sábado, 28 de junho de 2014

I'm a sweet disaster capitulo 4


" Apenas pare de se perguntar se nós fomos feitos para ser, esqueça o destino e apenas me abrace..." 


Acordei num dia lindo de sábado. Haveria hoje uma festa na casa do Jonas e eu estava planejando uma surpresa pra essa festa, já que foi planejada pela Vanessa e eu adoro surprende-la!

Eu me olhei no espelho novo colocado no quarto ontem a tarde aqui o pessoal é bem rápido. Não estava muito afim de tirar o meu pijama, então aproveitando o fato de que patriarcas da família Jonas, e minha mãe e Patrick haviam ido a uma viagem e se voltariam a noite desci assim mesmo. Talvez, eu ache alguma encrenca com a Vanessa por causa disso. E de quebra eu talvez consiga que meu cunhadinho me olhe por mais tempo.

 Desci correndo as escadas rindo eu adoro essas escadas. Lembro do Joseph falando pra mim ter cuidado pra não cair, ele é que devia ter tomar cuidado. Fica tentando me evitar desde o bendito beijo, acha que eu vou deixar assim fácil, ta muito enganado, e meu minúsculo pijama preto dava muito valor aos meus atributos naturais dado por Deus. Soltei meus cabelo que graças aos céus estavam de bom-humor hoje e me dirige até a sala de jatar pro café da manha. 

Já ta na hora de eu começar a bancar a Jane Bond e roubar o jogo dele.

_Bom dia!_ eu disse animadamente, mas meu querido cunhadinho não me olhou_ Onde esta a Selena?

_Voce deveria começar a deixar a Selena trabalhar de vez em quando Demetria... _Ele finalmente me olhou.

E eu sorri um pouco cínica pra ele_ Onde a Selena esta cunhadinho?

_Na cozinha Demetria._ eu sorri me sentando, acho que eu o deixei um pouco mal- humorado. Ponto pra mim, por que isso significa que ele gostou do que viu, mas não deveria gostar. Isso é divertido! _Espera ai... Vocês estão ouvindo isso?

_O que? _ Miley perguntou _ Você ficou maluca de vez?

_Vocês repararam que não houve nenhuma discussão essa manha?

_Vanessa foi resolver uns problemas_ Joseph respondeu e em seguida se levantou_ Eu vou fazer algumas ligações para o trabalho e Nick você precisa ir ao escritório antes do meio dia.

_Sim eu recebi o e-mail, vou sair daqui a pouco._ Nick respondeu.

_Olha aqui quando não tem discussão no café da manha, vocês falam de trabalho, é isso mesmo?_ eu ri passando a manteiga na torrada_ Vocês são esquisitos!

_É trabalho, trabalho, trabalho!_ Miley riu_ Mas, não posso reclamar... Você sabe, nunca falta dinheiro na nossa conta!_ ela gargalhou.

_Sabia que você era interesseira quando me casei com você_ Nick a olhou falsadamente decepcionado_ Mas tanto assim! Quer horror, minha princesa é uma bruxa!

Eu ri alto da cena, Nick parece quase um cachorrinho_ Vocês me dão nojo!_ eu joguei um pedaço de pão nos dois.

_E eu _Kevin se pronunciou _ Vou até o centro, parece que teremos outro contrato.

_Ah Kevin você não vai ficar em casa hoje a tarde?_ Dani perguntou manhosa.

_Desculpe querida.

_Bom, desculpe Dani, mas outro contrato é ótimo_ Joseph disse_ Mas seja o que for, vai ter que esperar até depois do casamento. Não suporto mais a Vanessa reclamando.

Meus ouvidos capitaram, uma certa irritação cruel na voz da meu cunhadinho.

_Nossa que amor!_ eu debochei.

Ele me ignorou. Nenhuma novidade.

_Joe querido_ Miley riu_ Ninguém mais suporta.

_Eu sei disso_ Joe revirou os olhos_ Mas, vai ficar tudo bem.

_Você quer dizer_ Dani se meteu_ TEM que ficar tudo bem!

_Eu vou indo_ ele revirou os olhos_ Preciso fazer essas ligações._ E então ele se retirou.

 Realmente havia algo muito errado nesse casamento. Não é a primeira vez que a família Jonas se refere a Vanessa e a esse casamento dessa forma. Preciso me manter atenta, já ia completar duas semanas nessa casa e tudo o que eu consegui foi uns amassos com o meu cunhadinho. Pra ser sincera isso foi realmente algo bom, valeu a pena. Mas, eu preciso mais do que isso pra dar um jeito de acabar esse casamento. 

 A menos que eu conseguisse outros amassos com o meu cunhadinho lindo e filmasse tudo, e o chantageasse com isso... Ou então quem sabe mostrar o video no jantar de ensaio do casamento. Seria épico!
 Mas, isso é algo pra se pensar mais tarde.

_Eu quero saber o que esta acontecendo?

_Como assim? _Dani e Miley perguntaram juntas.

_Esse casamento da Vanessa com o Joseph, o que tem por trás dele?

_Amor?_ Dani respondeu, mas pareceu mais uma pergunta.

_Me engana que eu gosto!_ eu dei uma risada_ Sim claro, o amor deles é como o meu pela Vanessa!

_Por aí... Quer dizer, eles estão apaixonados... Joe só esta estressado com o trabalho e a pressão do casamento... E a Vanessa dando chilique. Só isso!_Dani disse disfarçando e Miley ficou quieta.

_É Demi desencana.

_Uhum pode deixar, mas com eu disse antes, me enganem que eu gosto. E agora vou procurar a Selena preciso de uma ajudinha dela.

Eu me levantei dando as costas pra elas.

_O Demi?_ Miley me chamou

_Hum?_ eu respondi seguindo meu caminho

_Você tem uma bunda grande e é bonita, muito sexy!

Eu gargalhei e empinei a bunda pra ela, olhando-a sobre o ombro_ Eu sei minha bunda é gostosa!

_Querida_ Miley disse rindo encostada no ombro da Dani que também ria_ Você é toda sexy! Chega a ser injusto.

_Eu sou sexy e eu sei disso!_eu pisquei rindo e continuei meu caminho em direção a cozinha.

_Bom dia pra quem faz a melhor comida que eu já comi na vida!

_Bom dia Demi_ Mandy respondeu, eu já conhecia todos os empregados da família.

_O pessoal cadê a Selena?

_Estou aqui Demizinha_ ela me abraçou por trás colocando a cabeça no meu ombro e depois me olhou_ Uau que roupinha sexy Demetria!

_Você não é a única que acha!_ eu ri me virando pra ela_ Mas deixa pra lá... Preciso da sua ajuda.

_Sim, claro. Para que precisa de mim amor?

_Eu tenho uma surpresa pra festa de hoje _ eu ergui uma sobrancelha rindo.

_Que tipo de surpresa?_ ela perguntou desconfiada e curiosa.

_Se você souber disso agora, vou te colocar em encrenca_ eu disse baixinhho_ Mas, eu vou colocar você nos meus planos para que você possa ajudar... 

_Nem uma dica, de onde eu vou me enfiar?

_Do tipo sexy!

_Mas sexy do que essa roupinha?

_Definitivamente!

_Ok! Então eu participo dessa sua surpresinha que provavelmente será suja então...  _Ela deu de ombros.

_Sabe Sel eu acho que nós seremos grandes amigas pra sempre_ eu beijei o rosto dela_ Mas só depois que eu te dar um selinho_ ela riu_ É sério, mas não agora. Vamos.

_Pra onde? Eu é que não vou ficar em um quarto sozinha com você... Você quer me beijar!

_Sel querida, eu não quero te beijar eu vou te beijar, mas não hoje e muito menos agora_ eu ri da cara dela_ Vem eu vou te mostrar uma parte da surpresa.

Então arrastei a Selena até o meu quarto e tranquei a porta.

_Olha isso... 

_Meu Deus Demi, é lindo... Você não ta pensando em...?

_Não querida eu não to pensando eu vou fazer!

_Garota eu acho que te amo!

_Vai ser incrível! _ eu disse animada passando a mão sobre...

_Ta brincando? Vai ser épico! A Vanessa vai morrer... Aliás você vai chocar todo mundo... Você sabe fazer isso?

_Oh se sei! Ninguém mandou me deixarem sozinha em Nova Iorque, sabe você aprende qualquer coisa lá. Qualquer coisa mesmo!

_To ansiosa pra isso!

_Eu também!

                                                                      *****

 Depois do tempo que eu passei a tarde no quarto eu fui dar uma volta pela casa e fazer alguns ajustes pra nadar dar errado na minha surpresa para a noite.
 Passei pelo escritório do Joseph. 

Sozinhos?

Bati na porta e ele respondeu com um "entre".

_Oi, cunhadinho. Muito ocupado?_ perguntei me sentando na poltrona a frente da mesa dele.

_Pretende aparecer de pijama na festa de hoje a noite?

_Talvez. Acha que eu teria atenção de alguns belos homens?

_Tenho certeza que sim._ ele olhou pro meu colo e voltou a fixar os olhos no meu_ Mas, as mulheres olhariam mais?

_Você acha?_ eu perguntei cruzando meus braços sobre a mesa dele.

_Sim, eu acho._ ele se encostou na cadeira dele.

_Por quê? Posso saber?

_Porque elas teriam inveja de um corpo como o seu.

Eu sorri pra ele me levantando e então fui me sentar em seu colo, cruzando as pernas em cima dele.

_Estamos sozinhos... _Eu comentei.

_Não vai rolar Demi, de jeito nenhum.

_Ué por que não?

_Por que eu vou me casar com a sua irmã?

_E quem se importa?

_Eu? E você também deveria se importar.

_Eu? Faça- me rir Joseph, sabe que isso não significa nada pra mim, eu não me importo. Realmente. Me questiono a razão de você se importar.

_Eu vou me casar com a sua irmã!

_Isso não é desculpa pra tudo. E não me convenceu... _ Eu disse mordendo sua orelha, beijando seu pescoço, brincando com os botões da camisa dele_ Talvez se você dissesse "eu a amo, estou completamente apaixonado por ela e não quero magoa-la", talvez eu acreditasse. Talvez.

_Não preciso te convencer de nada. _ vi que ele não sabia o que fazer com as mãos, então eu as coloquei nas minhas pernas_ Demetria é sério, não me... Levante- se por favor e pare com tudo isso.

_Não quero._ eu brinquei com o cabelo dele, mordiscando sua orelha.

_Eu estou pedindo Demetria, para por favor.

_Já disse. Não quero.

_Demi você só esta fazendo isso por capricho, quer briga com a Vanessa. E eu não to a fim de ser uma peça pro seu joguinho com a Vanessa eu não vou participar. Procure oute coisa pra provocar a Vanessa, comigo não bonitnha.

_Bonitinha? Só isso?_ eu ri ele me tirou do colo dele me colocando no chão me olhado de cima a baixo_ Você não é um brinquedinho apesar, de muito bonito_ eu beijei o canto dos seus lábios_ Não estou pensando em te usar contra a Vanessa, não agora._ eu to pensando em te USAR_ E eu não quero outro Jospeh, quero você!

_Demetria, por favor. Nào vai rolar. Saia daqui.

_Não.

_Você é sempre tão teimosa?

_Quando eu quero algo? Sempre._eu o abracei pelo pescoço passando a ponta das minhas unhas pela sua nunca lhe dando um selinho._ Até o simples toque dos seus lábios me faz feliz Jonas... E você gosta não precisa negar, estamos sozinhos.

Joseph se soltou e se afastou de mim. O telefone dele tocou e eu ri. Salvo pelo gongo! Eu o abracei pelas costas.

_Até mais querido_ sussurrei no seu ouvido_ Estarei esperando quando resolver mudar de ideia.

Ele se virou pra mim, falando ao telefone e eu o abracei pela cintura.

_Sim._ ele disse se referindo ao telefone e eu beijei o seu pescoço, isso é bom gosto do perfume dele. Ele tirou uma mecha de cabelo do meu olho_ Sim eu estarei na festa, Aqui em casa..._ ele não tirou o olho de mim_ É hoje a noite, você será bem vindo.

Eu beijei seu queixo e sussurrei nos seus lábios_ Estarei esperando ansiosamente._ E lhe dei um selinho.

Sai do escritório dele rindo um pouco, bem isso pode ser tão divertido. Ainda mais divertido se ele cooperasse mais.

Algo me diz que essa noite pode ser muito interessante. E Joseph que não se decide uma hora aceita o meu carinho na outra nao, esse cara vai acabar me confundindo. E eu odeio ficar confusa.
 E eu espero conseguir mais alguns beijos... Correspondidos dessa vez!

Sai saltitando e cantando ansiosa.
Ia começar a minha surpresa. 
Tudo ou nada. Agora ou nunca, certo?




Nao sei se vou postar mais capitulos esse fim de semana... 
Fabi vc ta muito safadinha querendo ficar sozinha com a Dems ne??

Meninas obrigada pelos comentarios e por lerem as Fic.
E ah eu vou comecar a escrever uma mini Fic pra postar entre os capitulos de I'm a Sweet Disaster me digam o que acham...
Beijos meninas!!!



quarta-feira, 25 de junho de 2014

I'm a sweet disaster Capitulo 3

"Não vou descansar até você ser meu... Meu..."

Após aquela conversa nada esclarecedora entre Miley, Selena e eu, eu fiquei ainda mais curiosa pra saber o que tinha por trás daquele "casamento", e eu ia descobrir ou não me chamo Demetria Lovato. 

_Bom dia!_ eu disse observando a família grande ao redor da mesa eu sentia falta disso em NY_ Como estão todos?

_Bom dia_ responderam todos_ Estávamos todo bem até você aparecer Demetria._ Vanessa disse debochada.

_E então Dani, como esta se sentindo hoje?_ no dia anterior ela estava vomitando até as tripas fora, e sim ignorei o comentário bobo da Vanessa.

_A Demi eu estou me sentindo muito melhor!_ ela disse e parecia realmente radiante_ Conseguiu falar com Ryan?

_Sim graças a Deus!_ eu ri _ Já estava pensando que ele havia morrido!

Ryan era o meu melhor amigo. E sim gay. Aprendi muitas coisas legais com ele. Ele é realmente um amor de pessoa e tão doce e gentil conto com ele pra tudo. E nesse telefonema eu pedi um pequeno favor pra festa que Vanessa daria no sábado. Se me entendem eu preciso ser a irmãzinha bruxa e cruel de vez em quando. 

_Assim como meu irmão Jason?_ Vanessa disse_ Aquele que você matou sem querer?

Eu larguei a fatia do bolo que estava na minha mão, e olhei pra ela até quando ela iria me atacar com isso? Esse é realmente um assunto que me fere a alma dói tanto.

_Para de falar bobagens Vanessa!_ Joseph a repreendeu na frente de todos em alto e bom som eu o olhei surpresa, pelo visto ele falou sério_ Chega, deixa a garota ter uma vida sem você ficar a atacando a cada cinco minutos, seja uma mulher de verdade e deixe a droga do passado no passado!

Eu sorri pra mim. Alguém me defendeu. Eu não fiz isso sozinha, a sensação era nova, desconhecida e agradável.

_Joseph eu... _ Vanessa começou, mas ele a parou com a mão a sua frente

_Não me interessa, nos deixe ter um café da manha sem brigas e discussões ao menos um café da manha por favor.

_Bem já que o Joe comentou... _ Dani disse delicada_ Seria bom Van, você sempre começa discussões desnecessárias e nos coloca em uma situação constrangedora, estamos ficando incomodados com isso.

_Ou seja_ Miley continuou_ Encha a droga da sua boca de comida e pare de falar merda, não vê? Esta deixando todo mundo de saco cheio de você querida, e não me de mais motivos para não gostar de você se quiser morar nessa casa.

Nick e Kevin estavam afinados de tanto rirem. Paul e Denise concordaram de cabeça baixa e Joseph me olhava eu sorri o agradecendo. Dianna e Patick eram os únicos que não pareciam felizes com o fato de Vanessa ser "mal tratada", mas Dianna sorriu pra mim.

Eu sabia que no fundo eles estavam esperando pra que eu falasse alguma coisa e bem eu não sou de ferro.

_Nossa!_ eu comentei_ Isso é tão doce, experimentou Vanessa? _ Kevin e Nick agora pareciam precisar de encubadoras para ter um pouco mais de ar e até Joseph ria  um pouco mais comportado, mas ria_ Me refiro ao bolo claro.

Passei a tarde, pela porta do quarto do casal " Janessa"eu ri sozinha isso é ridículo demais, até pra mim. Mas a coisa lá dentro não era das melhores. Não que eu tivesse parada no corredor ouvindo a discussão deles...

_Olha aqui Joseph você não tinha o direito de me humilhar daquela forma na frente de todo mundo, na frente daquela vaca da Demetria!

"Vaca", Qual é? Vadia, xinguei-a mentalmente.

_Van ela é sua irmã, e não eu não humilhei você apenas disse o que todos ali estavam pensando, apenas isso.

Boa.

_Eu vou me casar com você serei a senhora Jonas, me deve respeito!

_E eu lhe dou respeito!_ Joseph parecia irritado_ Mais do que você merece, e não me olhe dessa forma, você sabe que é verdade.

Segundos depois ele estava no corredor, e eu fingi que estava passando e segurei o braço dele.

_Sei que você só estava defendendo seu bem estar e o da sua família, mas mesmo assim queria agradecer, foi importante pra mim.

_Tudo bem._ ele sorriu e se livrou da minha mão saindo pelo corredor, fiquei olhando pra ele sair e fui até o quarto da minha mãe que parecia também estar discutindo com o marido.

_Ela é minha filha e eu nem ao menos posso defendê-la!_ Foi o que ouvi quando ia bater na porta do quarto que se abriu e Patrick saiu quase me derrubando. Idiota!

_Mãe?

_Sim querida_ ela me sorriu_ Já foi comprar seu vestido?

_é só daqui algumas semanas mamãe, vai dar tempo.

_Quero que você fique ainda mais perfeita, quem sabe arranje um príncipe encantado pra voce no casamento!

_Mais fácil um sapo encantado!

Nós rimos e nos sentamos conversando sobre tantas coisas, fazia tempo que eu não conversava com minha própria mãe, fiquei tão feliz que eu a abracei umas quinze vezes naquela manha, afinal após o casamento voltaria para NY tenho quase certeza disso.

Selena bateu e entrou em seguida.

_Dianna, a senhorita Vanessa esta chamando a senhora, no quarto dos vestidos.

_Obrigada Selly.

_De nada... Oi Dem!

_Oi Sel!

Quarto dos vestidos?

_Vamos Demi?

_Vamos sim, mãe._ passei puxando a Selena conosco._ Quarto dos vestidos?_ cochichei pra Selena.

_Era o quarto da falecida esposa do Joe... Ele já se casou a mulher faleceu de câncer eles ficaram casados dois anos... Ela era estilista.

_Ah sim, valeu._ eu não sabia que ele já havia se casado, mas isso poderia explicar o mal humor dele casou-se jovem provavelmente por amor... _Ele a amava?

_Não sei dizer, acho que ele gostava de ter ela por perto, então sim ele a amava muito.

_Sei... Deve ter sido horrível!

_E foi... Joe ficou mal por anos acho que até hoje, mesmo noivo da sua... Da Vanessa. Achavamos que ele ficaria melhor com uma nova mulher em sua vida, mas pelo visto não.

_Ou ele escolheu a mulher errada.

Entramos no tal quarto de vestidos, e o quarto em si já era lindo eu não entendia muito sobre estilistas, mas creio que a falecida esposa de Joseph era ótima no que fazia.  Eu vi no centro do quarto o vestido de noiva da Vanessa, era deslumbrante eu não podia negar.





Realmente maravilhoso. Pelo menos alguma coisa naquela bruxa com rosto de princesa.

_O que você faz aqui?_ ela perguntou pra mim.

_Você esta linda Van, mas não estou aqui pra isso. Fiquei curiosa pra saber como era o quarto de vestidos da falecida esposa de Joe... Qual  era o nome dela?

_Marylin. _ Selena me respondeu.

_Isso aqui?_ ela disse mostrando com os dedos_ quando nos casarmos vou dar um jeito dele destruir essa coisa toda, parece um mausoléu!

_Eu gostei, achei lindo.

_Bem sua opinião é irrelevante aqui maninha.

_Bem eu não estava dando-a você de qualquer jeito. Sel vamos a cozinha já estou com fome quero almoçar com você hoje.

Selena ia dizer algo quando foi interrompida pela Vanessa.

_Selena tem o que fazer aqui esfomeada, mas você pode ir pra cozinha parece que é o seu lugar.

_Tem razão é mesmo o meu lugar, diferente do seu que deveria ser uma fazenda com um sino pendurado no pescoço.

Eu sorri piscando pra ela. E virei as costas rindo dos seus protestos e xingamentos, foda-se queridinha!

Eu desci as escadas correndo parecia uma criança naquelas escadas. Elas eram tão grandes eu as adorava!

_Cuidado!_ Disse Joseph rindo aos montes _ Deus você é pior do que uma criança.

_Eu estava pensando nisso!_ eu ri acompanhando-o.

_Onde esta a Selena?_ ele perguntou ainda rindo

_Esta servindo a sua futura e queridinha esposa, cunhadinho!

_Odeio que você me chame de cunhadinho, tenho a impressão que debocha de mim.

_Ah sério? Você acha?

_Na verdade, tenho quase certeza.

Parei na frente dele. Ele é realmente bonito, pele morena clara, o sorriso dele é tão bonito e tão raro, e os olhos castanhos esverdeados. Era realmente de se admirar de boca aberta, pelo menos Van tinha bom gosto.

_O que foi Demi?_ Gostei do som do meu apelido em sua voz, que aliás era muito bonita de se ouvir, me peguei imaginado ele sussurrando meu nome no meu ouvido... Deus! Parecia ótimo._ Demi?

_Sim?

_Você esta bem?

_Sim eu me distrai com alguns pensamentos_ olhei ele de cima a baixo_Ótimos pensamentos para ser sincera.

_Tudo bem então... Selena?

_No quarto de vestidos de Marylin_ a expressão no rosto de Joseph mudou completamente._ Eu sinto...

_O que ela esta fazendo lá?_ ele me interrompeu e parecia irritado

_Vanessa... Vanessa a chamou para...

Eu ia terminar e dizer que Vanessa estava experimentando o vestido de noiva, mas ele subiu as escadas tão rápido quanto eu desci, ir aquele quarto era proibido. Não é dificil de entender. E pelo visto Vanessa também sabia, mas não o escutou.

Curiosidade.

Curiosidade me fez subir as escadas e ver o que estava acontecendo, nem precisei entrar no quarto para a ouvir a gritaria, mas ainda sim eu entrei queria ver.

_Não me interessa!_ Joseph disse alterado_ Você sabe que esse quarto não é para entrar!

_Eu queria um lugar calmo e que você não aparecesse do nada para eu experimentar o vestido e... E Selena!_ Vanessa olhou pra ela que parecia extremamente confusa_ Selena disse que poderia ser aqui.

_Selena o que?_ Joseph agora desviou sua raiva pra Selena_Como você disse que poderia ser aqui? 

_Eu... Eu...

_Você sabe que eu não gosto que entrem aqui Selena!

_Eu...

Eu não acredito que Vanessa ia jogar a culpa em cima da Selena, assim na cara de pau! Não na minha frente.

_Ela não disse nada!_ eu defendi a Selena, pelo que eu sabia Selena cresceu junto com a família Jonas, mas Joe não parece bem nesse momento pra se lembrar que Selena era sua amiga de infância e não uma mera empregada qualquer_ Ela nos chamou por que Vanessa mandou, não brigue com ela, ela não teve culpa. Vai ter que brigar com todas nós. Sel só estava cumprindo ordens.

Joseph olhou pra Selena por um minuto e passou as mãos pelo rosto.

_Saiam por favor daqui. E me desculpe por gritar com você Selena.

Selena assentiu sorrindo um pouco nervosa. 

_Joseph você não vai se desculpar comigo?_ Vanessa perguntou e eu fiquei de cara com o quão cinica ela pode ser_ É a segunda vez hoje que você me trata de forma cruel.

Joseph olhou pra ela com os olhos cheios de raiva, e um sorriso quase assassino. Algo esta muito errado nesse casamento. Em momento algum que ama outra pessoa olha pra ela dessa forma. Nunca.

_Vanessa, faça o favor de sumir da minha frente. Saia daqui agora.

Vanessa passou correndo, mas não sem antes me dar um olhar de ódio. Mamãe segurou o braço da Selena que estava nervosa demais e tremia, mas eu não consegui sair. Apenas fechei a porta atrás de mim e fiquei ali com ele que parecia imóvel.

_Joe... _ele se sentou em um sofá e eu fui até ele ficando de joelho a frente dele_ Sinto muito pelo que aconteceu, de verdade sei como dói perder alguém que a gente ama. Eu não sabia que você não gosta que entrem aqui. Me desculpe.

Joseph me olhou sério nos olhos.

_Quando pedi que saíssem isso incluía você também.

_Eu sei_ dei de ombros_ Não tenho medo de você.

Mentirinha. Nesse momento eu tenho muito medo dele.

_Não quero que tenha_ ele disse passando a mão em meu rosto e eu odeio admitir gostei do toque_ Seu rosto não mudou muito desde aquela época.

_Ainda se lembra?

_Claro que sim, foi a melhor companhia da noite.

_Sim eu sei, eu sempre fui magnifica!

_Sempre foi realmente linda.

_Sim isso também.

Nós rimos juntos do quanto eu sou convencida, e depois ele deliberadamente se aproximou acariciando meus lábios com os dele e eu deliberadamente me aproximei dele segurando suas pernas, ele me bijou devagar com cuidado, experimentando, provando, sentindo, brincando e provocando. Quando percebi Joseph já havia aprofundado o beijo e eu gostando muito daquilo deixei o puxando pela gola da camisa que ele usava e ele me pegou pela cintura me colocando em seu colo, me abraçando eu suspirei por entre o beijo e ele mordeu meu lábio. Eu NUNCA, nunca tinha sido beijada dessa forma e definitivamente era ótimo.

Nos afastamos quando já estávamos sem ar, com selinhos demorados e gentis uma verdadeira delicia.

_Uau!_ eu disse beijando seu queixo_ Isso é o que eu chamo de beijo de tirar o folego.

Ele sorriu pra mim tirando uma mecha de cabelo do meu rosto.

_Eu estava pensando a mesma coisa._ ele disse

_Eu quero mais um._eu disse mordiscando seu lábio e ele apertou minha cintura com mais força_ e eu acho que você também quer.

_Querer não é o mesmo que poder.

_Mas você pode e eu deixo._ eu sorri puxando-o pelo pescoço _ Quer que eu tranque a porta?

_A única coisa que você tem de inocente é o seu rosto._ e então ele beijou de novo e surpreendentemente foi ainda melhor que o primeiro. Eu poderia morrer beijando- o que eu nem me importaria.

Ele se afastou novamente com selinhos e mordendo meu lábio, ele se levantou me colocando no chão.

_Você é baixinha. Eu gostei, é... Fofo!

Eu ri dando um selinho nele.

_Demi...._ ele me olhou nos olhos _Não sei o que aconteceu aqui, mas não pode acontecer de novo.

_O que a nossa conversa?_eu me fiz de desentendida_ Joe olha eu gostei muito do que aconteceu aqui, mais do que eu deveria pra ser sincera, mas se você quiser fazer de conta que não aconteceu, tudo bem.

_Tudo bem?

_Não. Eu realmente gostei, mas não vou ataca-lo na frente dos outros, mas não respondo por mim quando estivermos sozinhos. E não me olhe assim amorzinho, sabemos que você gostou tanto quanto eu, e que espera pela próxima vez.

Eu comecei a sair do quarto e quando estava quase saindo eu o ouvi dizer:

_Ansiosamente.

E ri no corredor. Se eu já estava decidida em acabar com aquele casamento agora era oficial eu acabaria e de quebra ficaria com ele. Só pra mim.

Ele seria meu.





Meninas novamente gostaria de agradecer pelos comentários, vocês são incríveis!!!!
E Fabi obrigada pelos blogs que você indicou!!!

E o que será que tem atrás do casamento da Vanessa e do Joseph só o tempo nos dirá... E uau! Joseph e a Demi estão se dando bem né? Será que o Joe vai querer ficar sozinho de novo com a Demi??? 
Boa leitura!!!!







terça-feira, 24 de junho de 2014

I'm a sweet disaster Capitulo 2




"Eu queria alguma coisa fora de alcance, e isso está me matando..."

Senti alguém me puxando e levei um susto, abri o olho e uma garota de olhos castanhos, um rosto tão inocente a pele branca tão meiga, quase pensei que ela era um anjo até vê-la de uniforme era uma empregada da casa Jonas.

_Desculpe Senhorita Lovato, é que eu vi um corte em sua mão eu me preocupei.

_Tudo bem... Como entrou aqui?

_Tenho as chaves._ ela sorriu me mostrando_ Posso cuidar disso?_ ela perguntou olhando pra minha mão, ela falou com tanto carinho que eu quase chorei ninguém se preocupava comigo há muito tempo, eu balancei a cabeça positivamente pra ela_ Então tá só um minuto.

Ela olhou ao redor do meu quarto, me senti culpada pela bagunça era muita coisa.

_Desculpe pela bagunça, não tive uma noite muito interessante, não que isso seja um bom motivo pra tudo isso.

_Não se desculpe é o meu trabalho.

_É muita coisa aqui, mais o espelho quebrado sinto muito!

_Por favor... Qual seu nome mesmo?

_Selena senhorita Lovato.

_Por favor não me chame de "Senhorita Lovato"isso é só pra minha irmãzinha, me chame de Demi por favor. Eu vou tomar um banho e te ajudo com essa bagunça.

_Não precisa me ajudar Demi eu...

_Eu quero ajudar._ eu sorri e ela sorriu também gostei dela.

Eu me enfiei em baixo do chuveiro a água fazendo o meu corpo relaxar, o problema é que água ardia o corte com muito dor nele... Lavei meu cabelo com um certo esforço e sai do banheiro com um vestidinho branco de alcinha eu havia esquecido desse vestido que eu comprei faz tanto tempo.

_Ah Selena você já esta fazendo tudo isso sozinha? _Eu comecei a ajudá-la a arrumar minhas coisas no armário, até que a alça de uma blusa engalhou na meu machucado_ Au, ai.

_Espere._ ela saiu e voltou com uma caixinha de primeiros socorros_ Deixa eu te ajudar com isso Demi... Como... Como fez isso?

_Eu quebrei o espelho_ eu dei de ombros_ não sei o que me deu, e acabei cortando minha mão. 

_Eu ouvi a discussão ontem a noite, sinto muito.

_Não sinta não foi sua culpa já aconteceu faz tempo.

_Desculpa, mas como aconteceu, por que ela te culpa?

_Nós estávamos correndo perto da cachoeira na antiga propriedade do Patrick, quando eu fui pro lado errado que o Patrick sempre dizia pra não irmos, mas eu queria ir pra lá com ele ia contar pra ele que eu estava apaixonada por ele_ eu ria mesmo sentindo a dor do fato da Selena estar limpando o meu machucado_ Queria que estivéssemos sozinhos, coisa boba de adolescente, então eu me enfiei no meio daquele mato e eu não vi  que havia um poço eu escorreguei e estava caindo quando ele me puxou de volta, mas ele não tinha onde se segurar então, ele apenas me puxou e me colocou pra cima e escorregou eu tentei puxá-lo, mas não tinha força e estava um pouco molhada e suja de limo, ele sorriu pra mim e eu achei que ele estava brincando comigo, mas ele caiu. E quando a policia e os bombeiros conseguiram acha-lo era tarde demais, ele já havia... Já estava... Eu nunca tive a intenção eu não queria perdê-lo, nunca...

Eu estava chorando quando a Selena de repente me abraçou e ela estava chorando junto comigo (?), eu não entendi.Eu a abracei de volta era isso que eu queria e precisava ontem queria um abraço precisava, e o da Selena foi realmente muito bom. Eu me senti segura.

_Eu sinto muito Demi. De verdade.

_Acredito em você Selena.

E eu realmente acreditava.


Mais tarde naquele mesmo dia, eu estava finalmente fora do quarto quando esbarrei na minha mãe e ela meio que sorriu, parecia com pressa.

_Oi querida._ ela disse me analisando_ esta tudo bem?

_Sim, eu estou bem mamãe. Vai sair?

_Sim, vou com a Vanessa ver o vestido de casamento... Quer quer ir junto?

_Sério mamãe?

_Você e Vanessa precisam se comportar como irmãs, vocês precisam se entender.

_Mãe isso não vai rolar, e eu não quero ver a Vanessa vestida de branco, e se era só isso eu vou pra dentro.

Me virei e fui pra piscina e vi meu lindo e futuro cunhado ali parado deitado abaixo de uma espreguiçadeira e com o notebook no colo, sempre trabalhando me pergunto como ele pode conhecer a Vanessa ela só sabe gastar dinheiro e ir pra festas... Ele não parece ir a muitas festas, mas bem Vanessa caça dote até debaixo de pedras. Eu ri um pouco.

_Hey! _ Joseph me chamou e eu olhei pra ele e depois pra trás era comigo?_ Sim Demetria é com você, gostaria de falar com você, um minuto?

_Okay_ eu disse dando de ombros e me sentei na frente dele cruzando as pernas_ O que foi cunhadinho? O que a montra assassina aqui fez dessa vez?

_Você não fez nada pra mim_ ele deu de ombros _ O que foi isso?_ ele pegou o meu braço enfaixado por causa do corte que foi um tanto fundo demais e que por sorte não pegou a veia_ O que aconteceu?

Minha mãe passou por mim e não viu e o cara que mal me conhece pareceu reparar demais em mim, não gostei disso.

_ Eu me cortei a noite passada com um pedaço de espelho que eu quebrei sem querer_ dei de ombros_ A Selena me ajudou com o curativo hoje cedo.

_A Selly é uma pessoa incrível_ Ele analisou o curativo_ O corte foi sem querer?

_Foi sim, papai._ eu disse com um sorriso cínico e ele revirou os olhos_ O que você quer bater papo furado?

_Eu queria saber se você esta bem, por causa da confusão da noite passada, então você esta bem?

_Sim.

_Sim o que?

_Sim... Senhor?_ eu ri dele

_Você é sempre tão irritante garota?

_Sempre que posso._ disse a ele

_Você parecia desesperada ontem, quando fui até você, você saiu correndo... Não gosta de mim?


Espera ele foi atrás de mim? Puxei na minha mente, mas não conseguia me lembrar eu pensei que ninguém naquela mesa ao menos se dispôs a me olhar, quem dera vir atrás de mim.

_Você foi atrás de mim?

_Assim como minha mãe, Dani e Miley que parecem gostar muito de você_ ele me olhou de um jeito um tanto intrigado_ Você parecia um cachorrinho abandonado de alguém, fiquei preocupado.

Preocupado?

_Por que?_ eu estava confusa

_Por que todo mundo que tenha importância pra minha família, tem importância pra mim, e não gosto que meus convidados se sintam mal recebidos, conversei sobre isso com Vanessa.

_Espera, seus convidados? Sou sua convidada? 

_Sim você É minha convidada... Demetria você se lembra da onde nos conhecemos?

_Do aéreo-porto?

_Não Demi a gente se conheceu na casa da sua... da vó da Van em um jantar beneficente você deveria ter uns catorze anos ficamos conversando a garota mais madura que eu conheci com catorze anos.

_Ah! _ Eu me lembrei da noite de gala o salão enfeitado tudo lindo e brilhante e eu lá no fundo olhando pra todo mundo até que um cara lindo se aproximou e perguntou se eu queria dançar com ele, ele estava lindo conversamos um pouco enquanto dançávamos e no jantar até que estava na hora de eu sumir pro meu quarto por que a Van queria me matar por que eu tinha feito alguma coisa errada, foi uma noite legal me lembrei sorrindo_ Sim o cara bonito, sonhei com você por algumas noites. _ eu ri da minha paixonite adolescente_ É o destino é algo engraçado.

_Sim é, mas sem querer ofender você, mas você esta ainda mais linda e prefiro você assim, realmente... Madura. 

_Se a Van ouvir você ela te mata, mas agradeço ao elogio.

_Só estou sendo sincero. Bom Demetria eu quero que cuide desse seu machucado_ eu sorri_ E qualquer coisa que estiver incomodando-a me procure. Não quero que sinta mal... E também não quero Vanessa reclamando_ ele revirou os olhos_ Ela é muito infantil para certas coisas.

_O irmão dela morreu Joseph.

_Eu sei, mas você era tão criança quanto ela você não teve culpa acidentes acontecem, e bem até onde eu sei ela nunca te aceitou bem na família, ela faz isso por birra. Vanessa é muito mimada.

Ele não estava falando como um homem apaixonado o que era muito estranho para alguém que se casaria em algumas semanas, me senti pressionada a perguntar a razão desse casamento,mas me mantive calada e ri.

_Pelo visto vou me dar muito bem com você cunhadinho se manter esse pensamento._ eu disse me levantando_ Obrigada por tudo Joseph.

_Se precisar...

Então ele voltou ao trabalho como se nossa conversa nunca tivesse acontecido.

E eu subi com alguns pensamentos na cabeça, mas os principais é que tinha algo errado com aquele casamento entre Vanessa e Joseph e o segundo e mais importante as palavras do Joseph "  mas você era tão criança quanto ela você não teve culpa acidentes acontecem", ninguém nunca me disse isso, nem mesmo minha mãe. 

Encontrei Miley e Selena no corredor as duas conversando como se fossem amigas de infância.

_Oi meninas._ eu cumprimentei e Miley parou ao meu lado me abraçando_ Você é tão linda My!

_Eu sei obrigada!_ ela disse convencida_ Já conheceu minha melhor amiga Selly?

_Sim eu a conheci e tenho que dizer eu adorei conhecê_la.

_Ela é adorável não?

_Sim ela é maravilhosa _eu a puxei pra mim e entramos no meu quarto_ Eu tenho uma pergunta.

_Faça_ Sel e My disseram juntas

_O que há por trás do casamento de Vanessa e Joseph?

 Elas se entre olharam, mas não me disseram nada. E em seguida me olharam alarmadas.

Eu estava certa há algo errado com esse casamento!

E eu ia fazer de tudo pra saber o que era, e se pudesse iria impedir esse casamento ah eu ia, nem que seja a última coisa que eu faça nessa vida. Por todo o mal que a Vanessa me deu um pouco do próprio veneno e humilhação, não vão lhe fazer tão mal  assim.

_E então? _ eu perguntei novamente.






Pessoal eu queria agradecer pelos comentários por que isso realmente é importante pra mim!!
E quem além de mim ta babando por esse cabelo alem de mim???
O que voces acham que é?
Me digam nos comentários... AMO vocês!!


Ah só mais uma coisa, alguém tem uma fic pra me indicar pra ler? 
Eu to precisando!!!


sábado, 21 de junho de 2014

I'm a sweet disaster capitulo 1


"Não consigo lutar contra a minha mente, continua voltando pra você, sempre pra você..."

Eu estava de volta depois de seis anos, apenas observando o noivo da minha linda irmã Vanessa. Fui obrigada a babar nele durante toda a viagem de carro até sua linda  mansão. 

Vanessa obviamente não perdera tempo ficando noiva do principezinho Jonas que até vê-lo pessoalmente não podia se quer pensar que ele era tão interessante, mas obviamente nunca estive tão errada.

 Em pleno jantar Vanessa me olhava com nojo, pelo visto as coisas não mudaram muito ela ainda não gosta de mim, e eu tão pouco gostava dela, mamãe pelo menos me queria aqui assim como a mãe de Joseph parecia gostar de mim também.

 A casa estava lotada de gente: Nicholas Jonas e a sua mulher Miley Jonas, Kevin Jonas e sua esposa Danielle, Denise e Paul Jonas... Minha  mãe Dianna e meu querido e indesejado pai Patrick.

Era a noite do noivado de Vanessa e Joseph eu nem queria estar aqui, preferia estar na minha escola de artes em Nova Iorque esse lugar é praticamente no meio do nada em uma cidade que só não é mais esquecida por causa dos Jonas. E que Jonas eu podia olhar para cada um deles por horas e horas... eles definitivamente eram encantadores, lindos e maravilhosos!!

Joseph obviamente era mau-humorado já que desde que me viu me fez o favor de me ignorar e praticamente fugir de mim. Vanessa continuava me olhando e isso me incomodava.

_Van querida você perdeu alguma coisa me olhando? Não? ótimo, pare de me olhar esta me irritando maninha.

_Demetria querida_ revirei os olhos quando ela disse meu nome_ Essa minha casa, se esta tão incomodada sinta-se a vontade para sair.

Eu forcei uma risada alta e todos me olharam como se eu fosse louca_ Segundo o que eu soube essa casa é dele_ apontei pro Joseph _ E você só se casa mês que vem, portanto essa casa ainda não é sua, e você esta tão convidada a se retirar quanto eu, maninha.

Vanessa quase teve um ataque cardíaco o que me fez rir horrores.
A nossa guerra nunca acabaria, não hoje e nem nunca. Disso eu tinha certeza.

_Demetria, você não é bem vinda aqui_ ela me disse com os olhos cheios de raiva, e eu olhei pra ela " qual a novidade até ai?" e ri _ Você só esta aqui por que sua mãe insistiu com o MEU pai de que você precisava estar aqui, pelo fato de sermos meio- irmãs já que meu irmão você matou!

Essa acusação sempre doeu em mim, eu não o matei eu tinha quinze anos e era apaixonada por ele sempre seria tinha certeza disso, eu o amava.

_Eu já disse isso um milhão de vezes _ eu me levantei quase chorando de raiva, de mágoa de tristeza_ EU NÃO O MATEI, EU JÁ DISSE FOI UM ACIDENTE!!! E JÁ VOCÊ O QUER TANTO AQUI QUE TROUXESSE O CORPO DO SEU QUERIDO IRMÃOZINHO AO INVÉS DE MANDAR ME BUSCAR, EU TAMBÉM NÃO QUERO ESTAR AQUI, NUNCA QUIS!!

_NÃO GRITE COMIGO!!_Vanessa pediu também se levantando_ ELE FOI ATRÁS DE VOCÊ APAIXONADO PELA BASTARDINHA QUE VOCÊ ERA!!

_Desculpe_Demi riu alto_ Mas ele foi o filho adotado da empregada que o seu pai transou quando sua mãe estava doente, ainda fico surpresa de pensar que ele não tinha esse sangue nojento que você tem...

_JÁ CHEGA!_ Patrick gritou e sem alguma razão certa eu cai na gargalhada, eu não podia acreditar que isso estava acontecendo me segurei na cadeira a minha frente e de uma hora pra outra assim como o riso eu comecei a chorar de maneira descontrolada e em poucos segundos estava soluçando.

Eu não queria estar aqui, não queria ouvir essa droga de discussão, eu não matei ninguém eu não o matei, eu estava cansada da viagem, confusa , Deus fazia anos que eu não chorava aprendi a não chorar ainda mais na frente dos outros. Todos estavam olhando pra mim, tive tanta vergonha odiava ser tão vulnerável na frente dos outros, odiava!

Sai correndo dali o mais rápido possível, e entrei no meu quarto jogando minhas malas no chão o que fez um barulho estrondoso, quebrei tudo o que estava a minha frente, me vi no espelho o vestido preto curto a botinha de salto alto a meia calça rasgada, a maquiagem simples o cabelo ondulado preso em uma trança de lado. EU odiava o que eu via naquele momento eu era quase a menininha de quinze anos expulsa de casa por que Jason caiu no poço tentando me ajudar a não cair ele literalmente deu a vida por mim, eu me lembro que a ultima coisa que ele fez foi sorrir como se tudo fosse terminar bem.
'
Mas, não terminaram. Nem pra mim e muito menos pra ele. Peguei a primeira coisa que havia na minha frente e quebrei a droga do espelho, quando fiz isso sem querer cortei minha mão e o sangue pingou pelos cacos de vidro e eu cai de joelho chorando, de confusão, de dor, chorei por tudo. Acabei gritando e sem muito o que fazer além de chorar me arrastei pra cama ainda chorando e sangrando. Depois que me acalmei olhei pra minha mão o corte foi até meu pulso foi um pouco fundo, mas eu não morreria por causa disso. Dormi, sentindo dor e vendo o sangue pingar. 


sexta-feira, 20 de junho de 2014

I'm a Sweet Disaster - Prólogo.



É simplesmente impossível deter alguns desastres.

Demetria nunca foi do tipo doce. Mas nunca foi assim tão azeda. A questão é que, quando ela põe algo na cabeça ela não tira, não desiste e não volta atrás.
Demi nunca conheceu o verdadeiro pai. Sua mãe Diana se casou novamente com Patrick que já tinha uma filha de sangue Vanessa e um filho adotado Jason.

Jason morreu em um acidente ainda quando adolescente enquanto brincava com Demi. Vanessa era muito apegada ao irmão  adotivo, e nunca aceitou bem Demetria na familia, apesar de realmente adorar Diana. Demetria logo após o acidente foi mandada para uma escola de artes em Nova Iorque, onde ela ficou quase sem sair de lá, para férias com a família ou algo parecido. Até que que por um motivo que ela não entendia, fora convidada para o casamento de Vanessa com Joseph Jonas filho do grande empresario Paul Jonas.

Sua ida para a casa do cunhado um mês antes do casamento gera algumas doces confusões, intrigas, armações, paixões e amores... E Demetria ve nisso uma maneira de se "vingar" da "irmãzinha querida" Vanessa e nesse doce desastre causado por Demetria com um empurrão do destino ela acaba se interessando pelo cunhado.

Era um jogo, uma brincadeira, ela não o levaria a sério. Esse nunca foi seu plano. Demetria se apaixonara apenas uma vez na vida e foi por Jason, não se deixaria levar pela bipolaridade de Joseph que a intrigava e a cada dia mais, ela parecia confusa estava perdendo no próprio jogo. Ela estava causando um desastre em proporções épicas e não iria parar até que conseguisse o que queria...

E no início era apenas uma coisa: Se " vingar" da Vanessa, mas agora ela queria mais. Quase não ligava mais pra rivalidade entre irmãs... Quase... Ela esta a ponto de fazer seu sangue correr mais rápido nas suas veias. Ela doce, muito doce... Mas vai deixar alguns vestígios de desastres para trás.

E vai fazer você se apaixonar, odiar, amar... Ela vai ser capaz de deixar qualquer um envergonhado, menos a si mesma.

Demi Lovato é " Um Doce Desastre"!!
E nós nunca estamos preparados para um desastre. Cuidado