é David?_ eu perguntei quando Miley saiu do quarto.

_O filho do Perssons. ele é advogado tem lindos olhos azuis é gentil e educado, e muito bonito. Conversamos algumas vezes e sempre nos divertimos, mas nunca passa de conversas o que é realmente uma pena, acho que gosto dele.

_Confia tanto assim no Joe para contar a ele sobre por quem esta apaixonada?

_Por que não confiaria? Ele é maravilhoso achei que soubesse disso.

_A cada dia descubro mais Selly, mas tenho medo de me machucar isso não vai acabar bem.

_Talvez...

_Não existe talvez Sel ele vai se casar com outra, talvez aprenda a amar Vanessa de verdade, se apaixone sabe que não posso exigir que ele a deixe. E mesmo que algo entre nós realmente aconteça sempre serei a amante, a outra e sabe não é um dos melhores títulos e creio que esteja caindo em uma espécie de prisão de amor, e é perigoso, não quero me apaixonar... Não posso me apaixonar por ele.

_Não acha que talvez, agora seja tarde?

_Sinceramente? Não sei. Eu... Eu não sei Selena,e o pior é que ele não tem como ser meu de verdade sabe? Só uma parte. E talvez eu queira ele todo pra mim... Ai onde eu m enfiei Sel?

_Atualmente? No coração do Joe, acredite Demi ele vai cuidar bem de você.

_Você tem tanta fé nele!

_Eu o conheço Demi, e aos pouco você também conhecerá ele é como você: Se abre aos poucos, devagar, mas quando ama e confia em alguém é a melhor pessoa do mundo, Joe não tem maldade, ele não vê maldade. Como você linda! 

Eu sorri pra ela então eu teria mais fé no Joe. 

_Confie um pouco mais Demi, em você e no destino, e se não gostar do caminho em que o destino esta, refaça-o, só você tem poder pra isso.

Eu sabia disso, mas essa era uma confusão muito grande e na verdade essa não era nem o começo. Imagine se eu me apaixono por ele? Imagina se eu chego a amar esse homem?

 Isso sim seria um desastre. Mas Joe é uma pessoa fácil de amar e querer por perto, fácil de se apaixonar, fácil de querer o bem, fácil de tudo... Oh Deus eu estou tão ferrada!


domingo, 27 de julho de 2014

I'm a Sweet Disaster Capitulo 13


"Você me acorrentou ao seu amor, mas eu não mudaria esse amor, não eu não mudaria esse amor. Eu tentei quebrar as correntes, mas as correntes apenas me quebram."


Enquanto Joe me beijava eu simplesmente não podia pensar, ele nunca havia me beijado dessa forma, era quase desesperado e sentir o peso do corpo dele sobre o meu me fazia gemer. Eu tinha lá minhas fantasias com ele e bem essa era a hora de torná-las realidade antes que ele se arrependesse e se afastasse. O puxei ainda mais pra mim, passando minhas mãos por baixo da sua camiseta feliz por ele estar aqui. 

Joe apertou minha cintura com ainda mais força me colocando um pouco mais pra cima do colchão e seu corpo ainda mais perto do meu, ele beijou meu pescoço, descendo pro meu colo, sua mão apertava minha perna por dentro do vestido que eu usava. Ele encaixou nossos corpos de maneiras que nossa intimidade se tocavam e eu gemi só com o toque.

Joe abriu a parte de cima do meu vestido o tirando por algum motivo com calma, o que me deixava ainda mais excitada e isso era tão bom, me  mexi embaixo dele querendo que ele tirasse de uma vez essa droga de vestido, que nunca odiei tanto na vida como agora. Enquanto ele tirava meu vestido ia beijando meu corpo, chupando e lambendo por que isso é tão excitante? Meu corpo parecia em chamas. 

Ele puxou meu vestido e me levantei um pouco para ele tirar e eu estava agora só de calcinha, sendo analisada por Joe que sorria de um jeito nada inocente o que devo acrescentar que eu gostei, ele parecia ainda mais sexy do que o normal.

_Você é tão linda._ ele disse ainda me analisando sem me tocar e mantendo o sorriso que me dava ideias e imagens pecaminosas

_Isso é injusto!_ eu disse me levantando um pouco brincando com a camiseta dele_ Quero ver seu corpo.

_Prefiro o seu_ ele disse me puxando pela cintura pra cima dele chupando meu pescoço e eu gemi com contato ainda mais próximo do corpo dele_ Você é perfeita Demi.

Eu sorri o abraçando pelas costas, arranhando sua nuca, e beijando seu pescoço. Ele estremeceu com meu toque e eu aproveitei que ele se distraiu por um segundo e o joguei na cama ficando em cima dele e sorri, pra ele. Joe passava a mão na minha perna e apertava, subindo pra minha coxa, pra minha bunda.

Eu fechei os olhos mordendo meu lábios pra não gemer, e em seguida o beijei me deitando sobre ele. eu parecia uma louca, mas não me importava eu quero isso desde a primeira vez que ele me beijou me pegando no colo. Puxei sua camiseta passando a mão por seu corpo e me afastei dele penas para tirá-la e voltei a beijá-lo, com ainda mais intensidade agora que podia sentir o corpo perfeito dele abaixo do meu, me sentia tão poderosa e linda dessa forma que nesse momento me sentia extremamente feliz, como nunca me senti antes. 

Acho que gosto de ser dele.

Eu, nós precisávamos de ar, desci meus beijos para seu pescoço, seu corpo também passado a mão por todo ele e ergui a cabeça sorrindo pra ele. Ele estava tão excitado como eu e só por saber disso me sentia a mulher mais foda do mundo. Eu abri o seu cinto, e ele me ajudou  tirar a calça dele. Me sentei em cima dele arranhando seu peitoral.

_Você é lindo_ beijei seu pescoço mordendo de leve e nós dois estremecemos_ Mas, preciso de você Joe, quero você, por favor..._ eu disse com a voz arrastada de desejo e Joe fechou os olhos me apertando ainda mais forte, provavelmente eu teria muitos roxos pelo meu corpo, mas eu não importo com isso, eu o quero. 

_Eu também a quero minha menina._ e antes que eu pudesse perceber ele me jogou de volta na cama, foi tão rápido que fiquei sem fôlego, ele me beijou e eu fechei os olhos o agarrando desesperada por ele, e sentir o corpo dele tão quente quanto o meu, reagindo aos meus toques era quase enlouquecedor eu precisava dele.

Estranhei quando ele diminui o ritmo dos beijos e das carícias e se afastando de mim, eu gemi inconformada e indignada.

_Oh o que foi agora?_ eu falei mais irritada do que pretendia

Ele riu baixo e mordeu meu pescoço_ Camisinha minha linda._ele sussurrou no meu ouvido, e mordendo minha orelha em seguida eu sorri. Eu tentei me acalmar um pouco, mas meu coração e meu corpo não colaboravam comigo e nem mesmo Joe. 

Ainda de olhos fechados Joe voltou a me beijar e a louca desesperada voltou o agarrando, arranhando-o. Joe me beijou de um jeito calmo e doce e me penetrou calmo, mas não devagar e nem muito cuidadoso.

Se eu morresse agora, morreria extremamente feliz! E eu nem sabia  que ainda tinha voz pra alguma coisa, mas eu ainda gemia e quase gritei, me agarrei a ele arranhando suas costas. Ele apertou minha cintura com ainda mais força, e eu o beijei tentando abafar um gemido ou um grito, fosse o que fosse. Eu não podia aguentar mais, e Joe também não ajudava me beijando e me mordendo e me chupando.

Era tão bom, tudo isso. Esse com certeza foi o melhor sexo da minha vida, nunca senti tanto prazer e ninguém nunca me fez sentir assim, isso sim era sexo de verdade. Eu fui obrigada a morder o ombro dele, eu já não podia mais aguentar isso, e Joe sussurrava meu nome no meu ouvido, e me puxava tanto pra ele, ele também não poderia aguentar muito mais e eu o beijei novamente arranhando sua nuca, eu estou viciada nisso...



Minha respiração ainda estava descontrolada, meu coração descompassado e meu corpo ainda estava quente. Joe estava deitado em cima de mim acariciando minha cintura, e eu acariciava seus cabelos e suas costas, que tinham alguns arranhões, e manchas vermelhas e eu ri baixinho o abraçando. Estava cansada, mas muito muito feliz e satisfeita.

_Acho que gosto de ser sua menina._ eu confessei baixinho perto do seu rosto, ele beijou meu seio e eu ri_ Hey safado! _ele riu alto da minha falsa indignação_ Isso não foi nada romântico, desaprovei isso.

_Não, não desaprovou não_ele beijou o outro seio e eu estremeci e me arrepiei em baixo dele_ Viu? Você gosta!

Eu revirei os olhos e neguei com a cabeça_ Se você acha isso!_ eu fiz de conta que não importava

E ele riu beijando um dos meus seios, mordiscando e acariciando o outro.

_Oh Deus!_ eu gemi já me contorcendo embaixo dele_ Eu nem me recuperei direito Joseph.

Ele sorriu sem me olhar_ ótimo ele disse, voltando atenção aos meus seios.

E antes que eu pudesse entender o que estava acontecendo, eu já estava novamente sendo preenchida por ele, e essa é uma sensação particularmente ótima, maravilhosa e perfeita. Nesse momento pensei que eu deveria ser a pessoa mais sortuda do mundo sendo a mulher que dá prazer ao Joe, e a musica da Beyoncé ecoou na minha cabeça. Sim, eu gosto de sexo, na verdade eu acabo de descobrir que amo sexo! Pensei.


Já era quase três horas da tarde e eu estava deitada nos braços do Joe enquanto ele acariciava minhas costas, eu havia cochilado um pouco estava um tanto cansada, mas nada demais se Joe quisesse estaria pronta de novo.

_Menina?_ele chamou baixinho

_Sim_ eu disse o abraçando ainda mais.

_Pensei que ainda estava dormindo._ele disse e eu olhei pra ele_ Você esta bem?

Eu sorri pra ele, um pouco envergonhada _ Eu estou bem, estou ótima, maravilhosa, perfeita, incrível, e eu já disse bem?

Ele riu me beijando_ Que bom, eu também me sinto assim._ ele disse beijando minha testa de forma tão carinhosa que quase me derreti_ E eu também gosto que você seja a minha menina.

_Ah então você ouviu?_eu escondi meu rosto em seu pescoço.

_É claro que eu ouvi_ele ergueu meu rosto e beijou meu nariz_ E eu gostei de ouvir isso, apesar de eu já sabia disso amor._ ele disse beijando meu nariz novamente.

Ele me chamou de amor?

_Você me chamou de amor?_eu disse tentando evitar o sorriso enquanto olhava pra ele_ Eu gostei disso.

_Mas, eu ainda vou chamá-la de menina, minha menina.

_Ok então, sua menina_eu lhe dei um selinho_ Meu amor.

_Estamos bem assim._eu ri concordando com a cabeça nos beijamos, um daqueles beijos que te falta o ar e as suas perns tremem sabe? ( Não sabe? Que horror!), mas alguém bateu na porta, nos assustamos, mas eu estava mais preocupada do que o Joe_ Quando entrei tranquei a porta._ele disse dando de ombros.

_Então você planejou tudo isso?_eu disse fingindo estar indignada e lhe dei um tapa_Que horror Joseph!_ eu estava sussurrando e ele ria.

_Não, não planejei, mas foi muito bom devo acrescentar._ele riu.

_Demi?_Selena chamou do outro lado_ Demi?

Joe me deixou abraçada a ele fazendo carinho no meu braço_ Sim, Selena?

_Você esta bem?_ela perguntou

_Sim.

_Então por que eu estou gritando no corredor pra poder falar com  você?

_Por que eu estou com sono?_eu tentava não rir enquanto Joe beijava minha barriga.

_Pode dizer pra ela voltar depois?_Joe sussurrou mordendo minha barriga

_Ai!_ eu disse rindo e ele me beijou pra mim não gritar ou rir demais_ Selena, eu estou com muito sono, posso falar com você outra hora?

Eu disse enquanto Joe me puxava para cima dele e me beijava, rindo_Sono?

Eu ri dando de ombros.

_Tudo bem, mas você viu o Joseph hoje?

Ele me olhou com uma carinha fofa, como se tivesse ouvido algo muito estranho.

_Só o vi de manha. Por que Sel?_ ele mordeu meu ombro rindo 

_É que Paul esta procurando ele, mas não acha em lugar algum e não atende ao celular.

Eu olhei agora preocupada, e se algo aconteceu com a mãe dele? Me levantei e puxei o lençol quase derrubando o Joe e me enrolei indo até a porta, mas não a abri.

_Sabe se aconteceu algo Sel?_ eu estava apreensiva e Joe havia se sentado na cama e estava me olhando.

_Nada grave pelo que pude entender, apenas o Sr. Perssons querendo tratar de negócios ele virá jantar aqui...Demi?

Uma onda de alívio me percorreu e pude ver que em Joe também.

_Fala Sel

_Por que você não abre a porta pra conversamos como pessoas normais?

_Desculpa Sel, eu vou dormir. Deviam procurar o Joe na parte de trás do jardim ele gosta de ficar lá, ás vezes.

_Como sabe disso?_ Selena perguntou e Joe arqueou as sobrancelhas com a mesma pergunta muda.

_Eu presto atenção._ disse dando de ombros.

_Sim, mais no Joe do que em qualquer outra pessoa, não?

_Ah cale a boca Selly._eu revirei os olhos_A minha janela da pro jardim.

_Tudo bem, eu vou fingir que não sei que esta apaixonada...

_Selena você não tem nada pra fazer nessa droga de casa?

_Ta ta_ela gargalhava_ To indo, se eu achar o Joe te aviso.

Eu ouvi enquanto Selena sai gargalhando.

_Apaixonada por quem?_ Joe me olhou e eu fui até ele deixando o lençol cair e me sentando em seu colo, ele me abraçou me beijando_Seria por mim?

_Não vai atrás da Selena ela é maluca você já deveria saber.

_Uhum_ele me beijou de novo me colocando na cama._E u pretendia ficar o dia todo aqui fazendo amor com você trancado nesse quarto, mas preciso ir ver meu pai minha menina.

_Tudo bem_acariciei seus cabelos_Mas, não gosto de Perssons, tem problema de eu ficar aqui nesse jantar?

_Demi ninguém gosta de Perssons, mas você não pode se esconder dele e nem de ninguém, você é mais forte do que isso.

Ele disso alisando minha barriga e beijando meu rosto.

_Tudo bem_eu disse derrotada fazendo carinho nas suas costas. Ele me deu um selinho, e outro  e mais outro e então me beijou de verdade.

_Eu tenho que ir menina._ele beijou minha testa e começou a se vestir eu observei me tapando com o lençol, era realmente uma bela visão, ele era um homem lindo_Algum problema?_ ele perguntou divertido enquanto terminar de fechar o cinto da calça.

_Sim você esta cometendo um pecado escondendo esse corpo._ele riu vestindo a camiseta e veio me beijar._Ainda é um pecado.

_Isso é um pecado_ele disse segurando o lençol que escondida meu corpo_Mas, tudo bem.

Ele me beijou e quando percebi ele já tinha arrancado o lençol e ria feito criança jogando a cabeça pra trás e eu fui obrigada a rir junto com ele. Ele saiu do meu quarto me mandando um beijo ainda rindo.

_IDIOTA!_Eu gritei rindo me jogando na cama estava feliz. 

Suspirei fechando os olhos deitada de bruços me agarrando ao travesseiro.

_E menina?_ Joseph disse com a cabeça dentro do meu quarto_ Vá comer alguma coisa, e não é uma brincadeira.

_Ta bom papai_eu disse debochando fazendo graça.

_É sério Demi!_Joe disse e seu tom de voz era preocupado.

_Tudo bem meu amor_eu disse doce sem olhá-lo, mas eu estava sorrindo

_E a propósito é uma bela visão do seu corpo, menina.

_Ah Joe!_eu disse rindo, mas ainda não o olhei _Você não tem que fazer alguma coisa séria?

_Tudo bem querida. Vá comer.

_Vou sim.

E ele saiu. E eu fiquei rindo boba, sozinha feliz, feliz por tudo com Joe, feliz com meu próprio corpo. Eu estava feliz.

Tomei um banho depois de ficar um tempo deitada me lembrando da tarde maravilhosa que tive com o Joe, ele é tão carinhoso, tão gentíl, tão fofo, tão atencioso, tão perfeito...

Me olhei no espelho antes de siar para comer, o que eu devia esperar desse jantar com Perssons? Eu sei que Joe vai cuidar de mim, mas Perssons pelo que sei não é alguém confiável, fiquei um tanto apreensiva, mas nada que tirasse minha felicidade. Eu estava feliz desci a escadaria correndo como sempre... Rindo feito criança. Incrível como quando a gente ta feliz até as coisas mais simples parecem mais belas, parecem melhores e fazem um bem tão grande aos olhos e ao coração, ser feliz nos salva!