terça-feira, 6 de maio de 2014

Capitulo 28 Guess Whos back??

Perdoe-me porque eu estou fitando Oh, meu Deus Poderia me casar com esse sorriso que você está usando, e talvez eu me case... Uau, olhe para nós agora Finalmente fomos encontrados... você sempre parece quebrar o ritmo desse mundo maluco, e não tem como eu ir embora, sem você, garota...
Diga-me que quer que eu te ame, diga-me que nunca vai parar, eu vou estar por perto, você nunca vai se perder... Found Jonas Brothers


Joe on

Droga, eu não suporto mais esse lugar. Eu pensei olhando pela janela do helicóptero militar que foi nos salvar a mim a e ao piloto Eddie. Era um cara legal, que aturou todo o tempo que ficamos presos naquela ilha no fim do nada.

_Hey senhor._ eu chamei o bombeiro_ Quanto falta para chegarmos?

_Uma meia hora ainda, Jonas.

_Obrigado.

Me virei olhando pra janela faziam sete meses que eu estava perdido o quanto as coisas mudaram por lá? Como estariam minha familía? Minha pequena Demi?
Como estava a tia Diana e a Maddie, Nicole e Christie?
 Eu nao tinha noticias nenhuma deles ninguem ali parecia ter um celular ou algo pra que eu pudesse falar com a Demi. Mas, eu fiquei empolgado por reconhecer minha cidade, e queria estar lá embaixo com a minha Demi, só pensei nela o tempo todo.
Inconscientemente minha mente estava me traindo dando a ideia de que Demi poderia estar com outra pessoa, que havia desistindo de mim, por que depois de tanto tempo sem noticias deve ter pensado que eu morri como qualquer outra pessoa. Esse pensamento me deixa inquieto.
A ideia de que outro homem estivesse tocando a minha pequena me irritava, ela é minha sempre foi, passei a mao pelo meu rosto eu estava horrivel, barba por fazer, cabelo comprido, sujo, machucado, fedido, nesse momento nao sou a mais bela visao do mundo.

Continuava inquieto enquanto descíamos no aero porto, do batalhão militar, só de pensar que eu ainda teria que responder perguntas sobre como sobrevivemos esse tempo todo, me irritava. Sera que minha familia já sabe que estou de volta? Quero tanto vê-los, saber como esta a minha meia irmã Maddie, quero abraça-los e só isso. Preciso vê-los e saber que estão bem.

_Senhor Jonas, Eddie De La Garza, infelizmente precisamos conversar com voces, mas nao vai demorar, e entao estaremos liberando voces e os levando pra casa.

_Nossa familia já sabe que estamos bem e de volta?_ Pergunto 

_Sim já sabem._ Ele sorriu caloroso e solidário_ Mas, pedimos que esperassem pela suas respectivas chegadas em casa, já que não tínhamos certeza sobre o paradeiro de voces e quanto tempo demoraríamos para encontrá-los.

Balanço positivamente com a cabeça, e me sento ao lado de Eddie, e respondemos as perguntas. A maneira que achamos para sobreviver não foi a melhor de todas, tivemos que caçar, que nos esconder, foi horrível e pra piorar eu peguei uma gripe da qual nao me curei totalmente, e tenho dores terríveis no pulmão, e no peito, e os ferimentos internos da queda do avias já que nunca foram tratados devidamente, tivemos muita sorte com a queda do avião.
Após contarmos tudo eles nos levaram ao médico, que trataram dos nossos ferimentos e nos receitaram remédios, nos deixaram tomar banho e trocarmos de roupa. Me senti melhor quando me olhei no espelho e me reconheci.

depois de algum tempo nos levaram para casa, primeiro Eddie e depois eu.
Meu coração se apertou. Ansiedade. Curiosidade. Temor. Medo.Tudo junto.