sábado, 5 de abril de 2014

The Walking Dead




Estou viciada na loucura,sou a filha desta tristeza, estive aqui antes tantas vezes, fui abandonada e agora estou com medo, não posso lidar com outra queda, sou frágil, eles apenas me deixaram na praia...
Você me esqueceu, não me vê.... Quando eles me amam, eles me deixam -Demi Lovato I Hate You Don't Leave Me

Nos dias que se seguiram eu não tive muito a fazer, ninguém tinha noticias do Joe, Christy estava no hospital,e até que estivesse bem ficaria lá, a mãe da Nicole disse que deixaria o bebe comigo por ser o último desejo da Nicole, mas eu não conseguia pensar em nada senão em ter o Joe de volta em casa, nos meus braços, na minha cama fazendo amor comigo era tudo o que eu queria, ouvir a voz dele, aquela risada rouca perfeita, queria ele comigo.

Eu me tornei literalmente uma zumbi, nao dormia, nao comia, só chorava e assistia todos os jornais.
Um mês, e nada a policia estava desistindo das  buscas e isso acaba comigo, era minha única esperança.

Um mês e meio... Desistiram acabaram as buscas!

Eu morri por dentro. Se eu estava ruim antes nada se comparava a mim agora. Um morto teria mais vida que eu. Eu ia pra faculdade, mal vestida o cabelo bagunçado, sem maquiagem, mais magra do que eu deveria.
Chegava em casa e ia dormir, ou chorar. Eu nao tinha mais nada pra fazer ou uma razão pra viver.

Christy ficou com a vó ficou entendido que eu não estava em condiçoes de cuidar nem de mim. Mas, quando Joe  voltasse e eu sei que ele vai voltar, eu iria trazê-la pra ficar comigo e ser minha filinha com o Joe.

Já estavam todos tão preocupados comigo que resolvi fingir que estava melhorando, mas minha aparencia ainda nao eram das melhores. Peguei o dinheiro que eu tinha guardado e mandei meu orgulho pra puta que o pariu e liguei pro meu pai pedindo dinheiro e comprei a casa que eu disse pro Joe que ele precisava ver quando viesse, eu olhava a minha aliança que que eu não tirava nunca.

Ninguém concordou em me deixar morar sozinha, mas eu precisava. E precisava ser naquela casa, que mesmo eu tendo pisado lá uma única vez eu sabia que seria o nosso lar. Decorei a casa toda até mesmo o quarto da Christy. Isso me animou. Mas, quando tudo isso acabou eu voltei a me sentir vazia e sem nada pra fazer pra ocupar minha mente.

Uma noite dessas depois de cansar de chorar liguei pro numero do Joe apenas, pra ouvir a voz dele na caixa de mensagem.

_Oi aqui é o Joe eu não posso atender agora, mas deixe sua mensagem e eu retorno.

Chorei e disse_ Eu te amo Joe,sinto sua falta.

Tive um sonho perfeito em que o Joe estava de volta pra mim, nos meus braços na nossa casa.

Três meses depois, eu estava no dia da estréia da nossa coleção, e tudo estava perfeito eu até estava sorrindo de verdade, Christy estava tão linda não pude não pegá-la no colo e paparicá-la o tempo todo. Estavamos mostrando os catálogos da nossa coleção.

Fotos da DEMI 







 Fotos da SELENA







 Fotos da Miley 





 Sterling chegou e ficou em volta de mim o tempo todo, isso não era legal ele era legal, engraçado e bonito, mas eu não o queria comigo, não o queria. Tentei fugir dele a noite toda, mas não rolava ele vivia em cima e isso era exaustivo demais.

_Sterling, por favor para. Eu nao quero magoar voce ou qualquer outra pessoa, mas eu amo o meu noivo  e não acredito que ele esteja morto até que eu veja o corpo dele, então eu ainda acredito que ele vai voltar, então nem tente, por favor.

_Desculpa Demi, mas voce sabe dos meus sentimentos por voce, e voce nao pode passar o resto da vida esperando por um morto.

_A vida é minha e eu passo o resto dela do jeito que eu quiser.

Virei as costas e as lagrimas caiam no meu rosto, eu nao estava bem. Droga, eu precisava do meu Joe.

Decide seguir a vida de um jeito ou de outro, mas sem nunca perder a fé de que ele estava vivo,  mesmo já fazendo seis meses do seu desaparecimento, eu sabia, sentia que ele estava vivo. Eu estava brincando com a Christy que já estava morando comigo e era um bebe lindo e saudavel, quando vi no jornal que a policia havia encontrado destroços  do aviao em que Joe estava . Meu coração deu um salto, esperei por mais noticias. Não haviam encontrados corpos ou algum vestígio de que alguém morrera ali.

Eu chorei, ri... EU nunca estive tão feliz na vida depois de seis meses eu finalmente tinha algo real a que me agarrar pela volta do Joe. Ele estava vivo.Tinha que estar. Era minha única esperança.Minha única exceção.

Believe

"Estrelas desaparecem,corações quebram, troca justa, É sempre igual? Não espere para ficar acordado, Quando você perceber, que o tempo continua a passar, enquanto você está mais perto de viver na escuridão.... Eu estive procurando um motivo, que é a resposta ou o significado de tudo isso? Esperando que você me mostre, apenas me cerque até eu estar brilhando no escuro" Neon Jonas Brothers

Parece que as coisas dão errado, para outras coisas darem certo.
Minha mãe havia me dito isso, na noite passada quando estávamos em casa depois de saber que era possível que Nicole não resistiria até o fim da gravidez e isso realmente me preocupou. Ela era tão nova, e parecia tão apaixonada pela filha que ainda nem nasceu eu estava realmente preocupada.

_Bom dia pessoal! _Eu disse sentando na mesa da cozinha para o café _ Eita não tem ninguém educado aqui nessa casa não?

Não tinha ninguém na mesa da cozinha, a casa parecia tão quieta me senti estranha e preocupada.

_Pessoal? Manhê...

_Querida temos... Temos que conversar, sente-se aqui.

Eu a encontrei na sala, junto com Selena e Dani. Me sentei ao lado da mamãe e acariciei sua barriga

_Esta quase na hora de voce sair dai, mais dois meses e eu vou poder te dar colo e te mimar, Maddie lindinha da mana._ olhei pra minha mãe _ O que houve algo errado?

_Más noticias querida... _ ela respirou fundo_ Nicole esta no hospital e a bebe nasceu!

_Que maravilha eu vou ligar pra Tia Mary e pra Nicole... Espera qual é a má noticía?

_Nicole esta entre a vida e a morte, sem drama literário querida, é exatamente como estou dizendo e não tem muitas esperanças de chances pra ela.

Ok, eu nao gostar da Nicole é uma coisa, mas acordar em uma manhã duas semanas depois de aceitar ser a madrinha da pequena Christy. Acho que nas duas últimas semanas me apeguei muito mesmo na Nicole e também no ser mais perfeito do mundo, mesmo que eu não tenha visto seu rostinho ou a pego no colo. Eu não queria isso de jeito nenhum. Não era isso que queria. Eu não quero.

_Não mãe, não vamos perder as esperanças, vamos rezar e acreditar e tudo vai passar ela vai ficar bem, só precisamos acreditar...

_É talvez, a Demi tenha razão Diana_ Dani disse abraçando minha mae

_Vem ca Demi_ Selena me abraçou_ Vai ficar tudo bem, ok?

_Vai sim Sel eu sei que vai.

Ficamos em silencio por um bom tempo quase a manha toda, sentadas no sofá sem fazer nada apenas rezando. Selena nao me largou um minuto os homens da casa apareceram meio dia, mas não disseram nada, mamãe ligou para o hospital falou com amãe da Nicole que parecia não ter nada novo a dizer, nada de bom.

Tentei ligar para o Joe, mas por algum motivo ele não atendia e isso de jeito algum era bom, eu já estava angustiada pela Nicole não precisava de um Joe sumido, precisava dele aqui era só o que eu queria, precisava dele hoje mais do que nunca.

Selena, estava cochichando com o Nick eu sentia que eles estavam escondendo algo de mim, mas nao conseguia me focar neles muito tempo era muita coisa pra minha cabeça. Eu estava andando de um lado para outro mandando mensagens para o Joe que nunca me respondia, que ódio!
Passei pela porta do quarto da  minha mãe que estava um pouquinho aberta e sem querer ouvi um pedaço da conversa dela com Paul.

Diana on ( só dessa vez)

_Oh meu Deus Paul me diz que isso nao é verdade!_ eu me sentei acariciando minha barriga_ Deus a Demi vai ter um ataque cardiaco!

_Diana por favor, acalme-se pense na Maddie!

_Estou pensando na Maddie, mas nao posso nao pensar na Demi, como isso aconteceu Paul?

_Joe consegui passar no estágio e ganhou a vaga...

_Já era de se esperar ele trabalhou feito um louco, nos últimos meses.

_Ele pediu a transferência da vaga pra cá, para nossa empresa, por isso ele conseguiu sair de lá duas semanas mais cedo, ele me avisou ontem queria fazer uma surpresa pra Demi_ Paul se sentou ao meu lado _ Já era pra ele ter chegado, mas o avião que o Joe estava... Desapareceu.

_Desapareceu? Como desapareceu? Como um avião desaparece?

_Eu não sei querida, não sei mesmo. O avião era particular da empresa viria pra cá apenas para trazê-lo.

_Então o Joe... Joe... Ele esta morto? Joe morreu?

_Eu ainda não sei, não quero pensar nisso, ele é meu filho! Quero acreditar que ele esta bem e vivo!

_Como vou contar pra Demi que o namorado... Noivo, desapareceu em um acidente de avião? Com tudo que já aconteceu hoje, meu Deus Paul como?

Antes que Paul pudesse me responder Demi estava dentro do quarto com os olhos cheios de lágrimas, negando com a cabeça, dava pra notar como o peito dela descia e subia, enquanto ela respirava com dificuldade, minha filha não estava bem.

_Como... Como assim o Joe desapareceu? 

Eu nao soube responder olhei pro Paul se tivesse que repetir aquela história eu morreria eu podia ver nos olhos da Demi que o coraçao dela estava partido, e eu nao sabia como conserta-lo, minha monstrinha estava sofrendo muito, e ela ainda nem sabia da morte da Nicole.

_Por favor me respondam, eu... Eu... Preciso saber, mãe?_ eu não consegui responder eu e Paul apenas olhavamos para ela ver minha menina daquele jeito partia meu coração_ Tio Paul, por favor.

Me levantei e fui até a Demi e a abracei_ Voce precisa ser forte minha monstrinha_ contei a ela que chorava em silencio ela se sentou ao meu lado da cama e perguntou a quanto tempo estavam sem noticias dele Paul respondeu que há quase 14 horas Demi se levantou andou de um lado para o outro e chorou se encostando na parede, nao quis chegar perto, achei que ela precisava daquele momento. 
Depois de algum tempo, Demi enxugou as lágrimas que ainda teimavam em cair, então ela perguntou da Nicole. Respondi e então Demi abaixou a cabeça chorando com mais força, ela misturou todos os sentimentos que envolviam, o desaparecimento e possível morte do namorado ( apesar de ser doloroso eu precisava ser realista sobre Joe) a morte da Nicole, a possível adoção de Christy. Demi agora chorava descontrolada, soluçando.

_O que... o que... o que... Ah meu Deus!_ Demi escorregou até ao chão descontrolada_ Joe... Nicole... Não o meu Joe, o meu Joe ah meu Deus, eu não acredito, mãe!

Eu e Paul fomos até ela e a abraçamos a consolando... Depois de um tempo Demi parou de chorar, se levantou e foi pro quarto eu sabia que ela devia estar chorando ainda, mas preferi deixá-la sozinha. Selena mais tarde foi ao quarto da Demi e disse que Demi havia dormido provavelmente de tanto chorar.

Demi On

Acordei agarrada ao urso de pelúcia que Joe deu pra mim, quando fomos ao parque de diversão uma vez. Puxei na minha memória tudo o que tinha acontecido e decidi que isso não podia ser real, apenas mais um sonho ruim só isso.
Então peguei meu celular e mandei uma mensagem para o Joe, esperei pela resposta mensagem, quase meia hora e nada, então desabei no choro de novo, eu não acredito que é tudo real. Eu não queria acreditar nisso, minha cabeça girava, meu coração doia, meu corpo doia, tudo em mim doia nesse momento nao podia ser real!

Peguei meu celular e disquei o numero do Joe, tremendo desesperada, segurei o choro, o celular dele chamava e ninguem atendia que desespero meu Deus. Caiu na caixa de mensagem, e eu resolvi deixar uma mensgem, mesmo sem saber se ele pegaria ou não. Mas eu acreditava que ele que ele iria ouvir. Eu tinha certeza que ia.

_Joseph Adam Jonas, eu amo voce, e eu estou te esperando voltar pra casa, voltar pra mim, voce prometeu que voltaria pra mim e eu to te esperando meu bebe... Por favor Volta pra mim, volta meu amor_ eu já estava chorando_ eu preciso de voce, volta pra mim... Não faz isso comigo amor, eu te amo... E eu... Eu vou te esperar pra sempre... Voce sabe né?! Se voce nao demorar eu posso te esperar pra sempre!